• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.109.2019.tde-29102018-145532
Documento
Autor
Nome completo
Rafael Guilherme Fornel
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Tourinho Filho, Hugo (Presidente)
Moraes, Camila de
Custodio, Rodrigo José
Meliscki, Gustavo Antonio
Título em português
Concentrações séricas de GH, IGF-I, IGFBP-3, CK e LDH de jogadores de futebol adolescentes durante período competitivo
Palavras-chave em português
adolescentes
futebol
GH
IGF-I
proteínas de ligação
Resumo em português
A frequência de competições e treinamentos intensos de jogadores de futebol adolescentes estão aumentando progressivamente e a busca por resultados e títulos já nas categorias de base estão se tornando cada vez maiores. Consequentemente, atletas e treinadores enfrentam a difícil tarefa de maximizar a carga de treinamento e adaptação. Estratégias efetivas de monitoramento no futebol exigem o rastreamento de variáveis sensíveis às mudanças fisiológicas que ocorrem durante o desempenho em atividades de treino e de jogos ao longo de uma temporada, visando aumentar a proteção do atleta e seu aproveitamento máximo nos treinamentos e competições. Vários hormônios e enzimas musculares têm o potencial de auxiliar na avaliação do estado dos jogadores, tanto imediatamente quanto a longo prazo. Partindo deste pressuposto, o presente trabalho tem como objetivo verificar o comportamento da cinética do eixo GH/IGF-I, das proteínas de ligação dos IGFs, e das enzimas Creatina Quinase (CK) e Lactato Desidrogenase (LDH) em diferentes momentos de uma competição de futebol de jogadores adolescentes. Os níveis de GH, IGF-I e de sua proteína de ligação, IGFBP3, alem das enzimas CK e LDH foram monitorados na fase inicial, intermediária e final do periodo competitivo, antes e após as sessões de treinamento padronizadas (STP). Para a análise da cinética do sistema GH/IGF-I/IGFBP-3, CK e LDH nos diferentes momentos do período competitivo (início x meio x final) antes e após a sessão de treino padronizada (pré x pós) foram utilizados os testes não-paramétricos de Friedman e Wilcoxon, respectivamente, adotando-se um nível de significância de 0,05. Foi observado uma cinética bifásica para IGF-I durante o campeonato. Uma fase catabólica foi caracterizada por uma redução nos níveis de IGF-I após STP (461 ± 95 vs. 429 ± 87; p = 0,04) na fase final, enquanto uma fase anabólica foi marcada por um aumento nos níveis de IGF-I após STP na avaliação intermédiaria (460 ± 68 versus 519 ± 115, p = 0,05). A variação nos níveis de IGF-I após STP foi maior no meio em relação à avaliação final (59 ± 95 versus -32 ± 49 ng / ml; p = 0,04). Os níveis de IGFBP-3 foram mais elevados tanto antes (4,9 ± 1,0 vs. 4,6 ± 1,0 mg / l; p = 0,03) como após (5,5 ± 1,7 vs 4,5 ± 0,8 mg / l; p = 0,04). Não foi possível identificar diferenças significativas nos valores de CK quando comparados nos diferentes momentos da competição (início x intermediário x final). No entanto, foi possível identificar diferença significativa ao se comparar os valores pré e pós STP (intra-fase), especificamente na fase inicial da competição (188,6±86,78versus 267,02±87,5; p = 0,05), também na fase intermediária (194,15±107,46 versus. 363,09±226,2; p = 0,05). Nenhum padrão agudo ou crônico de alterações foram observadas em relação aos níveis de GH e LDH durante o campeonato. Os dados sugerem que o IGF-I foi sensível aos efeitos agudos e crônicos do treinamento, exibindo uma cinética bifásica durante o campeonato. IGFBP-3 foi sensível aos efeitos crônicos do treinamento. Ambos os péptidos têm provado ser marcadores sensíveis de status de treinamento.
Título em inglês
Serum concentrations of GH, IGF-I, IGFBP-3, CK and LDH of adolescent soccer players during competitive period
Palavras-chave em inglês
adolescents
binding proteins
GH
IGF-I
soccer
Resumo em inglês
The frequency of intense competitions and training of adolescent soccer players is steadily increasing and the search for results and titles already in the base categories is getting bigger and bigger. Consequently, athletes and coaches face the difficult task of maximizing the training and adaptation load. Effective soccer monitoring strategies require the tracking of variables sensitive to the physiological changes that occur during performance in training and game activities over a season, in order to increase the protection of the athlete and their maximum use in training and competitions. Several hormones and muscle enzymes have the potential to assist in assessing players' status, both immediately and in the long term. Based on this assumption, this dissertation aims to verify the kinetic of the GH / IGF-I axis, the IGF-binding proteins, and the CK (Creatine Kinase) and LDH (Lactate Dehydrogenase) enzymes at different times of a soccer competition of teenage players. Levels of GH, IGF-I and its binding protein, IGFBP3, besides the CK and LDH enzymes were monitored at the initial, intermediate and final phases of the competitive period before and after standardized training sessions (STP). For the analysis of the kinetic of the GH / IGF-I / IGFBP-3, CK and LDH system at different moments of the competitive period (beginning x half x final) and before and after the standardized training session (pre x post) non-parametric tests of Friedman and Wilcoxon, respectively, adopting a level of significance of 0.05. A two-phase kinetic for IGF-I was observed during the championship. A catabolic phase was characterized by a reduction in IGF-I levels after PBS (461 ± 95 vs. 429 ± 87; p = 0.04) in the final phase, while an anabolic phase was marked by an increase in IGF- I after STP in the interim evaluation (460 ± 68 versus 519 ± 115, p = 0.05). The variation in IGF-I levels after STP was higher in the medium compared to the final evaluation (59 ± 95 versus -32 ± 49 ng / ml, p = 0.04). IGFBP-3 levels were higher both before (4.9 ± 1.0 vs. 4.6 ± 1.0 mg / l, p = 0.03) and after (5.5 ± 1.7 vs 4 , 5 ± 0.8 mg / l, p = 0.04). It was not possible to identify significant differences in CK values when compared at different moments of the competition (start x intermediate x final). However, it was possible to identify a significant difference when comparing pre- and post-STP values (intra-phase), specifically in the initial phase of competition (188.6 ± 86.78 versus 267.02 ± 87.5, p = 0.05 ), also in the intermediate phase (194.15 ± 107.46 versus 363.09 ± 226.2, p = 0.05). No acute or chronic pattern of changes were observed in relation to GH and LDH levels during the championship. The data suggest that IGF-I was sensitive to the acute and chronic effects of training, exhibiting biphasic behavior during the championship. IGFBP-3 was sensitive to the chronic effects of training. Both peptides have proven to be sensitive markers of training status.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Primeira.pdf (1.24 Mbytes)
Data de Publicação
2019-02-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.