• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Fabiana de Lima Guedes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Velardi, Marilia (Presidente)
Andrade, Douglas Roque
Ishibashi, Eliana de Toledo
Miranda, Maria Luiza de Jesus
Título em português
As práticas corporais no SUS: um olhar a partir de documentos veiculados no campo da saúde
Palavras-chave em português
Atividade física
Práticas corporais
Sistema Único de Saúde
Resumo em português
O termo prática corporal vem sendo utilizado de maneira frequente, tanto no âmbito das pesquisas acadêmicas, quanto nos documentos oficiais no campo da Saúde, fazendo-se presente, inclusive, em revistas comerciais de grande circulação nacional. Introduzidas no campo da Saúde, a ideia é de que essas práticas compreendem sistemas, posturas e movimentos somáticos integrados que podem desenvolver a energia e funcionamento do corpo enquanto todo unificado. Os significados que as pessoas lhes atribuem em relação às suas vivências são, frequentemente, relacionados à ludicidade e à organização cultural. Além disso, esse termo difere conceitualmente da tradicional definição de atividade física e de exercício físico, uma vez que as práticas corporais parecem representar as manifestações da cultura de determinado grupo. As questões relacionadas ao esforço, ao gasto energético e às vantagens objetivas em relação ao controle e tratamento de doenças, e da melhora da aptidão física, objetivos típicos da atividade física e do exercício, parecem ficar em segundo plano quando o termo é adotado. Será que essa possível oposição conceitual entre o termo prática corporal e os termos atividade física/exercício físico poderia sinalizar para um posicionamento crítico acerca dos usos tradicionais das indicações de atividade física e exercício físico, propondo que as práticas corporais poderiam ser alternativas para sua indicação? Ou esse uso propõe apenas uma ampliação das possibilidades de atividades a serem indicadas? Diante disso, o objetivo deste trabalho foi realizar uma reflexão crítica sobre o sentido e significado das práticas corporais explicitados nos documentos oficiais publicados como subsídios para a atenção em Saúde no Sistema Único de Saúde (SUS). No presente estudo, nos propomos a analisar documentos publicados pelo Ministério da Saúde que se relacionam à temática das práticas corporais. Para tal, buscamos entender o sentido e o significado da comunicação presente naqueles documentos guiados pela análise de conteúdo do tipo representacional. Os documentos analisados foram obtidos por meio digital (internet). A aplicação da análise de conteúdo desses documentos se deu em três etapas: pré-análise, exploração do material e tratamento dos resultados (inferência e a interpretação). Os achados referentes à análise dos documentos demostraram que o corpo que interagirá nas práticas corporais é o corpo cultural, repleto de símbolos e signos e que essa visão se relaciona a diversos aspectos caros à antropologia. Identificou-se, também, que o uso do termo aponta para a necessidade de superação da ação prescritora e amparada na perspectiva biomédica em Saúde do profissional que lidará com as práticas corporais no SUS
Título em inglês
The Bodily Practices in SUS: a look from documents conveyed in the field of health
Palavras-chave em inglês
Bodily practices
Health Unic System
Physical activity
Resumo em inglês
The term bodily practice has been frequently used, both in the scope of academic research, and in the official documents in the field of Health, making itself present, even in commercial magazines of great circulation nationwide. Introduced into the field of Health, the idea is that these practices comprise systems, postures and integrated somatic movements that can develop the energy and functioning of the body as a unified whole. The meanings that people give to it, in relation to their experiences, are often related to playfulness and cultural organization. Besides, this term differs conceptually from the traditional definition of physical activity and physical exercise, since Bodily Practices seem to represent the manifestations of the body culture of a certain group. The issues related to effort, energy expenditure and objective advantages in relation to the control and treatment of diseases, typical goals of physical activity, exercise and improvement of physical fitness seem to be in the background when the term is used. Could this possible conceptual opposition between the term Bodily Practice and the terms physical activity/physical exercise signal to a critical positioning about the traditional uses of the indications of the practice of physical activity and physical exercise, proposing that the bodily practices could be alternatives for its indication?Or proposes only an expansion of the possibilities of activities to be indicated? Taking these issues into consideration, the objective of this inquiry was to carry out a critical reflection on the meaning and signification of the Body Practices in the Health Unic System, as explained in the official documents published as subsidies for healthcare in Health Unic System. In the present study we propose to analyze documents published by the Ministry of Health that relate to the theme of Bodily Practices. To such task, we seek to understand the meaning of the communication present in the analyzed documents through the content analysis of the representational type,. The documents that were analyzed were obtained by digital means (internet). The application of the content analysis of these documents occurred in three important stages: pre-analysis, material exploration and treatment of results (inference and interpretation). The findings related to the analysis of the documents proposed by this research showed that the body that will interact in the Bodily Practices is the cultural body, filled of symbols and signs, and that this view is related to several aspects dear to the anthropology field. It was also observed that the use of the term points to the need to overcome the prescriber action and supported in the biomedical perspective in Health by the professional that will deal with the Bodily Practices in the Health Unic System
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
zero.pdf (965.73 Kbytes)
Data de Publicação
2017-10-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.