• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.100.2018.tde-28112017-174748
Documento
Autor
Nome completo
Guilherme Venancio de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Costa, Sirlene Maria da (Presidente)
Boukouvalas, Nicolas Theophanis
Marcicano, João Paulo Pereira
Tôrres, Ricardo Belchior
Título em português
A influência de tratamentos com quitosana na solidez da cor a lavagem em camisetas de algodão com estamparia digital
Palavras-chave em português
Algodão
Carboximetilcelulose
Estamparia digital
Quitosana
Solidez da cor
Resumo em português
A utilização da quitosana como fixante de corantes tem se mostrado relevante, devido a sua estrutura química que é responsável pelas suas propriedades biodegradável e antibacteriana. O presente estudo teve como objetivo principal utilizar a quitosana para auxiliar na fixação de corantes pigmentados utilizados na estamparia digital. Também foi testada a carboximetilcelulose. A quitosana foi dissolvida em ácido acético 2% (v/v) nas concentrações de 5, 10, 15 e 22,2 g/L, enquanto a carboximetilcelulose foi dissolvida em água na concentração de 14,28 g/L Os polímeros foram aplicados como pré e pós tratamentos em malha de algodão por dois processos diferentes, via Foulard e por estamparia de quadros. A presença dos polímeros impregnados nas fibras de algodão foi avaliada por Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV). As amostras de malha tratadas e não tratadas (controle) foram lavadas por 54 vezes simulando o uso de uma camiseta durante um ano e avaliadas em espectrofotômetro quanto à solidez da cor a lavagem utilizando os parâmetros escala cinza e sistema CIELAB E*. Os resultados obtidos mostraram que a utilização da quitosana e da carboximetilcelulose como pós-tratamento melhoraram o desempenho da solidez da cor a lavagem em 64% quando avaliada por CIELAB E* e 68% respectivamente quando avaliada por escala cinza. As amostras com aplicação de quitosana e carboximetilcelulose como pré-tratamentos apresentaram valores menores de solidez, quando comparadas às amostras pós-tratadas
Título em inglês
Chitosan influence on color fastness to washing of cotton t-shirts with digital printing
Palavras-chave em inglês
Carboxymethylcellulose
Chitosan
Color fastness
Cotton
Digital printing
Resumo em inglês
The use of chitosan as binder has become relevant due to its chemical structure which is responsible for its biodegradable and antibacterial good. The present study is aimed to the use of chitosan to aid in the fixation of pigmented dyes used in digital printing. A carboxymethylcellulose was also tested. The chitosan was dissolved in 2% (v / v) acetic acid at the concentrations of 5, 10, 15 and 22.2 g / L, while a carboxymethylcellulose was dissolved in water at 14.28 g / L. applied as pre and post treatments in cotton mesh by two different processes, Foulard and silk-screen. The presence of polymers impregnated in the cotton fibers was evaluated by Scanning Electron Microscopy (SEM). The treated and untreated mesh samples were washed 54 times simulating the use of a T-shirt for one year and evaluated in spectrophotometer for color fastness to wash, using the CIELAB E * system. The results showed that the use of chitosan and carboxymethylcellulose as a post-treatment improved the color wash performance in 64% when evaluated by CIELAB E * and 68% when evaluated by gray scale. The samples with application of chitosan and carboxymethylcellulose as pre-treatments presented lower values of color fastness, when compared to the post-treated samples
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-03-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.