• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2005.tde-03062005-155034
Documento
Autor
Nome completo
Cristina Fachini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2005
Orientador
Banca examinadora
Barros, Alexandre Lahoz Mendonca de (Presidente)
Abramovay, Ricardo
Lima, Roberto Arruda de Souza
Título em português
Sustentabilidade financeira e custos de transação em uma organização de microcrédito no Brasil.
Palavras-chave em português
crédito
custo de transação
desenvolvimento regional
economia (solidariedade)
indicador econômico
microeconomia
Resumo em português
Apesar de se constatar no mundo de hoje ferramentas financeiras altamente desenvolvidas, ainda existe uma fronteira que impossibilita uma grande parte da população mundial de baixa renda a ter acesso a essas ferramentas e suas inovações. A importância da existência das ferramentas financeiras está ligada, nesse trabalho, à oferta de crédito, que possibilita a alavancagem de um pequeno empreendimento através da obtenção de bens de produção e capital de giro. Um dos maiores empecilhos para que a fronteira se expanda é o alto custo de transação das operações de crédito para a população de baixa renda, devido a falta de garantias reais por parte dessa população e necessidade de escala para diluição dos custos fixos. Ao longo da História surgiram tecnologias bem sucedidas que se empenharam justamente em combater o problema da não transposição da fronteira financeira. Em especial, em Bangladesh, na década de 70, um professor de economia uniu-as resultando em uma sinergia que desencadeou o que alguns autores denominaram na literatura internacional “Revolução do Microcrédito”. Entretanto, apesar desses avanços, não é certo que tais custos sejam baixos nos programas de microcrédito existentes hoje em dia no Brasil. Com a opção de continuar a ofertar o microcrédito, dado a função social desse empréstimo, as instituições com altos custos de transação se tornam insustentáveis financeiramente. A médio e longo prazo, seus fundos, destinados aos microempréstimos, são corroídos pelos custos, tornando-as incapazes de expandir a fronteira financeira através do aumento na oferta de microcrédito. Ademais, políticas recentes do governo brasileiro para o microcrédito estiveram mais voltadas ao benefício dos clientes finais, o que em alguns momentos prejudicou mais do ajudou as instituições de microcrédito a se desenvolverem no país. O trabalho avaliou o desempenho econômico de uma organização de microcrédito no Brasil e analisou como os Custos de Transação e as políticas do governo exerceram influência sobre a sua Sustentabilidade Financeira, no curto prazo do Banco do Povo - Crédito Solidário na cidade de Santo André e adjacências. No período coberto pelo estudo, o Banco não foi capaz de se sustentar operacional nem financeiramente sendo expressivo o valor de subsídios que essa instituição recebeu até 2003. Expandir a carteira de crédito para gerar maior retorno dos empréstimos gera também altos custos de transação. Constata-se que no Banco do Povo – Crédito Solidário, uma parte considerável das receitas da instituição são advindas de Aplicações Financeiras, uma forma de segurança para a instituição, mas que barram o crescimento da Carteira Ativa. Se o Banco do Povo permanecer com a política de não aumentar as taxas de juros cobradas e ainda for obrigado a implementar um teto para suas taxas, como a sugestão do governo de 2% a.m, então o retorno sobre a Carteira de Crédito no Banco do Povo - Crédito Solidário não permitirá a sustentabilidade da instituição. Os Custos de Transação influenciam a Sustentabilidade Financeira da instituição de duas maneiras: por um lado os custos em relação às receitas são altos o suficiente para tornar a instituição ainda insustentável e, por outro lado, a maior parcela do custo de transação diz respeito aos recursos humanos, que apresentam baixa produtividade na expansão do crédito, o que gera um menor retorno na carteira de crédito. Isso talvez seja causado por conta da pequena história de vida do Banco do Povo – Crédito Solidário. Desse quadro, todavia, existem algumas atitudes que podem ser tomadas. A primeira é que o Banco aumente a sua Carteira Ativa reconduzindo os fundos das Aplicações Financeiras para o portifólio de empréstimos (expandindo a fronteira financeira). Ao mesmo tempo, recomenda-se uma política de diminuição de custos e aumento da produtividade dos recursos humanos.
Título em inglês
Financial self- sufficiency and transaction costs in a microcredit institution in Brazil.
Palavras-chave em inglês
credit
economy (solidarity)
economy pointer
microeconomics
regional development
transaction cost
Resumo em inglês
Despite of the existence of high technologies of financial tools in the world, there is still a frontier which make the low income population incapable to access those tools and its innovations. The importance of those tools in this dissertation is connected to the supply of credit that enable small borrowers to buy inputs and capital to their small business. One of the major problems that stuck the frontier, and do not aloud it moving on, is the high transaction costs on credit supply for low-income population. It happens because the low- income population doesn’t have enough guaranties and credit organizations need scale economics to distribute fixed costs on a wild volume of credit. There have been well successful technologies to improve the access to credit for lowincome population in the world at the last three decades. In Bangladesh an Economics professor linked these technologies and developed a successful program which creates an impact that was called at international literature “Microcredit Revolution”. It’s not clear, although, if these technologies are well developed and succeed in Brazil. However, the microcredit institutions continuous supplying credit because their social importance but they are still financial–self insufficiency. In such situation, at the long run, there won’t be any funds for them.. To compensate the difficulties of these institutions, the government policies for microcredit where directed to benefit the clients and the relevance of institutional self-sufficiency were taken as a secondary priority. This dissertation made an evaluation on financial performance for a microcredit organization in Brazil and also analyze how the Transaction Costs and the government policies had affected the financial self-sufficiency at the short-run in Banco do Povo – Crédito Solidário. It has concluded that Banco do Povo were not able to be financial self-sufficient and it needs a amount of subsidies yet. It is clear that part of revenue that comes from financial assets, which is a safety way to generate revenue, but forbids the institution to reach its goals. Considering that interest rates were kept high during the last years in Brazil, the strategy of guaranteeing revenue through investing part of the Banco do Povo capital on government bounds might not be sustainable at the long run. If Banco do Povo keeps interests rates in its current level, or be obligate to ceil its interest rate at a low level as the government suggestion to establish it on 2% per mount, then the return on loan portfolio won’t be enough to make the institution self-sufficient. The Transaction Costs have influence on Financial Self-Sufficiency in two ways: first the costs are bigger than the revenue and second, the largest part of the Transaction Cost are spend in human resources. The loan-officers productivity is very low when compared with the average productivity of other similar organizations in the world. It is possible that the reason for it happens to be Banco do Povo- Crédito Solidário short term of existence. Analyzing these aspects it is possible to find some suggestions to make, the first one is to improve the loan portfolio, transferring funds from financial assets to it (expanding the financial frontier). At the same time, it is necessary to diminish the costs and increase the productivity of the loan-officers.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
cristina.pdf (497.89 Kbytes)
Data de Publicação
2005-08-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.