• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2007.tde-28092007-155033
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda Lie Yamaki
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Larsson, Maria Helena Matiko Akao (Presidente)
Ferreira, Wagner Luis
Lucas, Sílvia Regina Ricci
Moreira, Dalmo Antonio Ribeiro
Schwartz, Denise Saretta
Título em português
Estudo da sobrevida e de fatores prognósticos em cães com cardiomiopatia dilatada idiopática
Palavras-chave em português
Arritmias
Cães
Cardiomiopatia dilatada
Prognóstico
Sobrevida
Resumo em português
Cardiomiopatia dilatada (CMD) é uma das doenças cardiovasculares adquiridas mais comuns em cães afetando principalmente cães de raças grandes e gigantes, além do Cocker Spaniel Inglês e Americano. A anormalidade primária é a diminuição da contratilidade miocárdica, com dilatação secundária das câmaras cardíacas, que pode evoluir para insuficiência cardíaca, apresentar arritmias (atrial e/ou ventricular) e resultar em óbito em qualquer estágio da doença (sendo a morte súbita relativamente comum). Poucos estudos em cães, sendo a maioria retrospectiva, têm o objetivo de determinar fatores prognósticos, e predizer o prognóstico em qualquer paciente continua a ser um desafio. Portanto, no presente trabalho objetivou-se estudar a sobrevida de cães com CMD, assim como observar possíveis fatores determinantes de sobrevida. Para tal, foram avaliados 50 cães com CMD por meio de exame físico, radiográfico de tórax, eletrocardiográfico (eletrocardiograma de repouso e monitorização Holter) e ecocardiográfico. Os animais foram acompanhados por pelo menos 150 dias ou até o óbito. Avaliou-se a influência da idade, raça, sexo, fração de encurtamento do ventrículo esquerdo (FE), da classe funcional da insuficiência cardíaca, da presença de ascite, efusão pleural, edema pulmonar, insuficiência cardíaca bilateral, fibrilação atrial (FA) ou de arritmias ventriculares na sobrevida. A sobrevida dos cães com CMD variou de cinco dias a 1021 dias, com tempo médio de 347 dias, e tempo mediano de sobrevida foi de 223 dias; a probabilidade de sobreviver por seis meses foi de 51%, por um ano foi de 37% e por dois anos foi de 13%. Os cães da raça Cocker Spaniel Inglês apresentaram maior sobrevida em relação aos cães da raça Doberman e aos cães de outras raças. A presença de FA (p<0,03) e de arritmias ventriculares (tanto de ectopias ventriculares no eletrocardiograma de repouso (p<0,02) como de taquicardia ventricular não sustentada (p<0,0001) na monitorização Holter) foram associadas a menor sobrevida, enquanto que a idade, FE, sexo, classe funcional da insuficiência cardíaca, presença de ascite, efusão pleural, edema pulmonar ou insuficiência cardíaca bilateral não estiveram associados a aumento da mortalidade. A sobrevida foi variável, mas o prognóstico em geral foi ruim. O melhor preditor diagnóstico foi a presença de taquicardia ventricular não sustentada na monitorização Holter.
Título em inglês
Survival study and assessment of prognostic factors in dogs with idiopathic dilated cardiomyopathy
Palavras-chave em inglês
Arrhthymia
Dilated cardiomyopathy
Dogs
Prognosis
Survival
Resumo em inglês
Dilated cardiomyopathy (DCM) is one of the most common acquired cardiovascular disease of dogs, affecting mainly large and giant breeds, as well as English and American Cocker Spaniels. The primary abnormality is decrease in myocardial contractility with secondary cardiac chambers dilatation. The clinical presentation may include development of heart failure, arrhythmias (atrial and/or ventricular), and death in any phase of the disease (with sudden death relatively frequent). Few studies have been described in dogs with the purpose of determining prognostic indicators for DCM, and predicting prognosis in any given single patient continues to be a challenge. The aim of this study was to evaluate survival time, and if possible, to find factors influencing prognosis in dogs with dilated cardiomyopathy. Fifty dogs with DCM have been included in the study. The patients were prospectively evaluated by physical examination, ten-lead electrocardiography, thoracic radiography, 24-hour Holter monitoring, and echocardiography. The animals were followed-up for at least 150 days or until death. Studied variables were left ventricle shortening fraction, age, sex, breed, presence of ascite, subcutaneous edema, pulmonary edema, pleural effusion, biventricular heart failure, as well as, presence of atrial fibrillation and ventricular arrhythmias, including non-sustained ventricular tachycardia on Holter monitoring. The mean and median survival time were, respectively, 347 days and 223 days (range 5 to 1021 days). Probability of survival at six months was 51%, at 1 year was 37%, and at 2 year was 13%. The survival time was significantly longer in English Cocker Spaniel, versus Doberman Pinschers, or versus other breeds. Atrial fibrillation (p<0,03) and ventricular arrhthmias (ventricular ectopy on ten-lead electrocardiography (p<0,02) and non-sustained ventricular tachycardia (p<0,0001) on Holter monitoring) were associated with increased mortality. While age at the time of presentation, shortening fraction, gender, presence of ascites, pleural effusion, or pulmonary edema were not associated with increased mortality. Survival time was variable, but the prognosis was usually poor. The best prognostic indicator was the presence of non-sustained ventricular tachycardia in Holter monitoring.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-10-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.