• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2015.tde-26052015-101707
Documento
Autor
Nome completo
Luciano Rodrigues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2015
Orientador
Banca examinadora
Bacchi, Mirian Rumenos Piedade (Presidente)
Alves, Lucilio Rogerio Aparecido
Farina, Elizabeth Maria Mercier Querido
Figueiredo, Nelly Maria Sansigolo de
Moraes, Márcia Azanha Ferraz Dias de
Título em português
Políticas públicas e os determinantes da demanda por combustíveis leves no Brasil, 2003-2013
Palavras-chave em português
Consumo energético
Demanda por combustíveis
Políticas públicas
Séries temporais
Resumo em português
O entendimento da demanda por combustíveis tem estimulado o desenvolvimento de inúmeros trabalhos empíricos e recebido especial atenção do setor privado e de formuladores de políticas públicas nos últimos anos, pois está diretamente relacionado às discussões e decisões relativas à segurança energética das nações, às medidas de controle de emissões de gases de efeito estufa, à política econômica dos países e ao planejamento das empresas desta indústria. No Brasil, o consumo energético da frota leve apresentou crescimento surpreendente na última década, com trajetória e duração muito distintas de qualquer movimento observado anteriormente. Com base nisso e na ausência de estudos abordando especificamente o assunto, este trabalho tem como principal objetivo avaliar os determinantes da demanda por combustíveis leves no país entre 2003 e 2013. Além de uma análise lógica e sequencial sobre o tema, foram utilizadas técnicas de séries temporais para estimar dois modelos distintos, buscando identificar e quantificar o efeito das diferentes variáveis econômicas e das medidas de política pública adotadas nesse período sobre consumo energético da frota leve. O primeiro modelo elaborado para fundamentar a análise proposta seguiu estrutura amplamente utilizada na literatura internacional, tendo a renda e o preço dos combustíveis como variáveis essenciais para a determinação da demanda por transporte privado. A abordagem proposta a partir segundo modelo, por sua vez, ampliou a estrutura empírica tradicionalmente utilizada, incorporando à análise as transformações ocorridas no mercado creditício e automobilístico no Brasil. Essa estrutura permitiu a estimação das elasticidades preço e renda da demanda para o mercado nacional e para as principais regiões do país. Os valores obtidos evidenciaram a importância do preço dos combustíveis e da renda na determinação do consumo e, ainda, resposta distinta da demanda nas regiões Centro-Sul e Norte-Nordeste, que apresentou maior sensibilidade a alterações nessas variáveis. Adicionalmente, os resultados indicaram que além da melhoria na renda, a retração no preço dos combustíveis, associada especialmente à política de contenção de aumentos de preços da gasolina e de desonerações de tributos federais sobre os combustíveis para controle inflacionário, impactou positivamente o consumo. Por fim, a demanda por combustíveis leves no período também foi estimulada pela ampliação do crédito destinado à compra de veículos e pela queda no preço real desses bens, com destaque para a medida anticíclica de desoneração de IPI cobrado sobre automóveis novos em momentos de desaceleração da indústria automobilística.
Título em inglês
Public policies and the determinants of light-fuel demand in Brazil, 2003-2013
Palavras-chave em inglês
Energy consumption
Fuel demand
Public policy
Time series
Resumo em inglês
The understanding of fuel demand has encouraged the development of several empirical studies and drawn the attention of the private sector and policymakers in recent years, since it is directly related to discussions and decisions on the energy security of nations, to measures to control greenhouse gas emissions, to the macroeconomic policy of each country, and to the planning of companies in this sector. In Brazil, total energy consumption by the light-vehicle fleet has experienced a remarkable growth over the past decade, as its path and duration are very different from any previously recorded levels. Based on this fact and on the absence of studies on this subject in the domestic market, the main purpose of this work is to evaluate the determinants of light-fuel demand in Brazil in the 2003-2013 period. Apart from a logical and sequential analysis of the topic, time series techniques were used to estimate two different models with the aim of identifying and quantifying the impact of different economic variables and public policy measures adopted during this period on the energy consumption by the light-vehicle fleet. The first model designed to support the proposed analysis followed a widely used framework in the international literature in which income and fuel prices are the key variables in determining demand for private transportation. The approach for the second model, in turn, expanded the traditionally used empirical framework by incorporating changes observed in the credit and auto market in Brazil into the analysis. This structure allowed estimating price and income elasticities of demand in the domestic market and in major Brazilian regions. The values obtained showed the importance of fuel prices and income in determining consumption and also different demand responses in the central-south and north-northeast regions, which exhibited the highest sensitivity to changes in these variables. Furthermore, the results suggest that in addition to a higher income, the decline in fuel prices, led mainly by a policy of preventing gasoline price increases and granting federal tax exemptions on fuels to keep inflation under control, also had a positive impact on consumption. Finally, demand for light fuels in the period was also stimulated by a higher availability of credit for buying vehicles and by a drop in the real price of those goods, with emphasis on countercyclical measures to waive the Tax on Industrialized Products (IPI) levied on new vehicles during economic downturns in the automotive industry.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-06-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.