• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2007.tde-14052007-081635
Documento
Autor
Nome completo
Michele Alice Françoise Anita Venturini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Gioso, Marco Antonio (Presidente)
Carvalho, Paulo Eduardo Guedes
Falqueiro, Léslie Maria Domingues
Título em português
Estudo retrospectivo de 3055 animais atendidos no ODONTOVET® (Centro Odontológico Veterinário) durante 44 meses
Palavras-chave em português
Afecções orais
Animais domésticos
Animais silvestres
Odontologia veterinária
Prevalência
Resumo em português
Este levantamento retrospectivo teve por objetivos verificar quais animais de companhia foram levados para atendimento odontológico, avaliar quais foram as afecções mais freqüentes na cavidade oral destes animais, avaliar o grau de conscientização dos proprietários e a metodologia de preenchimento dos prontuários. As 3055 fichas cadastradas em um período de 44 meses foram analisadas de forma seqüencial. Os dados coletados foram espécie, raça, sexo, idade, peso, realização de consulta prévia ao tratamento, afecção presente, realização ou não de tratamento após consulta e retorno após um ano. As moléstias foram divididas em doença periodontal grave, moderada e leve, gengivite, fratura dental e qual dente foi acometido, presença de pelo menos um dente com lesão de reabsorção odontoclástica dos felinos, presença de complexo gengivite-estomatite-faringite nos felinos, fraturas em mandíbula e maxila, neoplasias benignas e malignas, persistência de dentes decíduos e alterações específicas dos sagüis, roedores e lagomorfos domésticos. Após o levantamento, as informações obtidas foram analisadas estatisticamente pelo teste de Qui-quadrado para avaliar a correlação de cada afecção com variáveis como faixa etária, sexo, e tamanho do animal. Das 3055 fichas avaliadas, 2300 foram de caninos, 588 de felinos, 99 de chinchilas, 41 de sagüis, 17 de porquinhos da índia, 9 de coelhos e uma de hamster. Para os cães e gatos, a afecção periodontal foi a de maior freqüência, acometendo 71,4% dos cães e 74% dos gatos. Observou-se correlação estatisticamente significante entre a doença periodontal e tamanho e idade do animal. A doença periodontal é mais freqüente em animais de mais idade (acima de 7 anos) e de porte pequeno (abaixo de 10 quilogramas), enquanto a gengivite ocorre mais em animais mais jovens ou com mais de trinta quilogramas. A persistência de dentes decíduos esteve freqüente em 11,6% dos cães, acometendo de forma estatisticamente significante os animais com menos de dez quilogramas. As fraturas dentais estavam presentes em 20,4% dos cães e 30,6% dos gatos, sendo que em ambas as espécies, os caninos foram os dentes que mais fraturaram. Entre os felinos, 41% apresentaram pelo menos um dente com lesão de reabsorção odontoclástica e 11,7%, complexo gengivite-estomatite-faringite. As neoplasias benignas e malignas acometeram 11,05% dos cães e 9,18% dos felinos, sendo que o melanoma, o carcinoma e os epúlides foram os mais freqüentes no cão e o carcinoma foi a principal neoformação nos felinos. Para os roedores e lagomorfos, as pontas dentárias e o desalinhamento oclusal foram as alterações mais vistas. Nos sagüis, a doença periodontal e as fraturas de dentes caninos estiveram presentes em 43,9% e 56,1% dos casos, respectivamente. Dos cães e gatos que fizeram consulta, 79% realizaram tratamento e apenas 5% retornaram após um ano de tratamento. Pôde-se concluir que além dos cães e gatos, outras espécies são encaminhadas ao atendimento odontológico; que existem outras afecções, além da doença periodontal, que acometem a cavidade oral dos animais domésticos; que a saúde oral ainda não é prioridade para os proprietários e que as anotações realizadas durante a rotina de atendimento podem apresentar falhas
Título em inglês
Retrospective study of 3055 pets referred to ODONTOVET® (Veterinary Dental Center) during 44 months
Palavras-chave em inglês
Domestic animal
Exotic animal
Oral disease
Prevalence
Veterinary dentistry
Resumo em inglês
The aim of this retrospective survey was to evaluate which pet had been taken for dental consultation, to evaluate which had been the most frequent disease, to try to perceive the degree of awareness of the owners and to evaluate the fulfilling of the dental charts. The 3055 files registered during a period of 44 months were analyzed of sequential form. The collected data were species, race, sex, age, weight, accomplishment of previous consultation to the treatment, present disease, accomplishment or not of treatment after consultation and return after one year. The diseases were divided in severe, moderate or slight periodontitis, gengivitis, dental fracture, presence of at least one tooth with resorptive lesion, presence of gingivitis stomatitis faringitis complex, benign and malignant tumors, jaws fractures, deciduous tooth persistence, presence of carie and specific alterations of the marmosets, rodents and domestic lagomorfs. After the survey, the informations were analyzed statistical by Qui-square test in order to evaluate the correlation of each ilness with variable as age, sex and size of the animal. From the 3055 evaluated files, 2300 were dogs, 588 were cats, 99 were chinchillas, 41 were marmosets, 17 were Indian pig, 9 were rabbits and one was hamster., The prevalence of periodontitis in dogs and cats was 71,4% of dogs and 74% of the cats, occurring significant correlation between size and age of the animal. The periodontal disease is more frequent in older and smaller animals, while the gengivitis occurs more in younger animals or with more than thirty kilograms. The persistence of deciduous was frequent in 11,6% of the dogs been significant for the animals with less than ten kilograms. The dental fractures were present in 20,4% of the dogs and 30,6% of the cats, the canine teeth had been the more fractured. Between the cats, 41% had presented at least a tooth with resorptive lesion and 11.7% with gengivitis-estomatitis-faringitis complex The benign and malignant tumors were present in 11.05% of the dogs and 9.18% of the cats. The melanoma, the carcinoma and epulides were most frequent in the dog and carcinoma was the main tumor in cats. For the rodents and lagomorfos, the dental tips and malocclusions were the more frequent diseases. In the marmoset, the periodontal illness and the fractures tooth had prevalence of 43,9% and 56,1% of the cases, respectively. Dogs and cats that had made consultation, 79% had carried through treatment and only 5% returned for treatment after one year. It can be concluded that beyond the dogs and cats, other species are referred to a dental clinic; that other diseases exist, beyond the periodontal illness, that occurred in the domestic animals; that the oral health is priority to the owners yet and that the charts of the attendance may have imperfections
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-05-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.