• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.101.2017.tde-17052017-110758
Documento
Autor
Nome completo
Victor Oliveira Tibau
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Lehmann, Kai Enno (Presidente)
Geyer, Robert
Pinheiro, Leticia de Abreu
Título em português
Política externa brasileira no século XXI: uma análise a partir da teoria da complexidade aplicada às Relações Internacionais
Palavras-chave em português
Política externa brasileira
Reforma da ONU
Relações Brasil-África
Teoria da complexidade
Resumo em português
Esta pesquisa busca analisar a política externa brasileira (PEB) dos últimos anos por meio do referencial teórico da teoria da complexidade. Parte-se do pressuposto de que uma linha-mestra histórica da PEB é a obtenção de um lugar de maior destaque para o Brasil na ordem internacional. No contexto do fim da Guerra Fria, a situação internacional e doméstica foi alterada, de modo a favorecer essa meta tradicional. Teoricamente, discute-se a limitação dos modelos conceituais lineares sobre política internacional, de modo a defender o referencial teórico da complexidade (não linear) como mais abrangente. Com base nisso, realizam-se dois estudos de caso. O primeiro é a histórica campanha brasileira pela reforma do Conselho de Segurança da ONU: argumenta-se que fracassou, entre outros motivos, por adotar uma abordagem linear, ineficaz para a abordagem de um "wicked problem". Outro estudo de caso é sobre o PAA-Africa, um programa descentralizado, adaptativo e flexível, que logrou sucesso. A conclusão é que a recente prática diplomática brasileira mistura iniciativas lineares e não lineares, com resultados diversos, o que dificulta a obtenção de sua meta histórica de maior protagonismo.
Título em inglês
Brazilian foreign policy in the 21st century (2005-2015): an analysis using complexity theory applied to International Relations
Palavras-chave em inglês
Brazil-Africa relations
Brazilian foreign policy
Complexity theory
UN reform
Resumo em inglês
This research aims to analyze Brazilian foreign policy initiatives using complexity theory's (CT) conceptual framework. The basic assumption is that a key Brazilian historical international objective is to achieve a greater international role as a global player. With the end of the Cold War, international and domestic settings changed in a favorable way towards the fulfilment of this objective. Theoretically, it discusses the limitations of linear conceptual models on international politics, while it asserts that CT's nonlinear conceptual framework is more comprehensive. On this ground, two case studies are made. The first is about Brazil's historic campaign to reform the UN Security Council: the argument is that it failed, among other reasons, because it adopts a linear approach, one that is unsuitable to deal with a "wicked problem". The other case study is about PAA-Africa, a decentralized, adaptive and flexible program, which succeeded. The conclusion is that Brazil's recent diplomatic practice mixes linear and nonlinear initiatives, obtaining different results, and this is an obstacle for the country to achieve its goal of greater international protagonism.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-06-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.