• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Carlos Eduardo Cardoso Consentini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2019
Orientador
Banca examinadora
Sartori Filho, Roberto (Presidente)
Bisinotto, Rafael Sisconeto
Sales, José Nélio de Sousa
Wiltbank, Milo Charles
Título em inglês
Strategies for induction of ovulation for fixed-time AI in lactating dairy cows submitted to a novel presynchronization protocol
Palavras-chave em inglês
Dairy cow
Estrus expression
fertility
FTAI
Ovulation induction
Resumo em inglês
The study evaluated strategies for induction of ovulation for fixed-time AI (FTAI) in lactating dairy cows submitted to Ovsynch-type protocols initiated after a novel presynchronization strategy. A total of 909 lactating dairy cows from 6 dairy herds were at 36.7 ± 0.28 d in milk, with body condition score of 3.16 ± 0.02 when they underwent presynchronization. On D-15, all cows received an intravaginal progesterone (P4) implant of 1.0 g P4 (new or used) or a used device of 2.0 g P4 and 7 d later (D-8) the P4 implant was removed and cows received 1.0 mg i.m. estradiol cypionate (EC) and 0.530 mg i.m. sodium cloprostenol (PGF). On D0, a synchronization of ovulation protocol for FTAI was initiated and cows were randomly assigned to 1 of 3 experimental groups, that differed only on the strategy to induce ovulation at the end of the protocol. The protocols initiated on D0 with 16.8 μg i.m. of buserelin acetate (GnRH) concomitant with insertion of a 2.0 g (new or used) P4 device. On D6, every cow received 0.530 mg PGF followed by a second PGF on D7, concomitant with P4 device withdrawal. In Group EC, cows received 1.0 mg EC on D7 (time of P4 device withdrawal) as inducer of ovulation. In Group EC/G, cows received EC on D7 and 8.4 μg GnRH administered 16 h before FTAI (56 h after the first PGF). Finally, in Group G, cows only received 8.4 μg GnRH at 56 h after the first PGF. The FTAI was performed on D9 (48 h after P4 device withdrawal) in all experimental treatments and pregnancy diagnosis was performed 31 and 60 d after FTAI. The pregnancy per AI (P/AI) was not different between cows with or without CL on D-15 (44.7 vs. 38.7%) and on D0 (44.3 vs. 37.3), however, cows with CL on D6 had higher P/AI than cows without CL at PGF (45.9 vs. 17.7%). Estrus expression was greater in cows receiving EC compared to cows receiving only GnRH (80.0 vs. 46.1%). Moreover, cows expressing estrus had greater P/AI than cows not showing estrus on d31 (50.8 vs. 34.8) and on d60 (48.5 vs. 27.6%), however, estrus did not affect pregnancy loss. There were no differences between experimental treatments on P/AI on d30 with an overall P/AI of 40.4% (367/909). Pregnancy loss and P/AI on d60 did not differ between treatments. In conclusion, the reproductive program has potential to promote high fertility and the 3 strategies to induce the final synchronized ovulation produced similar fertility. Further research is needed to optimize the presynchronization strategy and to more definitively determine the effect of different methods of ovulation induction on P/AI and in particular on the pregnancy loss after the d30 pregnancy diagnosis.
Título em português
Estratégias para indução de ovulação por IA em tempo fixo em vacas leiteiras em lactação submetidas a um novo protocolo de pré-sincronização
Palavras-chave em português
Expressão de cio
Fertilidade
IATF
Indução da ovulação
Vaca leiteira
Resumo em português
O estudo avaliou estratégias para induzir a ovulação final em protocolos de IA em tempo fixo (IATF) em vacas leiteiras submetidas a protocolos do tipo Ovsynch iniciados após uma pré-sincronização. Um total de 909 vacas em lactação de seis diferentes fazendas estava com 36,7 ± 0,28 d em lactação e escore de condição corporal de 3,16 ± 0.02 quando iniciaram o protocolo de pré-sincronização. No D-15 todas as vacas receberam um implante de progesterona (P4) de 1,0 g (novo ou usado) ou de 2,0 g (usado), e 7 d após (D-8), o implante de P4 foi retirado e as vacas receberam 1,0 mg i.m. de cipionato de estradiol (CE) e 0,530 mg de cloprostenol sódico (PGF). No D0, iniciou-se o protocolo de sincronização da ovulação para a IATF a as vacas foram aleatoriamente distribuídas em 1 de 3 grupos experimentais, que diferiam somente na estratégia de indução da ovulação ao final do protocolo. Os protocolos se iniciaram no D0 com 16,8 μg de acetato de buserelina (GnRH) concomitante com a inserção de um dispositivo de P4 de 2,0 g (novo ou usado). No D6, todas as vacas receberam 0,530 mg de PGF seguida de uma segunda PGF no D7, concomitante com a retirada do implante de P4. No Grupo CE, as vacas receberam 1,0 mg de CE no D7 (momento da retirada do dispositivo de P4) como indutor de ovulação. No Grupo CE/G, as vacas receberam 1,0 mg de CE no D7 e 8,4 μg de GnRH 16 h antes da IATF (56 h após a primeira PGF). Por último, no Grupo G, as vacas receberam somente 8,4 μg de GnRH no mesmo momento do grupo CE/G. A IATF foi realizada no D9 (48 h após a retirada do implante de P4) em todos os grupos e o diagnóstico de gestação ocorreu 31 e 60 d após a IATF. A prenhez por IA (P/IA) não diferiu entre vacas com ou sem CL no D-15 (44.7 vs. 38.7%) e no D0 (44.3 vs. 37.3), no entanto, vacas com CL no D6 apresentaram maior P/IA do que vacas sem CL na PGF (45.9 vs. 17.7%). Expressão de cio foi maior em vacas que receberam CE do que vacas que receberam somente GnRH (80.0 vs. 46.1%). Além disso, vacas que expressaram cio tiveram maio P/IA no d31 (50.8 vs. 34.8) e no d60 (48.5 vs. 27.6%), no entanto, expressão de cio não afetou perda gestacional. Não houve diferença entre os tratamentos experimentais na P/IA no d31, e a P/IA média foi 40.4% (367/909). Perda gestacional e P/IA aos 60 d não diferiram entres os grupos. Concluímos que o programa reprodutivo tem potencial para promover alta fertilidade e que as 3 estratégias para induzir a ovulação final do programa reprodutivo promoveram fertilidade similares. No entanto, é necessário que seja melhor estudado a interação entre expressão de cio e tratamentos nos parâmetros de fertilidade, assim como, estudar mais a fundo os efeitos dos tratamentos (indutores de ovulação) na fertilidade após o d30 e na perda gestacional.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-05-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.