• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Josicléa Hüffner Arruda
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2017
Orientador
Banca examinadora
Júnior, José Belasque (Presidente)
Gasparoto, Maria Cândida de Godoy
Bassanezi, Renato Beozzo
Bergamin Filho, Armando
Coletta Filho, Helvecio Della
Título em português
Disseminação primária e influência de fontes de inóculo sobre o progresso temporal do Huanglongbing em pomares com manejo da doença e seu vetor (Diaphorina citri)
Palavras-chave em português
Controle químico do psilídeo
Erradicação de plantas
Modelo monomolecular
\'Ca. Liberibacter asiaticus\'
Resumo em português
O Brasil é o maior produtor e exportador de suco de laranja do mundo e a produção é concentrada em pomares no Estado de São Paulo. Embora a cultura tenha se adaptado bem ao clima tropical predominante no país, essa cultura sofre perdas na produção ocasionadas por doenças, principalmente pelo Huanglongbing dos citros (HLB). O HLB dos citros é associado aos procariotos 'Candidatus Liberibacter africanus', 'Candidatus Liberibacter asiaticus' e 'Candidatus Liberibacter americanus' restritos aos vasos do floema. No Brasil há predominância da bactéria 'Ca. Liberibacter asiaticus' que é disseminada pelo inseto psilídeo vetor Diaphorina citri Kuwayama (Hemiptera: Liviidae). Não há controle curativo viável para essa doença, com isso o manejo é realizado de maneira preventiva com a utilização de mudas sadias, roguing de plantas sintomáticas e controle químico do vetor. O HLB é considerado uma doença policíclica, contudo, em pomares com manejo intensivo da doença e do vetor acredita-se que as disseminações secundárias praticamente não ocorrem, ou não são predominantes, e a epidemia seria governada pelas disseminações primárias contínuas como sugerido por Bergamin Filho et al. (2016). Com isso, esse estudo teve por objetivo demonstrar por meio de análises epidemiológicas o progresso temporal do HLB em quatro propriedades comerciais de citros as quais realizam o manejo da doença e do vetor. Além disso, outro objetivo foi demonstrar, com ajustes do modelo monomolecular, a importância da disseminação primária nessas propriedades. E ainda, verificar a influência de áreas vizinhas, comerciais e não comerciais, na distribuição espacial da doença e do vetor e assim estabelecer hipóteses acerca da localização das fontes de inóculo primário para as epidemias estudadas. O modelo monomolecular foi ajustado adequadamente aos dados de plantas erradicadas das propriedades A, B, C e D, com ajustes significativos (p<0,05) em 88,3%, 81,6%, 64,5% e 69,8% das tentativas (combinações de anos e talhões). A taxa média de progresso da doença pelo modelo monomolecular (rM) foi de 7,9; 6,9; 7,2 e 4,5 para as propriedades A, B, C e D, respectivamente. Contudo, de modo geral, as taxas (rM) não apresentaram-se correlacionadas com as incidências acumuladas da doença. Lotes de perímetro apresentaram incidências de HLB mais elevadas, assim como maior número de psilídeos, em relação aos lotes internos das propriedades, indicando maior influência de fontes de inóculo externas. Plantas não comerciais de citros sem o manejo da doença e do vetor foram as fontes de inóculo primário responsáveis pelas epidemias de HLB observadas nessas quatro propriedades.
Título em inglês
Primary spread and influence of sources of inoculum on Huanglongbing temporal progress in groves with management of disease and vector (Diaphorina citri)
Palavras-chave em inglês
'Ca. Liberibacter asiaticus'
Monomolecular model
Plant eradication
Psyllids chemical control
Resumo em inglês
Brazil is the world's largest orange juice producer and exporter, and São Paulo State is the major producing region. Although the citrus crop is well adapted to the tropical climate in Brazil, the crop has been suffering many losses due to diseases, mainly by citrus Huanglongbing (HLB). The disease is associated with prokaryots 'Candidatus Liberibacter africanus', 'Candidatus Liberibacter americanus' and 'Candidatus Liberibacter asiaticus' which are spread by the psyllid vector Diaphorina citri Kuwayama (Hemiptera: Liviidae). There is no feasible curative control to this disease. Therefore, the management is carried out to prevent the disease based on eradication of symptomatic trees, chemical sprays against the psyllid, and using HLB-free nursery citrus plants. The HLB is considered a polycyclic disease, however, in orchards with rigorous disease and vector management it is suggested that secondary spread does not occur or are not prevalent, and the epidemic would be ruled by the continuous primary spread as suggested by Bergamin Filho et al. (2016). Therefore, the aim of this study was demonstrate by epidemiological analysis the HLB temporal progress in four commercial citrus areas with management of disease and vector. Furthermore, another aim was demonstrate the importance of primary spread in these areas by monomolecular model adjustment. In addition, verify the influence of neighbouring areas , commercial or non-commercial, in the spatial distribution of the disease and vector. Afterwards, generate hypotheses about the location of primary sources of inoculum to the studied epidemics. The monomolecular model was properly adjusted to data of plant eradication in the areas A, B, C and D, with significant adjustments (p<0,05) in 88.3%, 81.6%, 64.5% and 69.8% of the attempts (combining years and plots). The average rate of disease progress by monomolecular model (rM) was 7.9; 6.9; 7.2 and 4.5 to the areas A, B, C e D, respectively. However, in general, there is no correlation between the disease rates (rM) and HLB incidence. Plots located in the perimeter presented higher HLB incidences and higher number of psyllids than internal plots in the studied areas. This suggested the major influence of external sources of inoculum. Non-commercial citrus trees without disease and vector management were the primary sources of inoculum responsible for causing the HLB epidemics in the studied areas.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-04-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.