• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.100.2013.tde-13112014-094153
Documento
Autor
Nome completo
Sandra Paula da Silva Batistão
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Bernardes, Maria Eliza Mattosinho (Presidente)
Nery, Vanderlei Elias
Serrão, Maria Isabel Batista
Título em português
Educação Inclusiva ou Educação para todos? Contribuições da teoria histórico-cultural para uma análise crítica da realidade escolar
Palavras-chave em português
Educação
Educação inclusiva
Políticas de estado
Resumo em português
Esta pesquisa tem como objetivo analisar os limites e as possibilidades da educação inclusiva a partir da gestão de política pública para o exercício da ação pedagógica do professor e do professor assessor frente à proposta de um contexto educacional com a finalidade de identificar caminhos que possam compor para o processo de superação do que está instituído no cotidiano escolar. Durante o movimento de investigação os conceitos de Estado, Educação, Educação Inclusiva e Necessidades Educacionais Especiais são tratados a partir dos pressupostos da pedagogia histórico-crítica e da psicologia histórico-cultual estabelecendo relações entre a ação pedagógica de todos os sujeitos da educação e o exercício de suas funções. A unidade de análise na pesquisa é a relação entre a gestão de política de Estado no campo da Educação e todos os envolvidos na construção do processo educacional inclusivo, destacando a função social do professor, do professor assessor e da equipe escolar quando estes, no cotidiano da escola, deparam-se com alunos com diagnóstico de dificuldades de aprendizagem e ou deficiência. Sabe-se que muito tem sido discutido sobre a escola inclusiva como sendo aquela que matricula alunos com deficiência na sala regular de ensino, no entanto, esta pesquisa propõe problematizar não somente a inclusão educacional do aluno com deficiência ou do aluno com dificuldades de aprendizagem, mas a inclusão através da mediação do conhecimento científico como aquele que deve ser oportunizado para todos os alunos da escola pública. Reafirmando o direito de todos à educação, abordam-se os impactos causados pelos alunos com dificuldades de aprendizagem, quando estes, muitas vezes sentemse solitários na escola, que se intitulando inclusiva frente aos alunos com deficiência, não assume a diversidade, o conhecimento científico e seus desdobramentos como sendo o ponto central de transformação de uma escola excludente e seletiva em uma escola inclusiva. Entende-se que, apesar das tentativas de construção de uma escola inclusiva de qualidade, muitas são as situações de exclusão escolar na sociedade contemporânea. Sendo assim, essa pesquisa analisa os processos de inclusão e exclusão enquanto produção social, dos quais fazem parte tanto os alunos quanto seus professores. Essa pesquisa, portanto, é composta por um processo de investigação bibliográfica concomitante ao processo de investigação empírica sobre o cotidiano da assessoria em uma escola municipal da cidade de Santo André. Para análise dos dados busca-se compreender o contexto empírico a partir das seguintes categorias: dimensão tarefeira na ação pedagógica, a imediaticidade na realidade concreta e a governança do tempo e do espaço no conjunto das ações presentes na educação inclusiva. Os resultados encontrados na pesquisa possibilitam a proposição de um conjunto de elementos apontando estes como necessidades a serem viabilizadas pela gestão de política pública local de forma a garantir reais condições para o exercício de uma educação que pretende ser inclusiva.
Título em inglês
Inclusive education or Education for all? Contributions from cultural-historical theory to a critical analysis of school reality
Palavras-chave em inglês
Education
Inclusive education
State policies
Resumo em inglês
This research investigates the limits and possibilities from the management of public policy for the exercise of teacher pedagogical action and the adviser teacher forward the proposal of an inclusive educational context in the objectification of finding ways to indicate requirements that may compose with overcoming what is established in the educational routine. During the course of investigation the concepts of State, Education, Inclusive Education and Special Educational Needs are dealt from the assumptions of the historicalcritical pedagogy and psychology historical and cultic establishing relations with the pedagogical action of all subjects of education in exercise their functions. The paper analyzes the relationship between management and public policy all involved in the construction process of inclusive education, highlighting the social role of the teacher and teacher's aide, and its educational activities, when they, in everyday school face with students with diagnosis of difficulties to learn and or disabilities. We know that much has been discussed about the inclusive school as one that enrolls students with disabilities in regular classroom teaching, however, this research proposes to analyze not only the educational inclusion of students with disabilities or students with learning difficulties, but the inclusion through the mediation of scientific knowledge as one that should be offered for all public school students. Reaffirming the right of everyone to education, addressing the impacts caused by students with learning difficulties, when they often feel lonely in this school, which is inclusive titling against students with disabilities, assumes no diversity, scientific knowledge and its development as the central point of transformation from a selective and exclusionary school in an inclusive school. It is understood that, despite attempts to build an inclusive school quality, there are many situations of school exclusion in contemporary society. Therefore, this research examines the processes of inclusion and exclusion as social production, which belong to both the students and their teachers. This research, therefore, is composed of a process of research literature accompanying the process of empirical research on the daily advice in a public school in the city of Santo André. Data analysis seeks to understand the empirical context from the following categories: dimension execution in pedagogical action, the immediacy and governance in reality time and space in all of the shares present in inclusive education. The findings of the survey allow the proposition of a set of elements such as pointing needs to be made available by the management of local public policy to ensure real conditions for the exercise of an education that aims to be inclusive.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-06-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.