• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-30052018-153422
Documento
Autor
Nome completo
Henrique Fabrício Placido
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2018
Orientador
Banca examinadora
Victoria Filho, Ricardo (Presidente)
Albrecht, Alfredo Junior Paiola
Matallo, Marcus Barifouse
Toledo, Roberto Estêvão Bragion de
Título em português
Caracterização morfológica da superfície foliar de Chloris elata resistente ao glyphosate e manejo de capim-branco e capim-amargoso no período de entressafra no sistema de sucessão soja/milho
Palavras-chave em português
Manejo de plantas daninhas
Microscopia eletrônica de varredura
Morfologia de plantas daninhas
Resumo em português
A resistência de plantas daninhas é um grande problema que afeta a produtividade das culturas em nosso país, ao passo que quando é identificada, deve ser estudada visando desenvolver estratégias de manejo que evitem a expansão e seleção em novas áreas, além de seleção de resistência múltipla em áreas onde está presente. Nesta temática o objetivo desta pesquisa foi determinar manejo alternativo ao glyphosato para as espécies Chloris elata e Digitaria insularis no período de entressafra da cultura da soja e identificar características morfológicas da superfície foliar de Chloris elata que possam interferir sobre o controle com herbicidas. Foram estudadas alternativas ao glyphosate para manejo em áreas de sistema de produção soja/milho, em dois experimentos com as plantas daninhas Chloris elata e Digitaria insularis perenizadas e com duas condições de roçada (15 e 30 cm). Foram avaliados o controle visual das plantas daninhas, redução de matéria fresca e seca. Para morfologia das folhas da espécie Chloris elata foi realizada análise histológica com recursos de microscopia eletrônica de varredura, visando caracterizar a morfologia da folha, além de determinar o índice estomático, densidade estomática e densidade de tricomas para as superfícies adaxial e abaxial das folhas, nos estádios 4 e 6 folhas totalmente expandidas. Digitaria insularis se mostrou menos suscetível as técnicas de manejo empregadas para plantas perenizadas, necessitando duas aplicações sequenciais para conter a rebrota dos tratamentos. O uso da maior dose do herbicida haloxyfop associado aos herbicidas glyphosate ou amônio-glufosinato se mostrou eficaz no controle de C. elata e D. insularis. O manejo de roçagem potencializou a ação dos herbicidas, e a planta daninha D. insularis se mostrou mais suscetível a está técnica em relação ao C. elata. Para este manejo a associação da maior dose de haloxyfop ao glufosinato foi eficaz para as duas gramíneas. As alturas de roçagem somente se diferenciaram nas primeiras avaliações. O biótipo resistente de C. elata apresentou menor densidade estomática, no estádio de 4 folhas completamente expandidas e maior densidade de tricomas no estádios de 6 folhas completamente expandidas, o que pode contribuir para a resistência ao glyphosate. Está espécie apresentou formações de cristais de cera que circundam o ostíolo, no estádio de 6 folhas completamente expandidas, podendo estar relacionada a a menor suscetibilidade ao glyphosate desta planta daninha perenizada.
Título em inglês
Morphological characterization of the foliar surface of Chloris elata resistant to glyphosate and Management of tall windmill grass and sourgrass during the off-season in the soybean / maize succession system
Palavras-chave em inglês
Scanning electron microscopy
Weed management
Weed morphology
Resumo em inglês
Weed resistance is a major problem that affects crop productivity in our country, whereas when it is identified, it must be studied in order to develop management strategies that avoid expansion and selection in new areas, as well as multiple resistance selection in areas where it is present. In this subject the objective of this research was to determine alternative management of glyphosate for the Chloris elata and Digitaria insularis species during the off - season of the soybean crop and to identify the morphological characteristics of the leaf surface of Chloris elata that could interfere the control with herbicides. It was studied alternatives to glyphosate for management in areas of soybean / maize production system in two experiments with weeds Chloris elata and Digitaria insularis perennial and with two mowing conditions (15 and 30 cm). The visual control of weeds, fresh and dry matter reduction were evaluated. For the morphology of the leaves of the Chloris elata species, a histological analysis was carried out using scanning electron microscopy to characterize the leaf morphology, as well as to determine the stomatal index, stomatal density and trichome density for the adaxial and abaxial surfaces of the leaves, stages 4 and 6 fully expanded leaves. Digitaria insularis was less susceptible to the management techniques used for perennial plants, requiring two sequential applications to contain the regrowth of treatments. The use of the highest dose of the herbicide haloxyfop associated with the herbicides glyphosate or ammonium glufosinate proved to be effective in the control of C. elata and D. insularis. Herbicide management potentiated herbicide action, and D. insularis weed was more susceptible to this technique than C. elata. For this management, the association of the highest dose of haloxyfop to glufosinate was effective for both grasses. The cutting heights differed only in the first evaluations. The resistant C. elata biotype showed lower stomatal density at the stage of 4 fully expanded leaves and greater density of trichomes in the stages of 6 fully expanded leaves, which may contribute to resistance to glyphosate. This species presented waxy crystal formations that surround the ostrich, in the stage of 6 fully expanded leaves, and may be related to the natural tolerance to the glyphosate of this perennial weed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.