• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Adriano Dantas da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2017
Orientador
Banca examinadora
Mello, Simone da Costa (Presidente)
Boteon, Margarete
Minami, Keigo
Silva, Derly José Henriques da
Título em português
Rentabilidade econômica e características agronômicas da produção de mudas de alface em viveiro protegido destinadas ao cultivo hidropônico
Palavras-chave em português
Lactuca sativa
Custo total
Rentabilidade econômica
Sistema hidropônico
Resumo em português
Com o objetivo de analisar a rentabilidade econômica da produção de mudas de alface produzidas em bandejas com diferentes volumes de substrato e formato de célula, foram realizados levantamentos de custos de um produtor de mudas localizado no estado de São Paulo, nas safras de verão e de inverno. Para avaliar os custos de produção para cada safra de cultivo, foi usado a metodologia adotada pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA), onde se calcula o Custo Total de produção pela soma entre o Custo Anual de Recuperação do Patrimônio (CARP) e o Custo Operacional (CO). O CARP é uma metodologia que considera o fator depreciação e custo de oportunidade do capital imobilizado para aquisição dos bens envolvidos, e o CO envolve todos os custos operacionais da atividade (viveiro de produção de mudas). O custo total de produção por área (m2), custo total de produção por muda e custo total de produção por bandeja foram superiores na safra de inverno em relação à safra de verão. Para o custo de produção por muda, os valores obtidos seguiram a seguinte ordem (R$): 84 células > 105 células > 128 células achatada alta > 128 células achatada baixa > 128 células cônicas > 200 células cônicas. Já para o custo de produção por bandeja, a ordem foi a seguinte: 84 células > 105 células > 128 células achatada alta > 128 células achatada baixa > 200 células cônicas > 128 células cônicas. Para o lucro da atividade, a ordem dos lucros foi (R$): 128 células achatada alta > 128 células achatada baixa > 84 células > 105 células > 200 células cônicas > 128 células cônicas. Além da rentabilidade econômica, dois experimentos foram conduzidos no viveiro especializado na produção de mudas, durante os períodos de 25 de dezembro de 2015 a 3 de fevereiro de 2016 e 26 de janeiro a 26 de fevereiro de 2016. Os períodos de cultivo foram de 28 e 40 dias para o primeiro ciclo (mudas convencionais e "mudões", respectivamente) e de 31 dias para todas as bandejas, no segundo ciclo. Os experimentos (primeiro e segundo ciclo) foram instalados em delineamento experimental inteiramente casualizado com quatro repetições, sendo os tratamentos constituídos por 6 diferentes tipos de bandejas para produção de mudas (128 células com formato cônico,128 células achatada baixa, 128 células achatada alta, 84 células, 105 células e 200 células com formato cônico). As mudas convencionais são destinadas para a produção hidropônica com uso de berçário, e os "mudões" para sistemas de cultivo hidropônico sem uso de berçário. As características agronômicas avaliadas foram massas frescas e secas das partes aéreas e das raízes, área foliar, comprimento total, área superficial, diâmetro médio, volume total e número total de raízes. Para mudões, que são destinados ao cultivo hidropônico sem a utilização da fase de berçário, as bandejas de 105 células resultaram em mudas com crescimento similar àquelas produzidas em bandejas de 84 células. Através desses resultados é possível recomendar as bandejas de 105 células por possibilitarem maior rendimento por área ao produtor de mudas. As mudas produzidas em bandejas de 84 e 105 células foram mais desenvolvidas, em geral, no primeiro ciclo do que no segundo ciclo. Para mudas convencionais, de maneira geral, as bandejas de 200 células cônicas resultaram em menor desenvolvimento das plântulas comparadas às bandejas de 128 células cônicas, achatadas baixas e achatadas altas. As bandejas de 200 células cônicas resultaram em maior massa fresca da parte aérea, área foliar, comprimento total das raízes e número total de raízes no segundo ciclo em relação ao primeiro, devido ao período de cultivo ter sido superior no segundo ciclo (31 dias após a semeadura).
Título em inglês
Economic profitability and agronomic characteristics of lettuce seedlings production in a nursery for hydroponic cultivation
Palavras-chave em inglês
Lactuca sativa
Economic profitability
Hydroponic system
Total cost
Resumo em inglês
The objective of this study was to analyze the economic profitability of lettuce seedling production in trays with different cell volume and format through cost survey of production related to a grower located at Sao Paulo State. In order to evaluate the production costs for each growth period, the methodology adopted by Center of Advanced Studies on Applied Economy (CEPEA) was used to calculate the Total Cost of Production by the sum between the Annual Cost of Recovery (CARP) and the Operating Cost (CO). The CARP is a methodology that considers the factor of depreciation and opportunity cost of immobilized capital to acquire the assets involved, and the CO involves all operational costs of the activity (nursery of seedling production). The total cost of production per square meter (m2), total cost of production per seedling and total cost of production per tray were higher in the winter season as compared to the summer season. For the production cost per seedling, the values obtained were in the following order (R $): 84 cells> 105 cells> 128 flattened high cell> 128 flattened low cell> 128 conic cells > 200 conic cells. For the cost of production per tray, the order was as follows: 84 cells> 105 cells> 128 flattened high cells> 128 flattened low cells > 200 conic cells > 128 conic cells. For the profit of the activity, the order of profits was (R $): 128 flattened high cells > 128 flattened low cells > 84 cells> 105 cells> 200 conic cells> 128 conic cells. Besides the economic profitability, two experiments were conducted in the nursery specialized in the seedling production of lettuce during the periods of December 25, 2015 to February 3, 2016 and January 26 to February 26, 2016. The growing periods were 28 And 40 days for the first cycle (conventional seedlings and "large seedlings", respectively) and 31 days for all trays in the second cycle. The experiments (first and second cycle) were installed in a completely randomized experimental design with four replicates, and the treatments consisted of 6 different types of trays for seedlings production (128 cells with conical shape, 128 flattened low cells, 128 flattened high cells, 84 cells, 105 cells and 200 cells with conical shape). The conventional seedlings are destined for hydroponic production with the use of nursery phase and the "large seedlings" are used to hydroponic systems without of nursery phase. The agronomic characteristics evaluated were fresh and dry masses of the aerial parts and roots, leaf area, total length, surface area, mean diameter, total volume and total number of roots. For "large seedlings", trays of 105 cells resulted in seedlings with growth similar to those produced in trays of 84 cells. Through these results, it is possible to recommend the trays of 105 cells because they allow greater yield per square meter to the grower of seedlings. The seedlings produced in trays of 84 and 105 cells, in general, were more developed in the first cycle than in the second cycle. For conventional seedlings, the trays of 200 conical cells resulted in lower seedling development as compared to trays of 128 conical cells, flattened low and flattened tall cells. The trays of 200 conical cells resulted in higher fresh shoot mass, leaf area, total root length and total number of roots in the second cycle as compared to the first, because the growing period was higher in the second cycle (31 days after sowing).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-10-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.