• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2018.tde-15032018-164134
Documento
Autor
Nome completo
Marcelo Fernando Mazzero
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2017
Orientador
Banca examinadora
Miranda, Silvia Helena Galvao de (Presidente)
Almeida, Luciana Togeiro de
Maistro, Marta Cristina Marjotta
Silva, Hermes Moretti Ribeiro da
Vian, Carlos Eduardo de Freitas
Título em inglês
The evolution of green food poducts and retailers' eco-strategizing and green competitiveness in the Danish and Brazilian grocery sector
Palavras-chave em inglês
Business models
Dynamic capabilities
Eco-innovation
Evolutionary economics
Fairtrade foods
Green economy
Green market
Organic foods
Retail
Strategizing
Resumo em inglês
Grounded in an evolutionary approach to environmental sustainability, this thesis adds an understanding of the dynamics of the greening of the economy, particularly highlighting the neglected demand side aspect of the greening of markets. Since the emergence of green food markets in the 1980s and 1990s, this study investigates the role of retail groups in the development of the green food market in Denmark and Brazil. Accordingly, it investigates the rate and the direction of the greening of this process in those markets as well as the convergence and the impact of retailers' strategizing in the grocery sector. Using the dynamic capabilities framework, it examines why, how and when the strategizing, performance and competitiveness of grocery retail groups co-evolved with the development of the Danish and Brazilian green food markets. This thesis contributes innovatively to the literature on at least three more aspects. Firstly, it advances the existing literature in adding combined qualitative and quantitative longitudinal firm-level data, which is analysed over time through a proposed set of macro (market-level), meso (sectoral-level), and micro (firm-level) dimensions' indicators of green market analysis. Secondly, it provides the perspectives of the interviewed retail groups and market support stakeholders operating in the Danish and Brazilian green food markets. Thirdly, it provides an estimate of the green food sales in the Brazilian retail sector. Even though this thesis concludes that major retail groups in Denmark and Brazil were not the pioneers in the green food market, their collaboration with specialized organic food producers and market support stakeholders were rather central in making the green food market a viable business case. These retail groups were key players in the evolution of the green food market as they have played a vital role in scaling up the Danish and Brazilian green food markets to higher turnover levels. Furthermore, these retailers sensed the market potential for the green foods in the 1980s and 1990s, and particularly in the 2000s and onwards, and through strategizing have been able to size and transform the green food market in Brazil and Denmark. These retailers' strategizing and related capabilities building have been key to the innovative changes in their business models, which have become markedly greener in this period due to their role in the development of the Danish and Brazilian green food markets. Finally, as Denmark is at a higher level of green food turnover than Brazil, it suggests a more mature stage of its green economy.
Título em português
A evolução dos produtos alimentares verdes e das eco-estratégias e competitividade verde dos varejistas no setor supermercadista Dinamarquês e Brasileiro
Palavras-chave em português
Alimentos de comércio justo
Alimentos orgânicos
Capacidades dinâmicas
Eco-inovação
Economia evolucionária
Economia verde
Estratégias
Mercado verde
Modelo de negócios
Varejo
Resumo em português
Seguindo uma abordagem evolucionária para sustentabilidade ambiental, esta tese agrega uma compreensão das dinâmicas de esverdeamento da economia, particularmente destacando o aspecto negligenciado da demanda no esverdeamento dos mercados. Desde o surgimento dos mercados de alimentos verdes nas décadas de 1980 and 1990, este estudo investiga o papel dos principais grupos varejistas no desenvolvimento do mercado de alimentos verdes na Dinamarca e no Brasil. Dessa maneira, a taxa e a direção do processo de esverdeamento nesses mercados são investigados, bem como a convergência e o impacto da estratégia dos varejistas no setor supermercadista. Usando o quadro de análise das capacidades dinâmicas, esta tese investiga o por que, como e quando as estratégias, performance e competitividade dos grupos de varejo co-evoluíram com o desenvolvimento dos mercados de alimentos verdes dinamarquês e brasileiro. Ainda, este estudo contribui de forma inovadora em pelo menos mais três aspectos. Em primeiro lugar, avança-se a literatura existente complementando-a com dados longitudinais qualitativos e quantitativos ao nível da empresa, que são analisados ao longo do tempo através da proposição de um conjunto de indicadores das dimensões macro (nível de mercado), meso (nível setorial) e micro (nível da empresa) para análise do mercado verde. Em segundo lugar, prove-se as perspectivas dos varejistas e stakeholders de suporte do mercado entrevistados, que atuam nos mercados de alimentos verdes dinamarquês e brasileiro. Em terceiro lugar, estima-se o volume de vendas dos alimentos verdes do setor varejista brasileiro. Embora esta tese conclua que os principais grupos varejistas na Dinamarca e no Brasil não foram os pioneiros do mercado de alimentos verdes, estes em colabolação com produtores especializados em alimentos orgânicos e stakeholders de suporte do mercado foram centrais para tornar o mercado de alimentos verdes um caso de negócios viável. Tais grupos de varejo tiveram um papel decisivo no aumento da escala do volume de negócios dos mercados de alimentos verdes dinamarquês e brasileiro. Ademais, esses varejistas sentiram o potencial do mercado de produtos alimentares verdes já nas décadas de 1980 e 1990, e particularmente da década de 2000 em diante; e conseguiram através de estratégias específicas dimensionar e transformar o mercado de alimentos verdes na Dinamarca e no Brasil. A elaboração de estratégias e a construção de capacidades específicas desses varejistas foram fundamentais para as mudanças inovadoras em seus modelos de negócios, que se tornaram claramente mais verdes neste período devido ao papel deles no desenvolvimento dos mercados de alimentos verdes dinamarquês e brasileiro. Finalmente, como a Dinamarca está em um nível mais alto do que o Brasil no consumo de alimentos verdes, isto sugere um estágio mais maduro da economia verde dinamarquesa.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-03-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.