• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2014.tde-04122014-140011
Documento
Autor
Nome completo
Aliedson Sampaio Ferreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2014
Orientador
Banca examinadora
Pedreira, Carlos Guilherme Silveira (Presidente)
Abdalla, Adibe Luiz
Andrade, Carlos Mauricio Soares de
Braga, Gustavo José
Gomide, Carlos Augusto de Miranda
Título em português
Desempenho agronômico, características morfofisiológicas e valor nutritivo da forragem de quatro genótipos de amendoim forrageiro sob corte
Palavras-chave em português
Arachis pintoi
Acúmulo de forragem
Estrutura do dossel
Frequência de corte
Resumo em português
A diversificação de pastagens em conjunto com menor dependência de insumos de alta energia, como a adubação mineral em sistemas de produção de forragem é uma alternativa promissora para o desenvolvimento dessa indústria. No entanto, a falta de informações sobre as características morfológicas e fisiológicas de muitas forrageiras promissoras, tais como as leguminosas, limita a utilização racional e gestão adequada deste recurso. Estudos morfológicos, fisiológicos e características agronômicas de leguminosas forrageiras são importantes para caracterizar seus padrões de crescimento, bem como para descrever o seu desenvolvimento e produção. A fim de estabelecer uma base para o uso de cultivares de amendoim forrageiro e verificar a adaptação e o potencial destes materiais para as condições Sudeste do Brasil, este estudo foi elaborado para descrever e explicar a morfologia, fisiologia e respostas agronômicas, bem como características estruturais do pasto e valor nutritivo da forragem de quatro genótipos de amendoim forrageiro (Arachis pintoi (Krapov. & WC Gregory) submetidos a duas frequências de corte. O estudo foi realizado em Piracicaba, São Paulo, Brasil. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4x2 (cultivares Mandobi, Amarillo, Belmonte, e Alqueire-1, colhidas a cada 28 ou 42 dias a 10 cm), com três repetições, totalizando 24 unidades experimentais. As variáveis medidas incluíram a produção de forragem, atributos estruturais do dossel, incluindo altura, índice de área foliar, interceptação luminosa, composição morfológica e valor nutritivo. O acúmulo total de forragem na estação (5,8 Mg MS ha-1) e taxa de acúmulo (52 kg MS ha-1 dia-1) foram maiores sob o cronograma de colheita de 28 dias. A cultivar Belmonte apresentou a maior produtividade (8,1 Mg MS ha-1) e taxa de acúmulo (69 kg MS ha-1 d-1) de todos os genótipos. O IAF médio na pré-colheita (4,5) e interceptação luminosa (97%) não variou em resposta à frequência de colheita. A concentração de proteína bruta da forragem foi maior aos 28 dias (253 g kg-1) e a cultivar Belmonte apresentou maiores concentrações (265 g kg-1) do que Mandobi e Amarillo. As concentrações de fibra em detergente neutro (FDN) não variaram com a frequência de colheita nem cultivar Belmonte apresentou maior concentração de FDN (369 g kg-1) do que Alqueire-1 (337 g kg-1). A produção de folhas e pecíolos não variou em função da frequência de colheita e Belmonte teve a maior produção de folhas (6,0 Mg MS ha-1) e pecíolos (2,6 Mg MS ha-1). Belmonte teve melhor desempenho agronômico com maior interceptação de luz e IAF, resultando em maior acúmulo total de forragem. A produção total de forragem foi maior em frequências de corte menores e a cultivar Belmonte obteve maior produção e taxa de acúmulo de forragem. A maturidade do amendoim forrageiro afetou valor nutritivo da forragem aos 28 dias de frequência de corte, resultando em melhor forragem.
Título em inglês
Agronomic performance, morphological and physiological characteristics and nutritive value of four forage peanut cultivars under cut
Palavras-chave em inglês
Arachis pintoi
Clipping frequency
Forage accumulation
Sward structure
Resumo em inglês
The diversification of pastures together with lower dependence on high energy inputs such as mineral fertilization in forage-livestock systems is a promising alternative in the development of this industry. However, the lack of information on morphological and physiological characteristics of many promising forages such as legumes limits the rational utilization and adequate management of this resource. Studies morphological, physiological, and agronomic characteristics of forage legumes are important to characterize their growth patterns as well as to describe their growth, development and production. In order to establish a basis for the use of forage peanut genotypes and to ascertain the adaptation and the potential of these materials to the southeastern conditions of Brazil, this study was devised to describe and explain the morphological, physiological, and agronomic responses as well as the sward structural characteristics, and forage nutritive value of four forage peanut (Arachis pintoi (Krapov. & W.C. Gregory) genotypes submitted to two harvest frequencies. The study was conducted in Piracicaba, São Paulo, Brazil. The experimental design was completely randomized in a 4x2 factorial design (genotypes Mandobi, Amarillo, Belmonte, and Alqueire-1, harvested every 28 or 42 days at 10 cm), with three replications, totalling 24 experimental units. Responses measured included forage yield, canopy structural attributes, including height, leaf area index, light interception and plant-part composition and nutritive value. Total warm-season forage accumulation production (5,8 Mg MS ha-1) and accumulation rate (52 kg DM ha-1 d-1) were higher under the 28-d harvest schedule. The Belmonte cultivar showed the highest yield (8,1 Mg MS ha-1) and accumulation rate (69 kg DM ha-1 d-1) of all genotypes. The mean pre-harvest LAI (4,5) and light interception (97%) did not vary in response to harvest frequency. The forage crude protein concentration was higher at 28 days (253 g kg-1) and cultivar Belmonte forage had higher concentrations (265 g kg-1) than Mandobi and Amarillo. The concentrations of neutral detergent fiber did not vary with harvest frequency and Belmonte forage had higher NDF (369 g kg-1) than Alqueire-1 (337 g kg-1). Production of leaves and petioles did not vary as a function of harvest frequency, and Belmonte had the highest yield of leaves (6,0 Mg MS ha-1) and petioles (2,6 Mg MS ha-1). Belmonte had better agronomic performance with higher light interception andLAI, resulting in higher total forage accumulation. Harvest frequency impact yield characteristics and can modify sward architecture. Plant maturity affected forage nutritive value, with the 28-d schedule resulting in better forage.,
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-12-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.