• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2003.tde-24092007-150346
Documento
Autor
Nome completo
Flávia Rumi Kitahara
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2003
Orientador
Banca examinadora
Cortopassi, Silvia Renata Gaido (Presidente)
Ferrigno, Cássio Ricardo Auada
Futema, Fábio
Título em português
Avaliação dos efeitos hemodinâmicos, respiratórios, metabólicos e sedativos da dexmedetomidina isolada ou associada à tiletamina-zolazepam em cães. Estudo experimental
Palavras-chave em português
Anestésicos dissociativos
Cães
Sedativos
Resumo em português
O presente estudo objetivou avaliar as alterações hemodinâmicas, respiratórias e metabólicas, bem como a qualidade de indução e recuperação do animal; de sedação e relaxamento muscular promovidos pela utilização da dexmedetomidina isolada ou associada à tiletamina-zolazepam. Foram utilizados 18 cães machos e fêmeas hígidos, sem raça definida, distribuídos aleatoriamente em dois grupos: grupo I recebeu dexmedetomidina na dose de 10 mcg.kg-1 através da via intramuscular e decorridos 20 minutos recebeu solução salina no volume de 0,06 ml.kg-1 através da via intravenosa; o grupo II recebeu a mesma dose de dexmedetomidina e após 20 minutos, tiletamina-zolazepam na dose de 6,0 mg.kg-1, através da via intravenosa. A coleta de dados foi realizada imediatamente antes da aplicação da dexmedetomidina, aos cinco, 15, 25, 40, 55 e 85 minutos após a administração do fármaco. Os valores obtidos foram confrontados estatisticamente através de provas paramétricas, com a Análise de Variância seguida do teste de Tukey e para os dados não paramétricos, prova de Mann-Whitney "U", adotando-se significância estatística de 5% (p<0,05). No grupo I observou-se redução gradativa da freqüência cardíaca, do débito cardíaco e do índice cardíaco após a utilização da dexmedetomidina. No grupo II houve redução semelhante, porém de menor magnitude após a administração da tiletaminazolazepam. A pressão de oclusão da artéria pulmonar, assim como a pressão venosa central e índice de resistência vascular sistêmica aumentaram significantemente em relação aos valores basais nos dois grupos. A pressão arterial sistólica, diastólica e média aumentaram após a aplicação da tiletamina-zolazepam. Ocorreu discreta depressão respiratória apenas no grupo II, com redução da pressão parcial de oxigênio e aumento nos valores da pressão parcial de dióxido de carbono no sangue arterial. Em ambos os grupos verificou-se redução da pressão parcial de oxigênio no sangue venoso misto e saturação venosa mista de oxigênio, sendo este decréscimo mais intenso no grupo I. O índice de oferta de oxigênio diminuiu em até 44% e 50% nos grupos I e II, respectivamente, porém os valores de consumo e extração de oxigênio mantiveram-se próximos aos valores basais. Ocorreu depressão ventilatória com redução de volume minuto e volume minuto alveolar no grupo I; volume corrente expirado e volume corrente alveolar no grupo II. Em relação à qualidade de indução, verificou-se ausência de excitação, vocallização e movimentos de pedalagem no grupo II e recuperação isenta de ataxia e hipertonia muscular nos dois grupos. A sedação promovida pela dexmedetomidina foi adequada permitindo decúbito lateral com capacidade de levantar a cabeça em 78% dos animais. No grupo II obteve-se grau de sedação mais profundo após a utilização de tiletamina-zolazepam. O relaxamento muscular foi satisfatório variando de moderado a intenso em ambos os grupos. A partir dos resultados obtidos foi possível concluir que: a dexmedetomidina promove redução importante da freqüência cardíaca e de todos os demais parâmetros hemodinâmicos dependentes do cronotropismo; quando a dexmedetomidina está associada aos fármacos tiletamina-zolazepam, a redução na freqüência cardíaca é de menor magnitude; através da via intramuscular, a dexmedetomidina preserva os parâmetros pressóricos provavelmente devido o incremento do índice de resistência vascular sistêmica; a dexmedetomidina desencadeia leve depressão respiratória e promove sedação de grau moderado a profundo e relaxamento muscular de grau moderado a intenso quando administrada pela via intramuscular.
Título em inglês
Hemodinamic, respiratory, metabolic and sedative effects evaluation of dexmedetomidine alone or associated with tiletamine-zolazepam in dogs. Experimental study
Palavras-chave em inglês
Dissociative anesthetic
Dogs
Sedative
Resumo em inglês
The aim of the present study was to evaluate hemodynamic, respiratory and metabolic alterations, the quality of induction and recovery of the animal, as well as sedation and muscular relaxation promoted by the use of dexmedetomidine alone or associated to tiletamine-zolazepam. Eighteen healthy male and female mongrel dogs were used and randomly assigned to two groups: group I animals were treated with dexmedetomidine (10 mcg.k'g-1 i.m.) and after 20 minutes, saline solution (0,06 ml.k'g-1 i.v.); group II animals received the same dose of dexmedetomidine and after 20 minutes, tiletamine-zolazepam (6,0 mg.k'g-1 i.v.). Data were collected immediately before dexmedetomidine application and after five, 15, 25, 40, 55 and 85 minutes of the dexmedetomidine administration. Data were submitted to Analysis of Variance Test followed by Tukey's, non parametrics datas were evaluated with Mann-Whitney "U" test, with 5% of significance (p < 0,05). In group I was observed gradual reduction of the heart rate, cardiac output and the cardiac index after the use of dexmedetomidine. In group II there was similar reduction, but in less magnitude after tiletamine-zolazepam administration. The pulmonary capillary wedge pressure, as well as central venous pressure and systemic vascular resistance index increased significantly in relation to baseline values in both groups. The sistolic, diastolic and mean arterial pressure increased after application of tiletamine-zolazepam. There was a mild respiratory depression only in group II, with the reduction of the arterial partial pressure of oxygen and increase in the the arterial partial pressure of carbon dioxide values. In both groups the reduction of the mixed venous blood partial pressure of oxygen and mixed venous blood saturation of oxygen was observed, this decrease was more intense in group I. The oxygen transport index reduced up to 44% and 50% in the groups I and II, respectively, however the values of oxygen consumption and extraction maintained next to baseline values. There was ventilatory depression with reduction of volume minute and alveolar volume minute in group I; tidal volume and tidal volume alveolar in group II. In terms of induction quality, there was no excitation, vocalization and paddling of limbs in group II, and recovery presented no incoordenation and muscular hypertonus in both group. The sedation promoted by dexmedetomidine was appropriated allowing lateral recumbency, with ability to rise the head in 78% of the animals. In group II a profound sedation level was obtained after tiletamine-zolazepam administration. The muscular relaxation was adequated, varying from moderate to intense in both of the groups. In view of the obtained results it was possible to conclude that: dexmedetomidine promoted important reduction of heart rate and of all other cronotropism dependent hemodynamic parameters; when dexmedetomidine was associated to tiletamine-zolazepam, reduction of heart rate was in less magnitude ; dexmedetomidine i.m. preserved the pressure parameters probably due to increase of systemic vascular resistance index; dexmedetomidine i.m. developed a mild respiratory depression and promoted moderate to profound level of sedation and moderate to intense level of muscular relaxation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-09-26
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • KITAHARA, Flavia Rumi, et al. Efeitos hemodinâmicos da dexmedetomidina em cães. Estudo experimental. Revista Brasileira de Ciência Veterinária, 2002, vol. 9, p. 128-130. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.