• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2008.tde-16072008-125858
Documento
Autor
Nome completo
Lilian Maluf de Lima
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2008
Orientador
Banca examinadora
Caixeta Filho, Jose Vicente (Presidente)
Amorim, Lilian
Gutierrez, Anita de Souza Dias
Miranda, Silvia Helena Galvao de
Parisi, Marise Cagnin Martins
Título em português
Valoração de atributos de qualidade no preço de pêssegos do estado de São Paulo
Palavras-chave em português
Cadeia de suprimentos
Pêssego - Qualidade
Pós-colheita
Preços hedônicos.
Resumo em português
Foram especificados modelos econométricos para estimativas de preços implícitos de atributos selecionados de qualidade em pêssegos comercializados no estado de São Paulo, em três elos da cadeia: produtor, atacado e varejo. Os dados referentes aos preços de venda de pêssegos e às características de qualidade dos frutos (como cor, tamanho, tipos de variedade/espécie e tipos de danos) foram obtidos a partir de cortes seccionais no tempo, classificados da seguinte forma: Produtores: período compreendido entre os anos de 2003 e 2006 para os produtores de uma cooperativa no município de Holambra - SP; Atacadistas: período compreendido entre os anos de 2005 e 2006 para atacadistas da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo - CEAGESP; Varejistas: ao ano de 2006 para dois varejistas selecionados no município de Piracicaba - SP. O Modelo de Preços Hedônicos foi proposto para valoração das características ao longo desse sistema de pós-colheita para os três elos. Os resultados obtidos permitiram identificar potenciais ganhos nos três elos da cadeia a partir do aprimoramento de atributos de qualidade dessa fruta. Para a análise dos resultados definiu-se que para cada elo há um pêssego-base, com características consideradas "padrão" de qualidade pelo mercado e pela literatura. Logo, a análise das perdas em função da ocorrência de cada característica foi realizada em relação ao preço estimado do pêssego-base de cada elo, mantendo-se as demais características constantes. Para o elo produtor obteve-se que se os pêssegos fossem comercializados na 2ª semana de janeiro (final da safra), seria observada uma redução de R$ 4,00/kg ou de 71% no preço do pêssego-base deste elo (R$ 5,62/kg). Dentro da classificação das variedades, a "Flor da Prince" conferiu maior perda, equivalente a R$ 2,17/kg ou de 39%. Para as classificações referentes ao calibre e à categoria, destacaram-se o "calibre pequeno", com perda de R$ 3,52/kg ou de 63% e "sem categoria" com perda de R$ 3,47/kg ou de 62%. Já para o elo atacado, se os pêssegos comercializados pertencessem à variedade São Pedro, seria observada uma redução de R$ 4,89/cx ou de 31% no preço do pêssego-base deste elo (R$ 15,69/cx). Em termos de tamanho, se os frutos deste elo apresentassem calibre pequeno, seria observada uma perda de R$ 6,13/cx ou de 39%. Com relação à presença de danos, se cada caixa contivesse uma quantidade média de danos por doença de 50%, seria observada uma redução de R$ 5,29/cx ou de 34%, a partir de uma quantidade média de danos inicial de 5% do pêssego-base. Finalmente, para o elo varejo obteve-se que se os frutos fossem oriundos do Varejão B (de qualidade inferior), o preço do pêssego-base (R$ 5,60/kg) apresentaria uma redução de R$ 0,57/kg ou de aproximadamente 10%. Frutos de calibre pequeno confeririam perdas relevantes, sendo de R$ 1,95/kg ou de 35% do preço estimado para o pêssego-base. Com relação à presença de danos, se as amostras apresentassem uma quantidade média de danos por doença ou mecânicos de 50%, seriam observadas perdas de R$ 2,52/kg e de R$ 0,13/kg ou, em termos relativos, de 45% e 2,35%, respectivamente, a partir de uma quantidade inicial média de danos por doença de 3% e de danos mecânicos de 40% do pêssego-base.
Título em inglês
Evaluation of quality attributes in the prices of peaches in the state of São Paulo
Palavras-chave em inglês
Evaluation
Hedonic price
Losses.
Peach
Post-harvest
Quality
Supply chain
Resumo em inglês
Econometric models were specified to estimate the implicit prices for selected quality attributes of fresh peaches commercialized in the state of São Paulo. Such estimation was conducted in three different stages of the distribution chain, namely, production, wholesale and retail sales. Primary data on the price and quality attributes (such as color, size, varieties and types of damages) of fresh peaches were obtained from cross-sectional selection as follows: Producers: period between 2003 and 2006, data collected from producers from a cooperative located in the municipality of Holambra II, state of Sao Paulo; Wholesalers: period between 2005 and 2006, data collected from wholesalers at Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo - CEAGESP, Sao Paulo; Retailers: year 2006, data collected from two retailers from the municipality of Piracicaba, state of São Paulo. The estimation of Hedonic Prices is proposed as a method to evaluate post-harvest price variations encompassing all three stages: production, wholesale and retail sales. The results obtained lead to the identification of the gains accrued in each stage, deriving from the improvement in the product quality attributes. For analysis of results, one peach-standard (benchmark) was chosen for each stage in the distribution chain, whose standard attributes were defined by market agents and literature. In addition, the loss assessment was given by the presence of each characteristic in estimate price peach-standard stage, while all other factors were held constant. Therefore, the production stage showed that if sales period of peaches occurred in January, 2nd week (end of season), their sale price would decline R$ 4.00/kg or 71% compared to their estimate price of peach-standard (R$ 5.62/kg). Among all varieties, "Flor da Prince" showed the most significant loss in estimate price-standard decreasing by R$ 2.17/kg or 39%. As for the classification according to size and category, "small size" and "no category" (proxy for large level of strong damages) were most pronounced and the implicit prices for them were R$ 3.52/kg and R$ 3.47/kg, respectively, or in relative terms, the estimate price-standard in this stage would have declined 63% and 62%, in that order. Whereas, for the wholesale stage, if peaches were a São Pedro variety, there would be a decline of R$ 4.89/box or 31% from their estimate price of peach-standard (R$ 15.69/box). Regarding the classification by size, if peaches were "small size", the sale estimate price of peach-standard would be reduced by R$ 6.13/box or 39%. According to damage quantities, if one box had an average of 50% of disease damages, the sale estimate price of peach-standard would be reduced by R$ 5.29/cx or 34%, starting from an average of initial disease damages at 5%, of peach-standard. Finally, in the retail stage, results suggested that, peaches from Retail B are rated at a lower price (due to the bad quality of the fruits) than the fruits from Retail A (attributed as peach-standard). So, if peaches were from "Retail B", the sale estimate price of peach-standard (R$ 5.60/kg) would be reduced by R$ 0.57/kg or 10%. Regarding the classification by size, if peaches were "small size", the sale estimate price of peach-standard would be reduced by R$ 1.95/kg or 35%. As for average damages quantities, if one box had 50% of diseases damages or mechanic damages, the sale estimate price of peach-standard would be reduced by R$ 2.52/kg and R$ 0.13/kg or, in relative terms, 45% and 2.35%, respectively, 3% diseases damages quantity and 40% mechanic damages quantity, an average, at the beginning analysis of peach-standard.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
lilianmaluf.pdf (849.37 Kbytes)
Data de Publicação
2008-07-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.