• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2008.tde-08012009-165940
Documento
Autor
Nome completo
Luiz Fernando Rapp de Oliveira Pimentel
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Zoppa, André Luis do Valle de (Presidente)
Alves, Geraldo Eleno Silveira
Silva, Luis Claudio Lopes Correia da
Título em português
Ajuste oclusal: análise de parâmetros clínicos e oclusais visando à obtenção da oclusão funcional ideal em eqüinos (Equus caballus) estabulados
Palavras-chave em português
Ajuste oclusal
Dente
Eqüinos
Oclusão
Odontologia eqüina
Resumo em português
Este estudo teve como objetivo a análise de parâmetros para o ajuste oclusal dos arcos dentários dos eqüinos estabulados há mais de 1 ano para obtenção de uma oclusão funcional ideal. Foi mensurada a excursão lateral da mandíbula, nos pontos de início de contato oclusal molar/pré-molar; o ângulo oclusal de dentes molares e pré-molares através de cálculos trigonométricos, a prevalência da necessidade de redução do tamanho dos dentes incisivos. De acordo com as mensurações obtidas e avaliações realizadas foi determinado quais as mensurações acima citadas seriam válidas, como instrumento auxiliar, no ajuste oclusal visando manter a simetria e balanço dos arcos dentários para obtenção da oclusão funcional ideal em eqüinos. Foram avaliados 75 eqüinos (Equus caballus) hígidos, machos e fêmeas, com idade entre seis e 15 anos, estabulados há mais de um ano. Resultados: 9 (12%) animais possuíam dentes incisivos com formato normal, 66 (88%) apresentavam incisivos desalinhados de forma diagonal ou curvatura ventral. Dos 75 animais examinados, 34 (45,3%) apresentaram necessidade de redução do comprimento vertical dos dentes incisivos. Na análise dos parâmetros a serem utilizados para o ajuste oclusal foi observada alta significância estatística (p <0, 0001) para a necessidade de redução do tamanho vertical dos dentes incisivos em relação à extensão da excursão lateral da mandíbula maior que 15 mm e para prevalência de incisivos em diagonal na presença de excursão lateral da mandíbula assimétrica. Observou-se ainda que a necessidade de redução do tamanho vertical dos dentes incisivos em relação ao tipo de formato, estado corpóreo e presença de distúrbios digestórios e/ou mastigatórios, apresentou mínima significância estatística (p<0,05). Não foi observada significância estatística (p>0,05) na prevalência da necessidade de redução do tamanho dos incisivos em relação ao tipo de desalinhamento destes, á extensão da abertura dos incisivos, simetria da excursão lateral da mandíbula e a presença de dificuldades na equitação. No período de 90 a 120 dias após a intervenção odontológica os proprietários e equitadores foram questionados quanto á possíveis alterações nos animais com os seguintes resultados: ocorreu melhora e facilitação da equitação em 59 (78,3%) dos pacientes; 43 (56,5%) dos pacientes estavam mais dispostos para trabalhar ou passear; 36 (48,3%) pacientes tratados apresentavam maior disposição para comer e melhora do apetite; 48 (65,2%) obtiveram ganho de peso e massa muscular e 43 (56,5%) dos pacientes tratados estavam mais tranqüilos e calmos. Conclusão: a mensuração da extensão da excursão lateral da mandíbula no ponto de início do contato oclusal molar/pré-molar e a presença de assimetria destas medidas são de grande valor como guia de orientação na obtenção do equilíbrio e balanceio entre os hemiarcos molar/pré-molar e na orientação da necessidade de alinhamento dos incisivos; desde que as mensurações sejam realizadas nas duas hemifaces do paciente. Portanto, a necessidade de redução dos incisivos seria uma característica individual de cada paciente. Não foi possível validar o cálculo matemático proposto para determinar o ângulo oclusal molar/pré-molar e usá-los como parâmetro para o ajuste oclusal em eqüinos. As alterações comportamentais relatadas pelos usuários dos animais, que se tornaram mais relaxados e calmos após o ajuste oclusal, sugerem que, possivelmente, que os pacientes sofriam de processos dolorosos na região orofacial.
Título em inglês
Occlusal adjustment: analysis of clinical parameters and occlusal aimed at obtaining the optimal functional occlusion in horses (Equus caballus) barn
Palavras-chave em inglês
Equine
Occlusal Adjustment
Occlusion
Teeth
Resumo em inglês
The aim of this study is the analyze of the parameters for the adjustment of occlusal dental arches of stable horses for more than 1 year to obtain an optimal functional occlusion. It was measured the lateral excursion of the jaw, at the point of start of occlusal contact molar / premolar; the angle of occlusal molar teeth and premolar through trigonometric calculations, the prevalence of the need to reduce the size of the incisor teeth. According to the measurements obtained and assessments carried out it was determined that the measurements above would be valid as an aid, occlusal adjustment in order to maintain symmetry and balance of the dental arches to obtain the optimal functional occlusion in horses. We evaluated 75 horses (Equus caballus) healthy, male and female, aged between six and 15 years, stable for more than a year. Results: 9 (12%) animals had incisor teeth with a standard, 66 (88%) showed misaligned incisors of diagonal or ventral curvature form. Among the 75 animals examined, 34 (45.3%) needed to reduce the length of vertical incisor teeth. In the analysis of parameters to be used for occlusal adjustment was high statistical significant (p <0.0001) to the need to reduce the vertical size of the incisors teeth on extending the lateral excursion of the jaw larger than 15 mm and prevalence diagonal of incisors in the presence of lateral excursion of the asymmetrical jaw. It was also observed that the need to reduce the vertical size of the incisors teeth in the type of format, physical condition and the presence of digestive disorders and / or masticator, showed minimal statistical significance (p <0.05). No statistical significance was observed (p> 0.05) in the prevalence of the need to reduce the size of incisors in the type of misalignment, to extend the opening of incisors, symmetry of the tour side of the mandible and the presence of difficulties in riding. In the period from 90 to 120 days after the dental intervention the riders and the owners were asked about possible changes in the animals with the following results: there was improvement and facilitation of riding in 59 (78.3%) patients; 43 (56.5%) patients were more willing to work or walk; 36 (48.3%) patients had greater willingness to eat and improves of appetite, 48 (65.2%) had gained weight and muscle mass and 43 (56.5%) of treated patients were more quiet and calm. Conclusion: The measurement of the length of the tour side of the jaw at the start of occlusal contact molar / premolar and the presence of asymmetry of these measures are of great value as a guide for guidance on achieving balance and balancing between hemi-arches molar / pre -molar and the guidance of the need to align the incisors, provided that the measurements are conducted in both hemi-faces of the patient. Therefore, the need to reduce the incisors would be a characteristic of the individual patient. We could not validate the proposed mathematical calculation to determine the molar occlusal / premolar angle and use it as a parameter for occlusal adjustment in horses. Behavioral changes reported by users of animals, which have become more relaxed and calm after adjusting occlusal suggested that, perhaps, that the patients suffered from painful sindrome in face and oral cavity region.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-01-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.