• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.106.2018.tde-03102018-100309
Documento
Autor
Nome completo
Carlos Germán Meza González
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Sauer, Ildo Luís (Presidente)
Abramovay, Ricardo
Amado, Nilton Bispo
Bermann, Celio
Marques Filho, Luiz Cesar
Patino-echeverri, Dalia
Título em português
Transição energética global e desenvolvimento sustentável: limites e possibilidades no capitalismo contemporâneo
Palavras-chave em português
Transição energética global. Desenvolvimento sustentável. Combustíveis fósseis. Energias renováveis
Resumo em português
Há décadas a comunidade científica vem alertando sobre as mudanças climáticas e a necessidade de reduzir as emissões gases de efeito estufa. Sobre dois pilares fundamentais têm se sustentado a narrativa e as ações para enfrentar a crise ecológica global (a) na desmaterialização da economia usando tecnologias e processos cada mais eficientes (b) na descarbonização da economia usando fontes renováveis. Não obstante, os resultados gerais deste trabalho não encontraram evidência empírica de desmaterialização ou descarbonização da economia mundial. Partindo deste resultado em escala global, aprofundou-se a análise empírica ao nível individual de todas as economias do planeta. Os resultados encontrados indicam que em 4 economias com elevada renda e desenvolvimento tecnológico tem havido descasamento forte (strong decoupling) do uso de energia e das emissões de CO2. Porém, este resultado contrasta com evidências compiladas que apontam que o determinante principal deste descasamento está associado a um processo de desindustrialização destas economias e, concomitantemente, uma acelerada importação de mercadorias produzidas pelas indústrias da Ásia, especialmente a chinesa (energizada a carvão). Portanto, a julgar pela dominância fóssil passada e ainda vigente, não se vislumbra um cenário no curto e médio prazos, de ruptura abrupta entre crescimento econômico futuro e o uso de energia majoritariamente produzida com fósseis. O que está em curso é a gestação de uma futura transição energética alimentada pela introdução de fontes renováveis na matriz energética mundial nos últimos anos, mas com limitações socioeconômicas importantes que são descritas neste trabalho. É mostrado que América Latina pode ter um papel crucial nesta transição, com a industrialização e sinergia regional entre seus recursos naturais (tanto renováveis como não renováveis), sendo as reservas de lítio para produção de baterias um recurso estratégico para impulsionar a mobilidade elétrica. Além da importância socioambiental e política dos padrões analisados neste trabalho, é mostrada também a relevância teórica destes, pois permitem aprofundar o questionamento da representação ortodoxa das relações entre Economia e Natureza.
Título em inglês
Global energy transition and sustainable development: limits and challenges in contemporary capitalism.
Palavras-chave em inglês
Global energy transition. Sustainable development. Fossil fuels. Renewable energy.
Resumo em inglês
For decades the scientific community has been warning about climate change and the need to reduce greenhouse gas emissions. On two fundamental pillars have been supported the narrative and the actions to face the global ecological crisis (a) 'dematerialization' of the economy using more efficient technologies and processes (b) decarbonization of the economy using renewable sources. Nevertheless, the overall results of this work did not find empirical evidence of dematerialization (strong decoupling) or decarbonization of the global economy. Starting from this result on a global scale, the empirical analysis was deepened including all the economies of the planet. Our findings are that in 4 high income and technological advanced economies are signs of strong decoupling between both energy use and CO2 emissions. However, these results contrasts with evidence in favor of a decoupling process associated with the deindustrialization of these economies. Simultaneously, the flux of imports produced by Asian industries, especially by coal-fired Chinese industries is increasing. Thus, judging by past and still prevailing fossil dominance, there is no indication of a short-medium term scenario with abrupt rupture between future economic growth and the use of energy (mostly produced with fossils). Currently, there is a global energy transition brewing, pushed by the efforts to insert renewable sources in the world energy matrix. However, important socioeconomic limitations described in this work remains. Latin America may be a crucial actor in the global energy transition, promoting the industrialization and synergy between natural resources (both renewable and non-renewable); being lithium reserves for the production of electric batteries one of the strategic resources to put forward the option of electric mobility. Besides the socioenvironmental and political importance of the results presented here, it was also highlight the theoretical relevance of these, since they allow to deepen in the debate about the orthodox representation of the relations between Economy and Nature.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tvc.pdf (5.24 Mbytes)
Data de Publicação
2018-11-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.