• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.101.2018.tde-20022018-134638
Documento
Autor
Nome completo
Gabriel Carrozza Castillo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Ribeiro, Pedro Feliú (Presidente)
Fernandes, Ivan Filipe de Almeida Lopes
Pinheiro, Flavio Leão
Título em inglês
Decision-making in Lula´s foreign policy (2003-2010): analyzing practices
Palavras-chave em inglês
Diplomacy
Policy
Practices
Resumo em inglês
This article analyzes practices in Brazil´s Ministry of External Relations (MRE) in order to understand the decision making process for foreign policy of the Lula administration (2003-2010) through the lens of practices. More specifically, it seeks to understand if purported operational changes in the ministry during that time have had a concrete effect on foreign policy or are symptomatic of priorities within the administration. The research finds that despite sweeping social change promised during the campaign, the ministry´s structure remained stable even as it expanded - even favoring the use of presidential diplomacy in order to expedite proceedings - but that regular bureaucratic processes were circumvented by the most senior officials in dealing with sensitive topics with a tacit division of tasks. The article concludes by suggesting that diplomatic practices were not significantly changed during the Lula period but that the relative clout of rank and file diplomat has diminished. Procedural negotiations such as trade agreements have mostly escaped the change in the decision-making process because they were not picked up by Itamaraty´s hands-on leadership.
Título em português
Processo decisório na politica externa do governo Lula (2003-2010): analisando práticas
Palavras-chave em português
Diplomacia
Politica
Práticas
Resumo em português
Esse artigo analisa as práticas do Ministério das Relações Exteriores do Brasil (MRE), buscando entender melhor o processo decisório da política externa dos governos Lula (2003-2010) pelas práticas. Especificamente, trata-se de avaliar se supostas mudanças operacionais no ministério durante este período tiveram um efeito concreto sobre a politica externa ou são sintomáticos de prioridades para o governo. O trabalho considera que a despeito de grandes mudanças sociais prometidas durante a campanha, a estrutura do ministério permaneceu estável incluso durante sua expansão - até favorecendo o uso de diplomacia presidencial a fim de acelerar os processos - mas que os processos burocráticos regulares foram evitados pelo mais alto escalão quando se tratava de temas sensíveis, com uma divisão de tarefas tácita. O artigo conclui por sugerindo que as práticas diplomáticas não foram modificadas profundamente no período Lula. Porem, a importância relativa dos diplomatas comuns diminuiu. Negociações técnicas, como acordos comerciais, escaparam em parte dessa mudança de processo decisório porque não foram retomadas pela liderança, muito ativa, do Itamaraty.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-02-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.