• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2015.tde-04052015-172634
Documento
Autor
Nome completo
Fernando Yugo Yamamoto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2015
Orientador
Banca examinadora
Cyrino, José Eurico Possebon (Presidente)
Barros, Margarida Maria
Menten, José Fernando Machado
Título em português
Determinação da exigência de vitamina E para o dourado Salminus brasiliensis (Cuvier, 1816) e a avaliação do seu efeito imunomodulador
Palavras-chave em português
Antioxidante
Imunomodulador
Imunonutriente
Tocoferol
Resumo em português
Agentes estressores em piscicultura intensiva afetam a condição fisiológica e o sistema imune dos peixes aumentando a susceptibilidade a infecções e causando prejuízos econômicos. Para contornar este problema, o uso de nutrientes moduladores do sistema imunológico na dieta, como o tocoferol, se tornam estratégia profilática para as pisciculturas assegurarem uma maior sobrevivência e consequente produtividade. O presente estudo visou avaliar a exigência nutricional do dourado, Salminus brasiliensis, por meio de um ensaio dose-resposta e aferir seu efeito imunomodulador. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, com sete tratamentos/dietas semi purificadas elaboradas com doses crescentes de vitamina E (0; 50; 100; 150; 200, 250 e 3500 mg kg-1α-tocoferol acetato) (n=4). Quinze juvenis de dourado foram alojados em caixas de polipropileno, em sistema de recirculação fechado com filtragem mecânica e biológica, trocador de calor com termostato e aeração forçada através de sopradores e pedras difusoras. Após serem alimentados por 30 dias com a dieta basal para depleção de vitamina E nas reservas corporais de vitamina, os animais foram pesados (20,04 ± 0,09 g), redistribuídos em 28 tanques (500 L; 15 peixes por tanque) e alimentados durante 78 dias até saciedade aparente (duas refeições diárias: 08h00m e 17h00m). Os peixes apresentaram diferença no ganho de peso, porém não de maneira dependente do tratamento de vitamina E. Após o período de alimentação os peixes foram desafiados com a bactéria Aeromonas hydrophila. Os parâmetros imunológicos foram aferidos antes e após o desafio e não houveram diferenças significativas para: atividade respiratória dos leucócitos, atividade da lisozima sérica, proteína e albumina total no soro e sobrevivência. Houve aumento da concentração das globulinas totais no soro após infecção em função do nível de vitamina E na dieta, e a dose ótima foi definida por meio da regressão segmentada: 151,07 mg kg-1 de vitamina E na ração. A exigência de vitamina E para o dourado foi determinada em 58,90 mg kg-1 pelas substâncias reativas ao ácido tiobarbiturico da fração mitocondrial do fígado por análise de regressão segmentada.
Título em inglês
Determination of vitamin E requirement for dourado Salminus brasiliensis (Cuvier, 1816) and evaluation of its immunomodulatory effect
Palavras-chave em inglês
Antioxidant
Immunomodulator
Immunonutrient
Tocopherol
Resumo em inglês
Stressors in intensive fish farming affect fish physiological conditions and immune system, promoting susceptibility to infections and causing economic losses. To overcome this issue, using immunomodulatory nutrients such as tocopherol on fish feeds may become a prophylactic strategy to fish farms to ensure a higher survival and productivity. The present study aimed at determining vitamin E requirement of dourado, Salminus brasiliensis, through a dose dependent trial and how the immune system responded to vitamin E crescent doses. The experiment design was randomly distributed in seven treatments (n=4) of semi purified diets (0; 50; 100; 150; 200; 250 and 3,500 mg kg-1). After exposing the fish during 30 days for tocopherol depletion, fifteen dourado juveniles (20.04 ± 0.09 g) were stocked in 500 L tanks in a closed loop system and fed twice a day until apparent satiation. Differences in weight gain were observed however not in a vitamin E dose dependent way. After feeding for 78 days fish were challenged with intraperitoneal bacterial infection (Aeromonas hydrophila). Immunological parameters were measured before and after infection and no significant differences were observed in: blood leukocyte burst respiratory activity, serum lysozyme activity, serum protein and albumin, and survival. However a higher total serum globulin was detected after infection and the best response determined through a broken-line regression was 151.07 mg kg-1 of vitamin E on fish feed. Dietary requirement of vitamin E was determined by broken-line regression from thiobarbituric reactive substances of liver mithocondrial fraction to be 58.90 mg/kg of α-tocopherol acetate.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-05-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.