• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.100.2018.tde-29012018-210146
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Moreira de Amorim
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Aulicino, Madalena Pedroso (Presidente)
Ansara, Soraia
Cavenaghi, Airton José
Pires, Mario Jorge
Título em português
Patrimônio histórico, memória e turismo: o legado da Força Expedicionária Brasileira. Uma reconstrução possível?
Palavras-chave em português
FEB
II Guerra Mundial
Memória
Patrimônio histórico
Turismo
Resumo em português
A II Guerra Mundial foi um conflito de proporções únicas, deixando remanescentes materiais e imateriais em todos os países envolvidos. No Brasil, sua herança se apresenta principalmente através da participação da Força Expedicionária Brasileira (FEB). Apesar de conquistar vitórias importantes contra um regime ditatorial, o grupo foi desfeito antes mesmo do retorno ao Brasil, o que levou os combatentes do heroísmo ao esquecimento rapidamente. A exclusão e a desvalorização que sofreram por parte do governo e do Exército causaram trauma e ressentimento nos veteranos, que hoje temem que a falta de apoio e interesse levem sua história ao completo esquecimento. Este trabalho tem como objetivos entender qual o impacto desta desvalorização no que se sabe sobre a FEB atualmente e identificar o que o público em geral da cidade de São Paulo e, mais especificamente, os professores de história da rede pública, conhecem sobre o grupo. Visa ainda apresentar casos em que o Turismo Cultural, através do patrimônio histórico, tenha sido utilizado como instrumento de reconstrução da memória de grupos desvalorizados, cujos modelos possam ser aplicados aos remanescentes da FEB. Para isso, foram feitos estudos documentais, entrevistas quantitativas com o público em geral e qualitativas com os professores de história. Através das pesquisas e entrevistas realizadas, foi concluído que os professores de história não têm conhecimento aprofundado sobre a FEB e, consequentemente, o assunto é reproduzido superficialmente aos alunos em sala de aula, o que justifica o fato de a maior parte do público em geral não conhecer o grupo. Observou-se que a omissão de sua história, de seus feitos e de suas tradições pelos detentores de poder, numa tentativa de manter o regime ditatorial vigente e a estrutura do Exército, fizeram com que o grupo passasse a ser historicamente invisível. Ao estudar casos em que o Turismo Cultural foi utilizado como instrumento para reconstrução da memória de grupos desvalorizados, conclui-se que as mesmas estratégias podem ser utilizadas para a reconstrução da memória da FEB
Título em inglês
Historical heritage, memory and tourism: the legacy of the Brazilian Expeditionary Force. A possible reconstruction?
Palavras-chave em inglês
FEB
Historical heritage
Memory
Tourism
World War II
Resumo em inglês
The World War II was a conflict of exceptional dimension, leaving tangible and intangible cultural heritage in every country involved. In Brazil, its heritage presents itself especially through the participation of the Brazilian Expeditionary Force (FEB). Despite achieving important victories against a dictatorial regime, the group was broken up even before their return to Brazil, which led the combatants from the heroism to the oblivion quickly. The exclusion and the devaluation that they suffered from the government and from the Brazilian Army caused trauma and resentment to the war veterans, who nowadays fear that the lack of support and interest will sink their history into oblivion. This academic paper has the objective of understanding the impact of this devaluation regarding what we know about the FEB today and to identify what the general public and History teachers of public schools located in the city of Sao Paulo know about the group. In addition to that, this paper aims to present some cases in which the Cultural Tourism, through the historical heritage, has been utilized as an instrument of reconstruction of the memory of diminished groups and which examples could be applied to the heritage of the FEB. To that end, documental studies and interviews were made, including qualitative research with applied to History teachers and quantitative research applied to the general public. Through the data from those studies and researches, it was concluded that most of the population of Sao Paulo does not know about the FEB, and that result can be justified by the lack of approach on the subject from the formal education system, since History teachers have a superficial knowledge about the topic and the presence of the FEB history in the textbooks is very limited, according to the History teachers interview. From these results, it was perceived that the omission of the FEBs history, achievements and tradition, by the political forces, in an attempt to maintain the current dictatorship and the Army structure of power, led the historical invisibility of the group. However, studying cases in which the Cultural Tourism was used as an instrument of reconstruction of memory of diminished groups, such as the Holocaust Memorial and the Memorial of Resistance of Sao Paulo, it was concluded that the same strategies could be utilized to the reconstruction of the memory of the FEB
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-02-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.