• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2007.tde-29102007-114908
Documento
Autor
Nome completo
Patrícia Monaco Brossi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Baccarin, Raquel Yvonne Arantes (Presidente)
Fernandes, Wilson Roberto
Gomes, Thiago Luiz de Salles
Título em português
Avaliação dos efeitos antiinflamatórios da proteína antagonista de receptor de interleucina - 1 (IRAP) por citometria de fluxo em líquido sinovial de eqüino
Palavras-chave em português
Citometria de fluxo
Eqüinos
Irap
Líquido sinovial
Osteoartrite
Resumo em português
A doença articular, especificamente a osteoartrite é uma das enfermidades mais prevalentes e mais debilitantes que acomete os cavalos, tendo um grande impacto econômico na indústria eqüina. Assim sendo, a investigação contínua e avanços na área terapêutica são de fundamental importância. A osteoartrite é uma doença degenerativa que pode ser deflagrada por uma série de fatores e onde, ultimamente, todos os tecidos articulares encontram-se comprometidos. Não obstante, é na degradação da matriz extracelular da cartilagem articular que ocorrem os eventos de maior expressão e repercussão. Na gênese da degradação da matriz extracelular encontra-se um desequilíbrio entre os processos anabólicos e catabólicos responsáveis pela homeostase normal da cartilagem articular e pela adaptação deste tecido às forças que sobre ele incidem. Estes processos são orquestrados por proteínas anabólicas, como, por exemplo o fator de crescimento tipo insulina 1 (IGF-l), e por citocinas inflamatórias que, de forma contrária, são responsáveis pela depleção de colágeno e de proteoglicanas da matriz, representando o grupo de proteínas catabólicas, cujo exemplo clássico é a interleucina-1. A interleucina-1 tem papel central nos processos fisiopatológicos da osteoartrite por desencadear vários eventos catabólicos nos sinoviócitos e condrócitos, incluindo a indução de gens de metaloproteinases e agrecanases e de outros mediadores inflamatórios como a cicloxigenase, a prostaglandina E2 e as espécies reativas do oxigênio. Seus efeitos biológicos se verificam após a ligação com dois tipos de receptores específicos e são modulados pela ocorrência natural de uma proteína antagonista destes receptores. O presente estudo procurou observar os efeitos antiinflamatórios desta proteína antagonista do receptor (IRAP) no líquido sinovial de equino através do emprego da técnica de citometria de fluxo. Nos ensaios observou-se que: 1-a adição de IRAP às células de líquido sinovial estimuladas in vitro por LPS e PMA reduziu a liberação de espécies reativas de oxigênio produzidas por elas; 2 - o plasma, quando utilizado como controle, exibiu efeitos semelhantes aos do IRAP sobre as células de líquido sinovial ativadas in vitro; 3- o efeito antiinflamatório deve-se mais à variação na intensidade de produção de espécies reativas do oxigênio do que à flutuação no percentil de células do líquido sinovial engajadas em sua geração, in vitro. Estes resultados suportam a aplicabilidade terapêutica do IRAP® pelo efeito antiinflamatório verificado sobre as células do liquido sinovial avaliadas por citometria de fluxo. Eles corroboram, ainda, para o uso da citometria de fluxo como instrumento eficaz na avaliação da produção de espécies reativas de oxigênio por células do líquido sinovial ativadas pelos estímulos de LPS e PMA, tanto quantitativamente como qualitativamente.
Título em inglês
Evaluation of the anti-inflammatory effects of the interleukin-1 receptor antagonist protein in equine synovial fluid using flow cytometric techniques
Palavras-chave em inglês
Equine
Flow cytometry
Irap
Osteoarthritis
Synovial fluid
Resumo em inglês
Joint disease in horses, specifically osteoarthritis, is one of the most prevalent and debilitating illnesses affecting equine industry and for this reason continued research and improvements in therapeutics are needed. Osteoarthritis is a degenerative disease that can be triggered by a number of factors and where ultimately all articular tissues are affected. The hallmark of osteoarthritis is the degeneration of the articular cartilage matrix, where the most relevant and expressive events take place. In the development of osteoarthritis there is disruption in extracellular matrix homeostasis with an overall balance toward cartilage metabolism. Homeostasis of the articular environment relies on balance between anabolic and catabolic events and results in ability of cartilage to respond to molecular or mechanical cues. This apparently antagonic processes are orquestrated by soluble protein mediators, for example the anabolic insulin-like growth factor-I (IGF-I), and, on the other side, by inflammatory cytokines, which in turn, are implicated in degradative processes of articular cartilage, characteristic of osteoarthritis. They deplete cartilage matrix from collagen and proteoglycans and the classical example of such a cytokine is interleukin-1. Interleukin-1 has a central role in the physiopathologic processes of osteoarthritis and has been implicated in the genesis of a number of catabolic events when acting on chondrocytes and synoviocytes. Examples are gene induction for metalloproteinases and agrecanases production, as well as production of other inflammatory mediators like ciclooxygenase, prostaglandin E2 and oxygen-derived reactive species. Its biological effects are observed after interaction with two different but specific types of receptors and are modulated by the occurrence of a natural antagonist, the interleukin-1 receptor antagonist protein (IRAP). In the present study the anti-inflammatory effects of this antagonist protein were evaluated in synovial fluid using cytometric flow techniques. It was observed that: 1- addition of IRAP to synovial fluid cells stimulated in vitro by LPS and PMA reduced the production of oxygen-derived reactive species; 2- plasma, used as a control, exhibited similar effects on activated synovial cells when compared to IRAP in vitro 3- the anti-inflammatory effect is due, in its majority, to the variation in intensity of oxygen-derived reactive species, more than on fluctuations on the percentage of synovial fluid cells actively engaged in its generation in vitro. These results support the therapeutic aplicability of IRAP® for its anti-inflammatory effect observed on synovial fluid cells evaluated with flow cytometric techniques. They also corroborate to the usefulness of cytometric flow techniques in equine synovial fluid cells; they are an invaluable tool to evaluate quantitative and qualitatively the production of oxygen-derived reactive species mediated by their activation with PMA and LPS.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-12-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.