• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-18052018-181208
Documento
Autor
Nome completo
Guilherme Bacarim Pavan
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2018
Orientador
Banca examinadora
Victoria Filho, Ricardo (Presidente)
Albrecht, Alfredo Junior Paiola
Matallo, Marcus Barifouse
Toledo, Roberto Estêvão Bragion de
Título em português
Manejo de capim-amargoso perenizado e tolerante a glyphosate com herbicidas associados ou não a 2,4-D sal de dimetilamina e 2,4-D choline
Palavras-chave em português
Digitaria insularis
Graminicidas
Planta daninha
Rebrota
Resistência
Resumo em português
O capim-amargoso (Digitaria insularis) é uma planta daninha que ganhou importância no cenário agrícola brasileiro recentemente, decorrente da dificuldade natural de se controlar essa espécie de planta daninha e pela descoberta de populações resistentes ao glyphosate. Esse trabalho teve o objetivo de estudar os níveis de resistência apresentados por populações de capim-amargoso dos estados do Paraná e São Paulo e avaliar o controle de proporcionado por aplicações de herbicidas associados ou não a duas formulações de 2,4-D, em plantas perenizadas adultas e após roçada mecânica. No primeiro experimento foram coletadas populações de capim-amargoso em quinze áreas nos estados do Paraná e São Paulo. Foi feita a aplicação de 8 doses crescentes de glyphosate (0; 67,5; 135; 270; 540; 1080; 2160 e 4320 g e.a.ha-1) em 5 repetições para a obtenção da curva de dose resposta. Os dados de controle foram submetidos ao modelo de regressão não-linear do tipo log-logístico para determinação dos parâmetros das curvas de dose-resposta, em seguida foi determinado o fator de resistência para cada população. No segundo e terceiro experimentos foi avaliada a eficácia de controle de capim-amargoso através de 31 associações entre os herbicidas glyphosate, 2,4-D dimethylamine, 2,4-D choline, haloxyfop, clethodim, glufosinate, em plantas perenizadas adultas e após roçada mecânica a 20cm. Existe um cenário de evolução nos casos de resistência de capim-amargoso ao herbicida glyphosate nos estados de São Paulo e Paraná. Grande parte das populações estudadas apresentaram algum nível de resistência ao glyphosate, mas em maioria (67%) baixa resistência. No entanto, a constatação de populações com fatores de resistência muito altos serve como alerta para a necessidade do uso do manejo integrado de plantas daninhas, buscando usar boas práticas agrícolas para que as populações que ainda apresentam baixo nível de resistência não atinjam esse mesmo patamar. É possível afirmar que o controle de plantas adultas de capim-amargoso resistente ao glyphosate é facilitado com a roçada mecânica, podendo atingir resultados semelhantes ao controle das plantas não roçadas, com uma aplicação sequencial. Existem diversas combinações de associações e aplicações sequenciais entre glyphosate, haloxyfop, clethodim e glufosinate, em associação ou não com 2,4-D colina e 2,4-D dimetilamina, capazes de proporcionar controle superior a 90% em plantas de capim-amargoso, roçadas ou não. Independente do tratamento algumas plantas sofreram rebrota, sendo a intensidade dessa importante na ocasião da aplicação sequencial. É recomendado que esse parâmetro seja observado com cautela para tomada de decisão correta, principalmente no caso de roçada mecânica das plantas, prévia a aplicação de herbicidas. Foi possível observar que a nova formulação de 2,4-D colina possui comportamento similar ao 2,4-D dimetilamina em relação a possíveis antagonismos em associações com graminicidas. Isso indica que os conhecimentos anteriores servem como uma boa referência para uso da nova formulação enquanto novos estudos são desenvolvidos.
Título em inglês
Perennial and glyphosate-tolerant sourgrass management with herbicides associated or not with 2,4-D dimethylamine salt and 2,4-D choline
Palavras-chave em inglês
2,4-D
Digitaria insularis
Graminicides
Regrowth
Resistance
Weed
Resumo em inglês
The sourgrass (Digitaria insularis) is a weed that has gained importance in the Brazilian agricultural scene recently, due to the natural difficulty to control this species of weed and the discovery of populations resistant to glyphosate. The objective of this work was to study the resistance levels of sourgrass populations in the states of Paraná and São Paulo, and to evaluate the control provided by herbicides applications associated or not with two 2,4-D formulations in perennial plants and after mechanical mowing. In the first experiment, sourgrass populations were collected in fifteen areas in the states of Paraná and São Paulo. Eight growing doses of glyphosate (0, 67.5, 135, 270, 540, 1080, 2160 and 4320 g a.a.ha-1) were applied in 5 replicates to obtain the dose response curve. The control data were submitted to the log-logistic nonlinear regression model to determine the parameters of the dose-response curves, after the resistance factor for each population was determined. In the second and third experiments, was evaluated the effectiveness of sourgrass control through 31 associations between herbicides glyphosate, 2,4-D dimethylamine, 2,4-D choline, haloxyfop, clethodim, glufosinate, in adult perennial plants and after mowing at 20cm. There is a scenario of evolution in the cases of sourgrass resistance to glyphosate herbicide in the states of São Paulo and Paraná. Most of the populations studied showed some resistance to glyphosate, but most (67%) low resistance. However, the observation of populations with very high resistance factors serves as an alert to the need of using integrated weed management, seeking to use good agricultural practices, so that populations that still have a low resistance level do not reach this high level. It is possible to affirm that the control of adult plants of sourgrass resistant to glyphosate is facilitated with the mechanical mowing, being able to reach results similar to the control of the non-cropped plants, with a sequential application less. There are several combinations of sequential applications and associations between glyphosate, haloxyfop, clethodim and glufosinate, in association or not with 2,4-D choline and 2,4-D dimethylamine, capable of providing superior control to 90% in sourgrass plants, mowed or not. Regardless of the treatment, some plants regrowth, where the intensity is important at the occasion of the sequential application. It is recommended that this parameter get observed with caution for correct decision making, especially in the case of mechanical mowing of the plants, prior to the application of herbicides. It was possible to observe that the new formulation of 2,4-D choline has similar behavior to 2,4-D dimethylamine in relation to possible antagonisms in combinations with graminicides. This indicates that prior knowledge serves as a good reference for use of the new formulation while new studies are developed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-06-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.