• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Thaís Pádua de Freitas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2017
Orientador
Banca examinadora
Jacomino, Angelo Pedro (Presidente)
Kluge, Ricardo Alfredo
Mattiuz, Ben-hur
Purgatto, Eduardo
Título em português
Pós-colheita de uvaia: caracterização de acessos e estádios de maturação
Palavras-chave em português
Eugenia pyriformis Cambess
Fisiologia
Qualidade pós-colheita
Variabilidade
Resumo em português
A uvaia (Eugenia pyriformis Cambess) é uma espécie nativa do Brasil, pertencente à família das mirtáceas, que se destaca por possuir um fruto de sabor e aroma agradável. No entanto, ainda faltam informações básicas, principalmente em relação a variabilidade existente em populações e sobre a fisiologia pós-colheita. Nesse contexto, este estudo objetivou caracterizar 31 acessos de uvaia originados de semente, quanto aos aspectos físicos, químicos e compostos bioativos e avaliar a influência do estádio de maturação na qualidade pós-colheita. O estudo foi dividido em duas etapas. Na primeira, caracterizou-se a variabilidade dos acessos baseado nos atributos físicos e químicos. Foram realizadas análises de massa fresca, massa de sementes, diâmetro, formato, cor da casca, rendimento de polpa, sólidos solúveis, acidez total titulável, ácido ascórbico, compostos fenólicos, carotenoides, flavonoides e capacidade antioxidante. Na segunda, avaliou-se a qualidade pós-colheita de uvaias colhidas em três estádios de amadurecimento quanto a cor da casca, sólidos solúveis, acidez titulável, ácido ascórbico, flavonoides, carotenoides, compostos fenólicos, capacidade antioxidante e compostos voláteis, respiração (CO2) e produção de etileno (C2H4). Entre os acessos foi verificada ampla diversidade na coloração dos acessos, variando de amarelo claro a alaranjado, com frutos classificados majoritariamente como achatados. Os atributos que apresentaram maior variação entre os acessos foram os sólidos solúveis, ácido ascórbico, compostos fenólicos e a capacidade antioxidante. Os resultados do armazenamento, mostraram que os frutos verdes alcançaram a mesma cor da casca, teor de acidez titulável, ácido ascórbico, flavonoides, carotenoides, compostos fenólicos e atividade antioxidante dos frutos maduros. Por outro lado, frutos colhidos verdes apresentaram baixo teor de sólidos solúveis e menor variedade de compostos voláteis. Não foi identificada relação entre o estádio de amadurecimento e a respiração. A produção de etileno foi diretamente proporcional ao estádio de amadurecimento. Estas informações sobre a qualidade da fruta colhida em diferentes estádios podem auxiliar a escolha daquele que melhor atender as exigências de uso para o consumo in natura e para a elaboração de produtos.
Título em inglês
Postharvest of uvaia: characterization of accessions and maturation stages
Palavras-chave em inglês
Eugenia pyriformis Cambess
Physiology
post-harvest quality
Variability
Resumo em inglês
The uvaia (Eugenia pyriformis Cambess) is a native species of Brazil, belonging to the family Myrtaceae, which stands out for having a fruit of pleasant taste and aroma. However, basic information is still lacking, especially in relation to the variability in populations and their postharvest physiology. In this context, this study aimed to characterized 31 accessions of uvaia (propagated by seeds), as to physical, chemical and bioactive compounds and to evaluate the maturity stage influence on postharvest quality. The study was divided in two parts. First, was characterized the variability of the accessions based on physical and chemical attributes, were analyzed: fresh mass, seed mass, diameter, shape, skin color, yield of pulp, soluble solids, total titratable acidity, ascorbic acid, phenolic compounds, carotenoids, flavonoids and antioxidant capacity. Second, was evaluated the postharvest quality of uvaia at three stages of maturation as to skin color, soluble solids, titratable acidity, ascorbic acid, flavonoids, carotenoids, phenolic compounds, antioxidant capacity and volatile compounds, respiration (CO2) and production of ethylene (C2H4). There was a wide diversity in the color of the accessions, varied from light yellow to orange, with fruits classified mainly as flattened. The highest variation among the accessions was observed in the attributes of soluble solids, ascorbic acid, phenolic compounds and antioxidant capacity. During storage, the fruits picked green achieved the same color of the skin, titratable acidity, ascorbic acid, flavonoids, carotenoids phenolic compounds and antioxidant activity of mature fruits. On the other hand, fruits harvested green exhibited low content of soluble solids and less variety of volatile compounds. There was no relationship between respiratory rate and ripening. Ethylene production was proportional to the ripening stage. This information on the quality of the fruit harvested in different stages can help to choose the one that best meets the requirements of use for fresh consumption and for the elaboration of products.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-10-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.