• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2005.tde-27042005-135538
Documento
Autor
Nome completo
Marcelo Nicolai
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2004
Orientador
Banca examinadora
Christoffoleti, Pedro Jacob (Presidente)
Braz, Benedito Apparecido
Victoria Filho, Ricardo
Título em português
Desempenho da cultura de milho (Zea mays L.) submetida a aplicação de herbicidas pós-emergentes, em diferentes situações de manejo.
Palavras-chave em português
fenologia
fertilizante nitrogenado
fitossanidade
herbicida
inseticida
interação
milho
planta daninha
uréia
Resumo em português
A aplicação de herbicidas pós-emergentes na cultura de milho é intensa, expondo a cultura às inumeras situações de manejo em coincidência com a utilização destes agroquímicos, podendo resultar em interações prejudiciais a cultura. Sendo assim, desenvolveu-se esta pesquisa, com o objetivo de avaliar a possibilidade de interação entre esses herbicidas com inseticidas e adubos nitrogenados, bem como a eficácia dos herbicidas no controle de plantas daninhas. Foram instalados experimentos a campo e em casa-de-vegetação, nas dependências do Departamento de Produção Vegetal da ESALQ-USP. Foram três modalidades de experimentação, onde foi utilizado o delineamento estatístico de blocos casualizados com quatro repetições. O primeiro experimento avaliou a interação entre os herbicidas pós-emergentes, mesotrione, nicosulfuron e iodosulfuron + foramsulfuron, e as fontes nitrogenadas, sulfato de amônia em cobertura e uréia incorporada. Após a analise dos resultados, foram observados alguns sintomas fitotóxicos causados pelos herbicidas. Tais sintomas evoluíram até o total desaparecimento, tornando-se imperceptíveis ao longo do ciclo da cultura, a qual apresentou altura de pendoamento semelhante a testemunha. Os rendimentos de grãos e o peso de mil grãos não indicam reduções de produtividade. Tanto para a uréia, quanto para o sulfato de amônio, não detectou-se sintomas de interatividade fitotóxica para o híbrido AGN 2012. O segundo, avaliou a interação entre herbicidas pós-emergentes, nicosulfuron e mesotrione em mistura com atrazina, e os inseticidas clorpirifós, lambdacyhalotrina, e thiamethoxan + lambdacyhalotrina, aplicados em mistura de tanque. Ocorreram injúrias fitotóxicas sinérgisticas para os tratamentos envolvendo o inseticida clorpirifós. Não ocorreram reduções de altura, rendimento e peso de 1000 grãos. Isso indica a capacidade do híbrido AGN 2012 em superar as fitotoxicidades, mas não isenta a mistura do risco de perda de rendimento em outras situações. A terceira, testou a eficácia dos herbicidas pós-emergentes mesotrione + atrazina, nicosulfuron + atrazina, nicosulfuron e iodosulfuron + foramsulfuron, no controle de Brachiaria plantaginea, Digitaria horizontalis, Panicum maximum, Eleusine Indica, Ipomoea grandifolia e Bidens pilosa suscetível e resistente aos herbicidas inibidores da ALS. Foi observado que a planta daninha no estádio inicial de crescimento, é melhor controlada pelos herbicidas; as misturas de herbicidas são mais eficazes, permitindo controlar plantas em estádios de crescimento mais avançados; o Panicum maximum requer doses maiores dos herbicidas ou a mudança da estratégia de controle; o milho pode ser uma alternativa no controle de Bidens pilosa resistente aos inibidores da ALS, se cultivado como cultura de sucessão em um sistema de produção, com uso de herbicidas com alternativos mecanismos de ação. A pesquisa conclui que herbicidas pós-emergentes aplicados na cultura de milho, podem ter sua seletividade reduzida quando aplicado simultaneamente com inseticidas e adubos nitrogenados, porém as fitotoxicidades causadas por estas interações sinérgicas podem não reduzir a produtividade final como ocorreu neste trabalho, em função de combinações entre fatores climáticos e culturais. A eficácia desses herbicidas, estudada para plantas daninhas da cultura de milho, depende do estádio fenológico destas plantas, sendo que a mistura de mesotrione + atrazina é uma alternativa para o controle de B. pilosa resistente aos inibidores da ALS.
Título em inglês
Performance of the corn crop (Zea mays L.) submitted to application of post-emergence herbicides, in different management situations.
Palavras-chave em inglês
corn
crop protection
herbicide
insecticides
interaction
nitrogen fertilizer
phenology
urea
weed
Resumo em inglês
The application of post-emergence herbicides at corn crop is intense, exposing the crop to countless management situations in coincidence with the using of these agrochemicals that can result in damaging interactions to the crop. Therefore, this research was developed, with the objective of evaluating the possibility of interaction between these herbicides with insecticides and nitrogen fertilizers, as well the herbicides efficacy on weeds control. There were installed experiments in field and green-house, at Crop Science Department annexes, ESALQ/USP. There were three experimentation modalities, where it was used the statistical design of randomized blocks with four replicates. The first experiment evaluated de interaction between the post-emergence herbicides, mesotrione, nicosulfuron and iodosulfuron + foramsulfuron, and the nitrogen sources, ammonium sulfate in covering and incorporated urea. After the results analysis, there were observed some phytotoxics symptoms caused by the herbicides. These symptoms evolved until the total disappearing, becoming imperceptible along the crop cycle, witch presented height at flowering similar to the check. The kernel yield and the weight of 1000 kernels did not presented productivity reduction. Each for urea or for ammonium sulfate, it was not detected symptoms of phytotoxic interactivity to the hybrid AGN 2012. The second experiment evaluated the interaction between the post-emergence herbicides, nicosulfuron and mesotrione in mixture with atrazine, and the insecticides clorpirifos, lambdacyhalotrin and thiamethoxan + lambdacyhalotrin, applied in tank mixture. It was observed synergistic phytotoxics injuries to the treatments involving the insecticide clorpirifos. Although, it was not observed height, yield or weight of 1000 kernels reductions. It indicates the capacity of the hybrid AGN 2012 in overcoming the phytotoxity, but it did not exempt the mixture of yield losses risk in other situations. The third experiment, tested the efficacy of the post-emergence herbicides mesotrione + atrazine, nicosulfuron + atrazine, nicosulfuron and iodosulfuron + foramsulfuron, on control of Brachiaria plantaginea, Digitaria horizontalis, Panicum maximum, Eleusine Indica, Ipomoea grandifolia and Bidens pilosa susceptible and resistant to ALS-inhibiting herbicides. It was observed that the weeds are better controlled by herbicides at initial growth stage; the herbicides mixtures are more efficient, permitting to control plants in more developed growth stages; the weed Panicum maximum require upper herbicides rates or changings on control strategies; the corn may be an alternative crop to control Bidens pilosa resistant to ALS-inhibiting herbicides, if conduced as a succession crop in the production system, using herbicides with alternative action mechanisms. This research concluded that post-emergence herbicides applied on corn crop may have its selectivity reduced when simultaneously applied with insecticides or nitrogen fertilizers, although the phytotoxity caused by these synergistic interactions may not reduce the final productivity, as occurred at this work, in function of combinations of climatic and crop factors. The efficacy of these herbicides, studied for weeds at corn crop, depends on weeds phenologic stage, and the mixture of mesotrione + atrazine is an alternative to control B. pilosa resistant to ALS-inhibiting herbicides.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
marcelo.pdf (1.00 Mbytes)
Data de Publicação
2005-04-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.