• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Bruna de Castro Miranda
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Matera, Julia Maria (Presidente)
Casagrande, Thais Andrade Costa
Lucas, Silvia Regina Ricci
Título em português
Quimioterapia metronômica como tratamento adjuvante para o mastocitoma cutâneo em cães
Palavras-chave em português
Lomustina
Mastócito
Oncologia veterinária
Toxicidade
Resumo em português
A quimioterapia metronômica é uma modalidade terapêutica onde o agente quimioterápico é administrado em baixas doses, em curtos intervalos e continuamente, diferente da quimioterapia em dose máxima tolerada. Dirigida contra células tumorais e outros tipos de células, como as endoteliais e do sistema imunológico, a metronômica altera o microambiente tumoral e suprime características inatas que apoiam o crescimento dos tumores. O objetivo deste trabalho foi analisar prospectivamente o uso da quimioterapia metronômica com lomustina em pacientes com mastocitoma cutâneo, seus efeitos adversos e comparar com o protocolo de vimblastina e prednisona. Para tanto foram incluídos neste estudo 40 neoplasias obtidas de 32 cães de ambos os sexos e idades variadas, com o diagnóstico citológico e histopatológico de mastocitoma cutâneo, os mesmos foram divididos em dois grupos de forma randomizada. O grupo VP foi tratado com vimblastina na dose de 2mg/m² e prednisona por 12 sessões e o grupo LP foi tratado a metronômica com lomustina na dose de 2,84mg/m²/VO por 4 meses. Quanto à classificação histopatológica dos tumores estudados 67,5% (27/40) das formações mostrou graduação intermediária, correspondendo a grau II/baixo grau. Os efeitos adversos foram avaliados de acordo com os critérios do VCOG. Dos pacientes pertencentes ao grupo VP 62,5% (5/16) apresentaram algum tipo de efeito adverso, sendo os mais frequente os efeitos sob o trato gastrointestinal como: disorexia, anorexia, êmese e diarreia ocorrendo em cinco pacientes (5/16), seguido de leucopenia em três animais (3/16). No grupo LP 50% (8/16) dos pacientes tiveram algum tipo de efeito adverso, o mais comum foi êmese, sendo que apenas um cão apresentou efeito adverso classificado em grau III. Os dois protocolos foram bem tolerados pelos pacientes e não houve significância estatística sobre os efeitos adversos de ambos os grupos (p=0,715). A trombocitose foi a síndrome paraneoplásica mais observada, acometendo 25% de todos os animais (8/32), apresentando significância estatística em relação ao temo de sobrevida global (p=0,000049). A média de sobrevida do grupo VP foi de 404,25 dias (104-815dias) enquanto que do grupo LP foi de 320,25 dias (83-669). Não houve diferença estatística entre os grupos de acordo com o tempo de sobrevida (p=0,662) e o tempo livre de recorrência (p=1). A quimioterapia metronômica com lomustina teve boa aceitação junto aos proprietários dos animais, já que é administrada por via oral e os efeitos adversos foram toleráveis e pouco frequentes.
Título em inglês
Metronomic chemotherapy as adjuvant treatment for cutaneous mast cell tumor in dogs
Palavras-chave em inglês
Lomustine
Mast cell
Toxicity
Veterinary oncology
Resumo em inglês
Metronomic chemotherapy is a therapeutic modality where the chemotherapeutic agent is administered in low doses, continuously for short and regular periods, as opposed to the chemotherapy in maximum tolerated dose. Directed against tumor cells and other cell types, such as endothelial cells and immune system cells, the metronomic chemotherapy alters the tumor microenvironment and suppresses innate features that support the growth of tumors. The aim of this study is to prospectively analyze the use of metronomic chemotherapy with lomustine in patients with mast cell tumors, evaluate the therapeutic action and adverse effects and compare with the chemotherapy protocol with vinblastine and prednisone. For this, 40 neoplasms obtained from 32 dogs of both sexes and varied ages, with cytological and histopathological diagnosis of mast cell tumor, were divided into two groups in a randomized fashion. The VP group was treated with vinblastine at a dose of 2mg/m² and prednisone for 12 sessions and the LP group was treated with metronomic chemotherapy with lomustine at a dose of 2.84mg/m²/ VO for 4 months. Regarding the histopathological classification of the studied tumors, 67.5% (27/40) of the formations showed an intermediate degree, corresponding to grade II / low grade. Adverse effects were assessed according to the VCOG criteria. Of the patients belonging to the VP group 62.5% (5/16) presented some type of adverse effect, being the most frequent the effects under the gastrointestinal tract as: dysorexia, anorexia, emesis and diarrhea occurring in five patients (5/16), Followed by leukopenia in three animals (3/16). In the LP group 50% (8/16) of the patients had some type of adverse effect, the most common was emesis, and only one dog presented grade III adverse effect. The two chemotherapeutic protocols were well tolerated by the patients and there was no statistical significance regarding the adverse effects of both groups (p = 0.715). Thrombocytosis was the most observed paraneoplastic syndrome, affecting 25% of all animals (8/32), presenting statistical significance in relation to the overall survival rate (p = 0.000049). The mean survival time of the PV group was 404.25 days (104-815 days) while the LP group was 320.25 days (83-669). There was no statistical difference between the groups according to the survival time (p = 0.662) and the free time of recurrence (p = 1). Metronomic chemotherapy with lomustine was well accepted by animal owners, since it is administered orally and the adverse effects were tolerable and infrequent.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2019-10-23
Data de Publicação
2017-11-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.