• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2002.tde-13092002-134643
Documento
Autor
Nome completo
Marina Castro Uebele
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2002
Orientador
Banca examinadora
Silva, Sila Carneiro da (Presidente)
Corsi, Moacyr
Rodrigues, Luis Roberto de Andrade
Título em português
Padrões demográficos de perfilhamento e produção de forragem em pastos de capim-mombaça submetidos a regimes de lotação intermitente.
Palavras-chave em português
capim colonião
forragem
perfilhação
Resumo em português
A otimização de sistemas de pastejo não pode ser concebida simplesmente como a maximização da quantidade de forragem produzida ou ingerida pelos animais, sendo necessário considerar parâmetros que condicionam e determinam a persistência e a produtividade da pastagem. Nesse ponto, assegurar a capacidade de reposição de perfilhos assume importância fundamental. Dentro desse contexto, o objetivo deste experimento foi avaliar os efeitos de diferentes combinações entre intensidade e frequência de desfolha sobre a dinâmica, a densidade populacional de perfilhos e o acúmulo de forragem em pastos de capim-Mombaça pastejados por bovinos, visando determinar estratégias de manejo do pastejo que permitam obter alta produtividade e utilização de forragem, mantendo a estrutura do pasto dentro de limites aceitáveis de uso e garantindo, assim, a sua perenização. O experimento foi realizado na Universidade Federal de São Carlos, Araras, SP, entre 8 de janeiro de 2001 e 23 de fevereiro de 2002. Os tratamentos corresponderam a combinações entre duas intensidades (30 e 50 cm de resíduo) e duas freqüências de desfolha (pastejo iniciado com 95% e 100% de interceptação de luz do dossel - IL) e foram alocados às unidades experimentais conforme um delineamento de blocos completos casualizados e arranjo fatorial 2 x 2, com 4 repetições. O intervalo médio entre pastejos variou de 23 a 36 dias para os tratamentos de 95% e 100% IL, respectivamente, durante o período de primavera/verão. Durante o inverno, esses valores variaram de 95 a 186 dias. A altura do pasto em pré-pastejo foi um parâmetro confiável para ser utilizado como guia de manejo do pastejo baseado em condições de interceptação luminosa, uma vez que apresentou comportamento consistente e uniforme ao longo do período experimental. De forma geral, não houve diferenças entre as taxas de aparecimento e morte de perfilhos entre tratamentos. No entanto, taxas altas de mortalidade foram acompanhadas por taxas altas de aparecimento de perfilhos, com os maiores valores observados durante o período de primavera/verão relativamente a outono/inverno. Alta freqüência (95% IL) e/ou alta intensidade de desfolha (30 cm de resíduo) condicionaram a ocorrência de maiores taxas de mortalidade, propiciando uma maior renovação de perfilhos e, assim, um perfil mais jovem da população quando comparados aos tratamentos de desfolha menos freqüente (100% IL). Não houve diferença em densidade populacional de perfilhos (média de 380 perfilhos m -2 ), indicando que as diferenças em produção de forragem (18.230 a 27.220 kg MS ha -1 ) devem ter sido consequência de diferenças em produção por perfilho, com perfilhos jovens sendo mais eficientes no processo produtivo do que perfilhos mais velhos, fato que justificou a maior produção do tratamento 30/95 (27.220 kg MS ha -1 ). A densidade populacional de perfilhos variou com a época do ano, com os maiores valores registrados na época de verão, seguidos por aqueles do outono e primavera (400, 384 e 344 perfilhos m -2 , respectivamente). Os maiores valores de massa de forragem (8.100 kg MS ha -1 ) e altura em pré-pastejo (116 cm) ocorreram para os tratamentos que tiveram o pastejo iniciado com 100% IL comparativamente aos de 95% (5.400 kg MS ha -1 e 89,5 cm, respectivamente), pois estes permitiram um período de crescimento mais longo e, provavelmente, maior acúmulo de hastes e material morto, o que dificultou a manutenção do resíduo de 30 cm. Houve efeito de época do ano para todas as variáveis estudadas, indicando comportamento fortemente estacional do crescimento do capim-Mombaça. A partir dos resultados obtidos e considerando-se a importância da manutenção de uma alta taxa de renovação de perfilhos para otimização da produção e utilização de forragem, o pastejo deve ser iniciado quando os pastos atingem 90 cm de altura (95% IL) e interrompido quando rebaixado a 30 cm.
Título em inglês
Demographic patterns of tillering and herbage production in mombaça grass pastures submited to regimes of intermittent stocking.
Palavras-chave em inglês
forage
guine grass
tillering
Resumo em inglês
The optimization of grazing systems cannot be conceived simply as a maximization of the amount of produced herbage or dry matter consumed by grazing animals. It is necessary to take into account factors that condition and determine the persistence and productivity of pastures in order to ensure the ability of plants to replace dead tillers and maintain pasture stability. Against this background, the present experiment aimed at evaluating the effects of four combinations of grazing frequency and intensity on tiller dynamics/population density and herbage production of grazed Mombaça grass pastures to provide a firm basis for planning grazing management strategies that allow for high herbage productivity and utilization, preserving pasture structure within acceptable limits of use and ensuring its persistence. The experiment was carried out at Universidade Federal de São Carlos, Araras, SP, from 8 January 2001 until 23 February 2002. Treatments comprised combinations between two grazing intensities (post-grazing heights of 30 and 50 cm) and two grazing frequencies (grazing initiated at 95% and 100% canopy light interception - LI), and were assigned to experimental units (2000 m 2 paddocks) according to a complete randomized block design, following a 2x2 factorial arrangement, with 4 replications. The average grazing interval varied from 23 to 36 days for the 95 and 100% LI treatments, respectively, throughout the spring/summer period. During the winter, these intervals ranged from 95 to 186 days. Pre-grazing pasture height was a reliable grazing management guide based on canopy light interception, since it presented a homogeneous and consistent behavior during the entire experiment. There was no difference in tiller appearance and death rates among treatments. High tiller death rates, however, were accompanied by high tiller appearance rates, with higher values recorded during spring/summer in relation to autumn/winter. High grazing frequency (95% LI) and/or intensity (30 cm post-grazing height) resulted in the highest tiller death rates, causing a high tiller turnover that generated a younger profile in tiller population density compared to the low frequency treatments (100% LI). There was no difference in tiller population density among treatments (average of 380 tillers m -2 ), indicating that differences in herbage production (18,230 to 27,220 kg DM ha -1 ) must have been consequence of differences in production per tiller, with younger tillers being more productive than older ones, which was the main reason for the highest forage yield of the 30/95 treatment (27,220 kg DM ha -1 ). Tiller population density varied with time of the year, with higher values recorded during summer in relation to autumn and spring (400, 384 e 344 tillers m -2, respectively). The highest values for pre-grazing herbage mass (8,100 kg DM ha -1 ) and pre-grazing pasture height (116 cm) were recorded for the 100% LI treatments compared to 95% LI (5,400 kg DM ha -1 and 89.5 cm, respectively), since they resulted in longer grazing intervals than the 95% LI treatments. Accumulation of stem and dead material was certainly the main reason for the difference in herbage mass, and made it difficult for grazing pastures down to the target 30 cm post-grazing height. There was a season effect on all responses studied, indicating a very seasonal growth behavior of Mombaça grass pastures. Based on the results and baring in mind the importance of a high tiller turnover for optimizing herbage production and utilization, grazing must be initiated at 90 cm pre-grazing height (95% LI) and stopped at 30 cm post-grazing height.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
marina.pdf (2.05 Mbytes)
Data de Publicação
2002-10-16
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • CARNEVALLI, R. A., et al. Interceptação luminosa e índice de área foliar em pastos de capim-mombaça submetidos a regimes de desfolhação intermitente. In 42 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Goiânia, GO, 2005. Anais da 42 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia.Brasília, DF : Sociedade Brasileira de Zootecnia, 2005. Resumo.
  • CARNEVALLI, Roberta Aparecida, et al. Altura do dossel forrageiro e massa de forragem em pastos de capim Mombaça submetidos a regimes de desfolhação intermitente. In 40 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Santa Maria, RS, 2003. Anais da 40 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia.Santa Maria, RS : Sociedade Brasileira de Zootecnia, 2003. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.