• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2008.tde-23042009-095807
Documento
Autor
Nome completo
Marcos Ishimoto Della Nina
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Ferrigno, Cássio Ricardo Auada (Presidente)
Garcia Filho, Reynaldo Jesus
Zoppa, André Luis do Valle de
Título em português
Estudo biomecânico do comportamento de diferentes espessuras de capa de cimento ósseo em novo modelo de prótese modular diafisária femoral em cão submetidas a ensaio de torção
Palavras-chave em português
Biomecânica
Cães
Fêmur
Prótese
Torção
Resumo em português
A viabilidade da utilização de próteses modulares cimentadas em diáfises de fêmur em cães foi demonstrada, porém diversos autores relatam a falha de aderência entre as próteses e os ossos como uma das principais complicações. O presente trabalho teve como objetivo investigar biomecanicamente a interface implante metálico, osso e capa de cimento ósseo de com diferentes espessuras de cimento ósseo utilizadas para a estabilização da prótese. Para tanto foram utilizados fêmures bilaterais de 24 cadáveres de cães com peso acima de 15 quilos que foram divididos em quatro grupos, o primeiro grupo composto por oito fêmures utilizou uma espessura de capa de cimento de 1,0 a 1,5 mm, o segundo grupo, composto por oito fêmures, utilizou uma capa de cimento de 2,0 a 2,5 mm e o terceiro grupo, composto por oito fêmures, utilizou uma capa de cimento compreendida entre o intervalo de 3,0 a 3,5 mm de espessura. Os fêmures foram submetidos a ensaios destrutivos de torção onde foram avaliados a rigidez à torção e torque máximo suportado pela interface implante metálico, osso e capa de cimento ósseo. O quarto grupo, denominado de controle, composto pelos fêmures contralaterais íntegros, foram submetidos ao mesmo ensaio de torção que as peças onde foram utilizadas as próteses. Os resultados encontrados foram que nas condições apresentadas neste estudo não foi encontrada diferença biomecânica estatisticamente significante, em relação à rigidez à torção e torque máximo, na utilização de capas de cimento na faixa de 1 mm e 2,5 mm e entre 2 mm e 3,5 mm. Porém houve diferença quando comparado as faixas de espessura de cimento entre os grupos de 1 mm a 1,5mm e de 3 mm a 3,5 mm.
Título em inglês
Biomechanical analysis in the use of different cement layers in a new model of modular diaphyseal femoral implant relative to torsion forces
Palavras-chave em inglês
Biomechanics
Dogs
Fêmur
Prosthesis
Torsion
Resumo em inglês
The feasibility of modular cemented prosthesis in the femoral diaphysis was demonstrated in dogs, but several authors report loosening of bone, cement and implant interface as a major complication. The objective of this study was to evaluate the stabilization of the prosthesis using different thicknesses of cement layer. For this study 48 femurs from 24 dogs weighing over 15 kilograms were used. They were separated in four groups, the first group with eight femurs used a cement mantle from 1.0 to 1.5 mm, the second group, with eight femurs, used a cement mantle from 2.0 to 2.5 mm and the third group, with eight femurs, used a cement layer from 3.0 to 3.5 mm. The femurs were submitted to destructive torsion tests where they were evaluated due to the values of torsional rigidity and maximum torque shown by the implant, bone and bone cement interface. In the fourth group were the remaining intact femurs, they were evaluated using the same torsion test used on the other groups. The results were that under the present conditions we found no biomechanical differences relative to torsional rigidity and maximum torque, using cement layers between 1 mm and 2.5 mm and between 2 mm and 3.5 mm. But we found biomechanical differences between groups of 1 mm to 1.5 mm and 3 mm to 3.5 mm.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-06-25
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • NINA, M. I. D., et al. estudo biomecanico do comprotamento de diferentes espessuras de capa de cimento ósseo em novo modelo de protese modular diafisária femoral em cão submetidos a ensaio de torção. Acta Scientiae Veterinariae , 2013, vol. 41, p. 1.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.