• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2002.tde-10022003-133834
Documento
Autor
Nome completo
Valéria Aparecida Modolo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2002
Orientador
Banca examinadora
Costa, Cyro Paulino da (Presidente)
Goto, Rumy
Melo, Arlete Marchi Tavares de
Minami, Keigo
Tessarioli Neto, Joao
Título em português
Tecnologia de produção de maxixe paulista (Cucumis anguria L.).
Palavras-chave em português
maxixe (legume)
produção vegetal
sistema de cultivo
Resumo em português
Maxixe Paulista é um novo tipo de maxixe obtido a partir do cruzamento de Cucumis anguria x Cucumis longipes. Após ciclos de seleção massal intercalados a ciclos de endogamia, foram obtidas linhagens que diferem do tipo comum pelas suas características de ausência de espiculosidade, tamanho de fruto e formato de folha não lobulada semelhante ao pepino. Em três ensaios de campo, linhagens e híbridos de Maxixe Paulista foram avaliados quanto ao comportamento e produção de frutos em três sistemas de cultivo: a) com cobertura de polietileno e fertirrigação; b) cultivados em vasos com substrato, com tutoramento e podas e em ambiente protegido; c) no sistema de cultivo tutorado em rede agrícola. No primeiro ensaio, foram avaliadas dez linhagens de Maxixe Paulista e uma cultivar do Maxixe Comum. As linhagens de Maxixe Paulista apresentaram um peso médio de fruto de 66 a 91% maior que o tipo Comum. A produção em peso total de frutos não diferiu entre os dois tipos de maxixe. O cultivo em canteiros com cobertura de polietileno e fertirrigação por gotejamento proporcionou uma produtividade estimada de 51,89t.ha -1 . No segundo ensaio, três linhagens do Maxixe Paulista e o tipo Comum foram cultivados em vasos com substrato, em ambiente protegido, com tutoramento e podas. As linhagens de Maxixe Paulista apresentaram um peso médio de fruto de 62 a 84% maior que o tipo Comum. A linhagem 2 foi tão produtiva, em termo de peso total, quanto o tipo Comum porém seu peso médio de fruto foi 75% maior. A planta de maxixe mostrou ser inadequada para condução no protocolo de tutoramento e podas da cultura do pepino. No terceiro ensaio, foram avaliadas quatro linhagens e seis híbridos simples, quanto ao comportamento e produção de frutos no sistema de cultivo tutorado em rede agrícola. A produção e a qualidade dos frutos dos híbridos foi equivalente a das linhagens. A rede agrícola se mostrou adequada para o cultivo de Maxixe Paulista na forma tutorada. A concentração da frutificação ocorreu nas hastes secundárias e terciárias, cujas gavinhas mantiveram as plantas presas à rede. Esta técnica de condução facilitou a colheita e incrementou a qualidade dos frutos.
Título em inglês
Paulista gherkin technologic production (Cucumis anguria l.).
Palavras-chave em inglês
crop production
gherkin
plant science
Resumo em inglês
Paulista Gherkin is a new gherkin type derived from Cucumis anguria x Cucumis longipes. After mass selection cycles intercalated with inbreeding cycles, lines were obtained that differ from the common types by their greater fruit size, spine abscence and non-lobular shaped leaves, similar to cucumber ones. In three experiments, Paulista gherkin lines and hybrids were evaluated for their yield and fruit production in three production systems: a) under polyethylene mulching and fertigation crop system; b) trellised and pruned plants grown in pots with substrate under high plastic tunnel; c) under the trellised net crop system. In the first experiment, ten lines of Paulista Gherkin and one type of Common Gherkin were evaluated. Paulista Gherkin fruits were, in average, 66 to 91% heavier than the Common Gherkin ones. Total fruit weight, of two gherkin types did not differ. Polyethylene-covered bed and drip fertigation use promoted an estimate yield of 51,89 t.ha -1 . In the second experiment, three Paulista Gherkin lines and Common Gherkin were cultivated in pots with substrate, under high plastic tunnel and they were trellised and pruned. Paulista Gherkin fruits were, in average, 62 to 84% heavier than the Common Gherkin ones. Paulista Gherkin line number 2 was productive as the Common type, considering the total fruits weight. However, its average fruit weight was 75% higher. Gherkin plants showed to be inadequate for to be conducted as suggested for the greenhouse cucumber crop protocol. In the third experiment, four lines and six single hybrids performance were evaluated for their yield and fruit production under trellised net crop system. Hybrids and lines were similar for yield and fruit quality. The trellised net crop system showed to be suitable to support Paulista Gherkin plants. Fruit concentration occurred in the secondary and tertiary lateral branch and plants was hold by tendrils on the net. Trellised gherkin in net mate harvest easier and enhance fruit quality.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
valeria.pdf (2.01 Mbytes)
Data de Publicação
2003-02-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.