• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.102.2016.tde-30062016-114512
Documento
Autor
Nombre completo
Cesar Ballarotti
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Carlos, 2016
Director
Tribunal
Lopes, João Marcos de Almeida (Presidente)
Contani, Miguel Luiz
Dias, Antonio Alves
Fabricio, Márcio Minto
Lotufo, Vitor Amaral
Título en portugués
Ensino e aprendizagem fenomenográfica: a apreensão de conceitos básicos de sistemas estruturais no curso de arquitetura e urbanismo da Universidade Estadual de Londrina
Palabras clave en portugués
Aprendizagem de estruturas
Curso de arquitetura
Fenomenografia
Resumen en portugués
O contexto de aprendizagem de sistemas estruturais tal como acontece também nas demais disciplinas ao centrar-se no conhecimento do professor (teacher-centred education), costuma predispor os alunos a uma resposta caracterizadamente reprodutivista. Esta tese tem como objetivo investigar o processo perceptivo de alunos de arquitetura diante do fenômeno estrutural e identificar como esses estudantes se tornam aptos a conceber e conceituar o mecanismo essencial de cada sistema estrutural ao associá-lo aos cinco parâmetros básicos (três vetores-força e dois braços-alavanca). A pesquisa consiste em uma experiência de aprendizagem em que puderam ser observadas as diferentes maneiras pelas quais os alunos identificam e descrevem os parâmetros estruturais e como interpretam o fenômeno estrutural. Com isso, evidencia-se a aptidão que obtiveram para definir e descrever estruturas a partir do seu próprio entendimento, numa atitude de maior autonomia, com habilidade para corrigir suas percepções e competência para construir a própria compreensão. A coleta de dados foi realizada numa experiência real de sala de aula, conduzida ao longo de um semestre letivo, com alunos da disciplina de Sistemas Estruturais do 2° ano do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Londrina (UEL). A metodologia tem por base a experiência realizada por Prosser et al. (1989; 1994; 1996; 2000; 2008) e está fundamentada nas abordagens da Fenomenografia. O procedimento se desenvolve a partir da observação do nível de adequação (alto, médio, baixo) das relações que o aluno estabelece (o quê e como) entre os elementos estruturais básicos mencionados. Tendo em vista a reconhecida dificuldade (de alunos em aprender e de professores em ensinar a aprender) com os sistemas estruturais em cursos de graduação em arquitetura e urbanismo, a tese que aqui se defende é de que, à medida que essa consciência é adquirida na interação e retroalimentada pelo docente pesquisador ao aluno, é possível a constituição de uma conduta pedagógica de maior efeito.
Título en inglés
Phenomenographic teaching and learning: understanding the basic concepts of structural systems in the architecture undergraduate course at State University of Londrina.
Palabras clave en inglés
Architecture undergraduate course
Learning structures
Phenomenography
Resumen en inglés
The learning context concerning structural systems - as also happens in other disciplines - if focused exclusively on the teacher's knowledge (teacher-centered education), often predispose students to offer answers of a predictably "reproducible" type. This thesis aims to investigate the perceptive process of the structural phenomenon by architecture undergraduates, and identify how these students become able to conceive and conceptualize the essential mechanism of each structural system, while linking them to the five basic parameters (three force vectors and two lever arms). The research consists of a learning experience to observe the different ways students identify and describe the structural parameters and how they interpret the structural phenomenon. Evidence shows the students ability to define and describe structures out of their own understanding, in an expanded attitude of autonomy, with ability to correct their own perceptions and skills to build their particular understanding. Data come from a live classroom activity, conducted all along a semester, with the participation of students in the discipline of structural systems of the 2nd year of the Architecture and Urbanism Course at the State University of Londrina (UEL). The methodology is based on the experiment conducted by Prosser et al. (1989; 1994; 1996; 2000; 2008), and grounded in the approaches of Phenomenography. The procedure is developed in the basis of the observation of adequacy levels (high, medium, low) in the relations each student establishes (what and how) between the aforementioned basic structural elements. Considering the recognized difficulty (of students to learn and teachers to "teach how to learn") with the structural systems in Architecture and Urbanism, the thesis is that as long as such consciousness is gained in the interaction and fueled to student by the teaching "researcher", it is possible to reach a more effective pedagogical conduct.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Corrigida.pdf (5.73 Mbytes)
Fecha de Publicación
2016-07-22
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2019. Todos los derechos reservados.