• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.101.2014.tde-08102014-171811
Documento
Autor
Nome completo
Gerson Denis Silvestre Duarte Damiani
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Dallari, Pedro Bohomoletz de Abreu (Presidente)
Amorim, João Alberto Alves
Lins, Maria Antonieta Del Tedesco
Marcovitch, Jacques
Santos, Maria Cecilia Loschiavo dos
Título em português
Teoria dos jogos e relações internacionais: estratégias da governança mercantil global. Uma análise da convenção das Nações Unidas para os contratos de compra e venda internacional de mercadorias à luz de sua vinculação ao Brasil
Palavras-chave em português
CISG
Comércio exterior
Convenção das Nações Unidas sobre a venda internacional de mercadorias
Convenção de Viena
Direito do Comércio Internacional
Direito Internacional Privado
Direito Mercantil Internacional
Equilíbrio Nash
Estratégias
Governança global
Nações Unidas
Processo decisório
Ratificação
Regime Internacional
Relações Internacionais
Resolução de conflitos
Resolução de controvérsias
Teoria dos Jogos
UNCITRAL
Resumo em português
A presente tese evidencia o estado da arte da Teoria Jogos nas Relações Internacionais, e analisa estratégias de negociação decorrentes de processos decisórios no âmbito comercial. Ao delimitar - em tempo e espaço - a trajetória da Governança Mercantil Global, confere-se posição de destaque à Convenção de Viena de 1980 (CISG), regime dotado de ampla legitimidade, concebido sob a égide das Nações Unidas e recém ratificado pelo Brasil. A análise do referido processo de vinculação dá-se a partir de instrumentos metodológicos conferidos pela Teoria dos Jogos, culminado com a apresentação dos limites do modelo e de alternativas viáveis para seu desenvolvimento.
Título em inglês
Game theory and International Relations: Strategies in Global Trade Governance. An analysis of the United Nations Convention on Contracts for the International Sale of Goods in light of its ratification by Brazil
Palavras-chave em inglês
CISG
Conflict resolution
Decision making
Dispute resolution
Game Theory
Global governance
International Private Law
International Relations
International trade
International Trade Law
Nash Equilibrium
Ratification
Stategies
UNCITRAL
United Nations
United Nations convention for the international sale of good
Vienna Convention
Resumo em inglês
The present thesis sheds light on contemporary game theoretical approaches in International Relations, in particular as they pertain to the role of strategy setting in cross-border trade. The study of Global Trade Governance leads to questions of regime legitimacy, culminating with the adoption of the 1980 United Nations Vienna Convention on Contracts for the International Sale of Goods (CISG), recently ratified by Brazil. The analysis of the aforementioned ratification process validates the threshold of game theory as its stands today, and proposes, on the other hand, viable alternatives for the development of the model.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Gerson_Damiani.pdf (9.65 Mbytes)
Data de Publicação
2014-10-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.