• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.101.2018.tde-20032018-154001
Documento
Autor
Nome completo
Yuan Zhao
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Tang, Yi Shin (Presidente)
Tasquetto, Lucas da Silva
Ribeiro, Valéria Lopes
Título em inglês
The Chinese policy on overseas foreign direct investments: approaches and limits in Brazil
Palavras-chave em inglês
Brazil
Case study
Chinese policies
Overseas foreign direct investment
Resumo em inglês
Chinese outward foreign direct investment (OFDI), since the reform and opening up in 1978, has experienced from slow growth to today's vigorous development. Under the leadership of the Communist Party, the increasing development of Chinese economy and outward investment have all strictly followed the path of The Five-Year Plan. Besides of the success that China made on its economy in just 30 years, more scholars have focused on the intentions and motivations of Chinese large scale outward investments. Aiming to know better about China's motivations on OFDI, this dissertation studies and analyzes Chinese investment policies profoundly and comprehensively through a chronological as well as spatial order. Specifically, it demonstrates the development process of Chinese OFDI's general policies by analyzing official sources of documents and legal provisions, and then in spatial dimension it compares Chinese investment policy with that from developed countries. It follows by discussing the Chinese different investment policies in different levels of countries and in different regions. All these analyses will provide an integrated and overall cognition about the perceptions of China in its practice of outward investments. Finally, this work chooses Brazil as a case study, which has been an important new destination of Chinese OFDI but also an emerging power, in which Chinese policies in general have been devoting increasing attention in the last years. By interviewing Chinese companies investing in Brazil for some years, this study investigates whether the motivations that discussed or mentioned previously have been applied in practice in Brazil. The result of all five interviews done with three Chinese state-owned enterprises (SOEs) and two private companies shows us that the diversification of investing sectors, demand for resources and political goals have been weakened little by little, while expanding new markets and profit are still the main drivers. Furthermore, private companies have gained more flexibility and autonomy where their investment scale is relatively smaller than of SOEs, which maintain a close relationship with the Chinese government but are also slower to make market decisions. Other ten companies and institutes that had not reacted to our interviews show us many Chinese are cautious and reluctant to share their thoughts.
Título em português
A política do Estado Chinês sobre investimentos diretos no exterior: abordagens e limitações no Brasil
Palavras-chave em português
Brasil
Estudo de caso
Investimento estrangeiro direto no exterior
Políticas chinesas
Resumo em português
O investimento estrangeiro direto (IED) chinês, desde a abertura e reforma a partir de 1978, teve desde um lento crescimento até a vigorosa expansão dos dias atuais. Sob a liderança do Partido Comunista chinês, o crescente desenvolvimento da economia chinesa e o investimento exterior seguiram rigorosamente o Plano de Cinco-Anos, estabelecido pelo governo chinês. Apesar do sucesso alcançado pela China com o IED em apenas 30 anos, cada vez mais estudiosos estão questionando as intenções e motivações dos grandes investimentos externos feitos pela China. Para entender as verdadeiras motivações do IED chinês, esta dissertação estuda e analisa sua política de maneira profunda em ordem cronológica e apresenta os resultados de forma compreensiva. De maneira especifica, é demonstrado a evolução da política do IED chinês através do processamento de documentos oficiais e fontes legais de informação. Além disso, compara de forma espacial a política de investimento estrangeiro chinês frente a outros países desenvolvidos, e posteriormente, discute as diferentes abordagens com relação a países em níveis diferentes de desenvolvimento e em regiões distintas do globo. A análise geral apresentada provê um conhecimento amplo sobre a visão da China no que se refere a investimento no exterior. Finalmente, o Brasil é escolhido como caso de estudo, pois além de ser um país emergente, é alvo de crescente investimento estrangeiro chinês nos últimos anos. Por meio de entrevistas com empresas chinesas residentes no Brasil já há alguns anos, o estudo empírico valida às motivações discutidas previamente e mostra que as políticas definidas pelo governo chinês são aplicadas devidamente no Brasil. O resultado de todas as cinco entrevistas realizadas com três empresas estatais chinesas (SOEs) e duas empresas privadas nos mostra a diversificação dos setores de investimento, os recursos exigidos e o apelo político foram enfraquecidos de forma gradativa, ao mesmo tempo em que a expansão do novo mercado e a lucratividade ainda são os principais objetivos. Além disso, as empresas privadas possuem maior flexibilidade e autonomia, e a escala de investimento é relativamente menor do que as vistas nas empresas controladas pelo Estado, enquanto essas mantêm uma estreita relação com o governo e são mais lentas para tomar decisões no mercado. As dez empresas e institutos restantes que não conseguimos fazer as entrevistas nos mostram que muitos Chineses são cautelosos e relutantes em compartilhar seus pensamentos e políticas.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2020-03-19
Data de Publicação
2018-03-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.