• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2004.tde-06122004-105027
Documento
Autor
Nome completo
Nivea Maria Tonucci
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2004
Orientador
Banca examinadora
Pascholati, Sergio Florentino (Presidente)
Guzzo, Sylvia Dias
Piero, Robson Marcelo Di
Título em português
Efeito de extratos aquosos do basidiocarpo e micélio de Lentinula edodes (Shiitake) sobre Colletotrichum sublineolum, Alternaria solani, Xanthomonas axonopodis pv. passiflorae e Tobacco mosaic virus (TMV).
Palavras-chave em português
agentes antimicrobianos
cogumelos comestíveis
microrganismos
Resumo em português
Lentinula edodes é um cogumelo comestível que possui qualidades nutricionais, terapêuticas e medicinais. Além disso, muitos estudos na área médica têm comprovado que o cogumelo possui efeito antibiótico sobre microrganismos patogênicos ao homem. Na área agrícola, alguns trabalhos realizados com o cogumelo demonstraram possíveis efeitos no controle de fitopatógenos. O presente trabalho teve como objetivo demonstrar a produção de substâncias antimicrobianas por L. edodes ativas sobre Colletotrichum sublineolum, agente causal da antracnose em sorgo, Alternaria solani, responsável pela pinta preta do tomateiro, Xanthomonas axonopodis pv. passiflorae, agente causal da mancha bacteriana em maracujazeiro e Tobacco mosaic virus (TMV), causador de mosaico foliar em fumo. Para os testes com C. sublineolum e A. solani foram utilizados extratos aquosos de L. edodes, obtidos a partir de basidiocarpos desidratados em pó, dos isolados LE JAB-K, LE 96/22, LE 96/17 e LE 95/01. Os resultados evidenciaram que o extrato aquoso de basidiocarpos do isolado LE 96/22 inibiu o crescimento micelial in vitro e a formação de apressórios por C. sublineolum. Já os extratos dos isolados LE JAB-K e LE 95/01 apresentaram efeito inibitório na germinação de conídios e na formação de apressórios do patógeno. Em contrapartida, os extratos aquosos de basidiocarpos dos diferentes isolados de L. edodes não apresentaram efeito inibitório na germinação dos conídios e no crescimento micelial de A. solani. Por sua vez, os extratos aquosos de basidiocarpos a 20% (v/v) e o filtrado do crescimento micelial de L. edodes, misturados à suspensão de X. axonopodis pv. passiflorae, exibiram redução na multiplicação bacteriana. Todos os extratos aquosos de basidiocarpos dos diferentes isolados testados na multiplicação da bactéria mostraram-se termolábeis, quando autoclavados a 121 °C por 20 min. Em experimentos com plantas de fumo, os extratos aquosos de basidiocarpos dos isolados LE 96/17 e LE 96/22 adicionados à suspensão contendo partículas do TMV reduziram significativamente a ocorrência de lesões locais nas folhas. O extrato aquoso do isolado LE 96/22 apresentou compostos antivirais de natureza termoestável. Finalmente, o extrato aquoso de basidiocarpos do isolado LE 96/22, o qual apresentou a maior atividade antimicrobiana, foi purificado parcialmente por cromatografia de troca aniônica (CTA). O pico V apresentou efeito inibitório no crescimento micelial de C. sublineolum. Por sua vez, a multiplicação de X. axonopodis pv. passiflorae foi inibida pelos picos IV, V e VII. Já os picos I, II e III, obtidos em CTA por gradiente linear de NaCl e o pico I obtido em CTA pelo método “step wise”, reduziram significativamente a infectividade do TMV em plantas de fumo. Com base nesses resultados, evidencia-se a ação de preparações de L. edodes sobre fitopatógenos, o que demonstra o uso potencial do mesmo no controle de agentes causais de doenças infecciosas em plantas.
Título em inglês
Effect of aqueous extracts from mycelium and basidiocarps of Lentinula edodes (Shiitake) on Colletotrichum sublineolum, Alternaria solani, Xanthomonas axonopodis pv. passiflorae and Tobacco mosaic virus (tmv).
Palavras-chave em inglês
antimicrobial agents
edibles mushrooms
micoorganisms
Resumo em inglês
Lentinula edodes is an edible mushroom that has nutritious, therapeutical and medicinal qualities. Moreover, many studies in the medical area have shown that the mushroom exhibits antibiotic effects on pathogenic microorganism to the man. In the agricultural area, work carried out with the mushroom has demonstrated its possible effects to control phytopathogens. The objective of the present work was to demonstrate the productionof antimicrobial substances of L. edodes active on Colletotrichum sublineolum, causal agent of anthracnose in sorghum, Alternaria solani, responsible for the black spot of the tomato plants, X. axonopodis pv. passiflorae, causal agent of the bacterial spot in passion fruit plants and on Tobacco mosaic virus, causal agent of the mosaic in tobacco plants. For the test with C. sublineolum and A. solani aqueous extracts were obtained from dehydrated fruiting bodies from the shiitake isolates LE JAB-K, LE 96/22, LE 96/17 and LE 95/01. The results showed that the fruiting body aqueous extract from isolate LE 96/22 inhibited micelial growth and appressorium formation by C. sublineolum. The aqueous extracts of isolates LE JAB-K and LE 95/01 exhibited inhibitory effect on conidium germination and on formation of appressorium by the patogen. On the other hand, the extracts of the different isolates of L. edodes did not exhibit inhibitory effect on conidium germination and micelial growth of A. solani. The aqueous extracts of fruiting bodies at 20% (v/v) concentration and filtrate of the micelial growth of L. edodes, when mixed to the suspension of X. axonopodis pv. passiflorae, exhibited decreased on bacterial multiplication. All the aqueous extracts of fruiting bodies tested from the different isolates in the bacterial multiplication were thermobile, when heated at 121 °C for 20 min. In experiments with tobacco plants, the aqueous extracts of fruiting bodies of isolates LE 96/17 and LE 96/22 when added to the suspension of TMV reduced the amount of local lesions on the leaves. When the aqueous extracts of LE 96/22 were heated the antiviral nature was not lost. Finally, the aqueous extract of fruiting bodies from isolate LE 96/22 that presented major antimicrobial activity was partially purified by anion exchange chromatography (AEC). The peak V exhibited inhibitory effect on micelial growth of C. sublineolum. Multiplication of X. axonopodis pv. passiflorae was inhibited by peaks IV, V and VII. Regarding TMV infectivity, peaks I, II and III, obtained in CTA through linear gradient of NaCl, and peak I also obtained through CTA by the method "step wise", significantly reduced virus infectivity in tobacco plants. Based upon these results, it is shown that preparations of L. edodes can interfere whith phytopathogen multiplication, demonstrating its potential to control plant diseases.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
nivea.pdf (747.01 Kbytes)
Data de Publicação
2004-12-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.