• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2016.tde-09122015-143841
Documento
Autor
Nome completo
Rosangela Ribeiro Gebara
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Matera, Julia Maria (Presidente)
Silva, Rosane Maria Guimarães da
Zanella, Adroaldo José
Título em português
Métodos substitutivos ao uso prejudicial de animais no ensino médico veterinário: uma análise da realidade brasileira por meio da percepção do estudante
Palavras-chave em português
Estudantes
Medicina veterinária
Métodos alternativos
Métodos substitutivos
Uso prejudicial de animais
Resumo em português
No ensino da medicina veterinária esta implícito o uso de animais para o aprendizado das mais diversas habilidades profissionais, sendo que na maioria das vezes os animais utilizados nas práticas pedagógicas sofrem algum tipo de prejuízo ou morrem para este fim. Com o aumento da preocupação ética em relação aos animais, nas últimas duas décadas, surgiu a necessidade de se substituir estes métodos de ensino onde havia prejuízo aos animais e ao aprendizado do aluno, por métodos humanitários. Este estudo teve como objetivo avaliar o conhecimento e opinião dos alunos das Faculdades de Medicina Veterinária brasileiras acerca da implementação dos chamados “métodos substitutivos“ ao uso prejudicial de animais e os métodos que estão sendo utilizados atualmente. Foram obtidas 1383 respostas de estudantes de medicina veterinária de 26 estados brasileiros e do Distrito Federal, que responderam questionário semiaberto divulgado de forma online e as respostas foram submetidas à uma analise estatística que nos permitiu concluir que 47,9% dos entrevistados desconhecem a principal legislação acerca do uso de animais, 66,4% afirmaram conhecer o que é um método substitutivo ao uso de animais, 87,7% entendem como "uso prejudicial de animais” a eutanásia de um animal saudável para fins didáticos”; 55,6% acreditam que métodos substitutivos podem sim substituir o uso de animais, desde que seja o método apropriado e que a principal vantagem desta substituição seria o fato de que são métodos eticamente aceitáveis onde não há crueldade contra animais” (57,3%) e a principal desvantagem seria o custo para aquisição (51,8%). Cerca de 93% indicaram que há utilização de animais no seu curso, sendo que a principal espécie o cão (76,5%) e a anatomia apontada como a disciplina que mais utiliza animais. Quanto as aulas de técnica cirúrgica, o método mais citado foi o uso de cadáveres preservados (27,2%).Quanto a utilização de métodos substitutivos, 47,3% responderam que seus cursos utilizam estes métodos e que a disciplina que mais utilizava métodos como manequins, simuladores, vídeos, e softwares era a de anatomia, seguidas das disciplinas de clinica e cirurgia de pequenos animais, que utilizavam atendimento clinico de animais da comunidade ou de ONGs. De acordo com os dados analisados, podemos afirmar que os alunos de Instituições de ensino públicas tiveram mais contato com o conceito dos 3Rs que os alunos de Instituições de ensino privadas e que não há diferenças significativas entre as Instituições públicas e privadas quanto ao uso de métodos substitutivos. Diante destes resultados, faz-se necessário um esforço de toda comunidade acadêmica, dos docentes, dos coordenadores e do comitê de ética da escola no sentido de se desenvolver e implantar métodos didáticos humanitários e eficazes, que possam ir ao encontro das necessidades e posicionamentos éticos dos estudantes de medicina veterinária
Título em inglês
Substitutive methods to the use of animals in Veterinary Medical Education: an analysis of the Brazilian reality through the perception of the student
Palavras-chave em inglês
Alternative methods
Harmful use of animals
Students
Substitutive methods
Veterinary Medicine
Resumo em inglês
In veterinary medicine teaching is implicit the use of animals for learning different professional skills, and most of the time these animals used in pedagogical practices suffer some kind of injury or die for this purpose. With the increasing of the ethical concern for animals in the last two decades, emerged the necessity to replace these teaching methods to humane methods. This study aimed to evaluate the implementation of the "substitutive methods" to the harmful use of animals in veterinary teaching and training in Brazilian Schools, through information obtained from undergraduate students. They were obtained 1383 answers of veterinary medical students from 26 Brazilian states and the Federal District, who responded an online semi-open questionnaire, the responses were submitted to a statistical analysis and we concluded that 47.9% of respondents are unaware of the main legislation about the use of animals, 66.4% said they knew what is a substitute method to animal use, 87.7% perceive as "harmful use of animals' - euthanasia of healthy animals for teaching purposes"; 55.6% believe that substitutive methods can replace the use of animals, but depends of the method, the main advantage of these humane methods is the fact that they are ethically acceptable and avoid animal cruelty"(57.3%) and the main problem would be the cost of acquisition (51.8%). About 93% indicated that use animals in its course, and the main specie is the dog (76.5%) and the anatomy was considered the discipline that use most animals. In the surgical classes, the most cited method was the use of preserved cadavers (27.2%). Regarding the use of substitutive methods, 47.3% answered that their courses using these methods and the discipline that most used methods such as mannequins, simulators, videos, and software was the anatomy, followed by clinical disciplines and surgery of small animals who used clinical care of animals from the community or NGOs. According to the data analysed, we can say that most students of public education institutions had contact with the concept of the 3Rs than students in private educational institutions and there are no significant differences between public and private institutions on the use of substitutive methods. According to this result, is necessary an effort of the academic community (teachers, coordinators and school ethics committee) in order to develop and implement humane and effective teaching methods, which can meet the ethical requirements and positions of students of veterinary medicine
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-04-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.