• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2015.tde-25082015-113618
Documento
Autor
Nome completo
Sylvia Marquart Fontes Novo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Gomes, Viviani (Presidente)
Bittar, Carla Maris Machado
Vannucchi, Camila Infantosi
Título em português
Efeito dos leucócitos do colostro materno na resposta imune de bezerros recém-nascidos
Palavras-chave em português
Bovinos
Células mononucleares
Imunidade passiva
Neonatos
Resumo em português
Esta pesquisa avaliou o efeito da transferência passiva dos leucócitos do colostro na imunidade específica de bezerras recém-nascidas. Foram acompanhadas 20 bezerras Holandesas durante o período neonatal, distribuídas em dois grupos experimentais: grupo COL+ recebeu colostro fresco (4L) proveniente de suas respectivas mães; e grupo COL- recebeu colostro congelado e acelular (4L), oriundo de vacas doadoras de colostro. As avaliações foram realizadas antes da mamada do colostro (M0), 1-2 (M1), 7 (M2), 14 (M3), 21 (M4) e 28 dias pós-nascimento (M5). As bezerras foram submetidas ao exame clínico, seguido da colheita das amostras sanguíneas para realização de hemograma, imunofenotipagem e cultivo celular. Os dois grupos foram colostrados com colostro de igual qualidade com relação à concentração de imunoglobulinas (70-120 g/L). A concentração de células do colostro fresco fornecido ao grupo COL+ foi de 1.895.849 células/mL. Não foi possível encontrar diferenças para as funções vitais em relação aos grupos experimentais. O exame específico dos sistemas revelou um caso de broncopneumonia, três de inflamação umbilical e maior frequência de escore de fezes 3 no COL-. As alterações clínicas foram refletidas no eritrograma das bezerras, sendo encontrado menor valor médio para a taxa de hemoglobina (HGB) no COL- em M3. Em relação à idade, observou-se redução gradativa dos valores médios para He (hemácias), HGB, HCT (hematócrito) e índices hematimétricos no primeiro mês de vida. A frequência de bezerras anêmicas foi maior no grupo COL- nos momentos M4 e M5. Em relação ao leucograma, observou-se diferença entre os grupos para linfócitos no M0 e M2 com valores superiores no COL-. Em relação aos momentos foi possível detectar leucocitose por neutrofilia no M0 e M1, observando-se inversão da relação neutrófilo:linfócito a partir desses momentos. Os valores de CD45+CD45RO- foram maiores em M0 no COL-, além disso, observou-se aumento da expressão do marcador de memória celular CD45RO+ do M0 ao M1 nos dois grupos experimentais. O CD3+gamma-delta- aumentou no decorrer do estudo, em contrapartida as células CD3+gamma-delta+ foram menores em M5 com relação ao M0-M3. Foi detectado também aumento dos valores de CD14+MHCII+ no primeiro mês de vida indicando maturação das células apresentadoras de antígeno. Em relação à produção de citocinas pelas células mononucleares sanguíneas, foi possível identificar maior concentração de IFN-gamma em M4, quando as células do COL- foram estimuladas com S. aureus (1 mononuclear:10 bactérias inativadas). A concentração de IL-17 detectada a partir das células do COL+ foi maior em M3, quando as células foram estimuladas com ConA. Com base nos resultados obtidos, pode-se concluir que: a) bezerras COL- apresentaram maior frequência e intensidade de doenças que evoluíram para anemia da inflamação; b) bezerras COL- apresentaram maior número absoluto de linfócitos, representadas especialmente pela subpopulação CD3+gamma-delta+ nos episódios de maior frequência de diarreias; c) Linfócitos de memória CD45RO+ aumentaram após a colostragem em ambos os grupos, sugerindo que outros componentes acelulares do colostro podem apresentar papel fundamental no desenvolvimento da resposta imunológica de bezerras recém-nascidas; d) a subpopulação CD3+gamma-delta- e as células CD14+MHCII- e CD14+MHCII+ aumentaram durante o primeiro mês de vida, indicando maturação imunológica; e) as células mononucleares das bezerras não responderam ao Herpesvírus Bovino tipo 1, porém responderam aos estímulos bacterianos, especialmente para a Escherichia coli; a interpretação do leucograma em conjunto com a análise das variações apresentadas para as citocinas inflamatórias IFN-gamma e IL-17 permitem afirmar que as bezerras apresentaram resposta inflamatória retardada e de menor magnitude no COL-.
Título em inglês
Effect of maternal colostrum leukocytes in immune response of newborn calves.
Palavras-chave em inglês
Bovines
Mononuclear Cells
Neonates
Passive immunity
Resumo em inglês
This study evaluated the effect of leukocytes passive transference from bovine colostrum in specific immunity of newborn calves. During neonatal period, 20 Holstein calves were followed. Animals were distributed in two experimental groups: COL+ which received fresh colostrum (4L) from their mothers, and COL- which received frozen and acellular colostrum (4L) that came from donor cows. The evaluations were performed in the following moments: before colostrum intake (M0), 1-2 (M1), 7 (M2), 14 (M3), 21 (M4) and 28 days after birth (M5). Heifers were submitted to clinical examination. Then, blood samples were harvested for hemogram, immunophenotyping and cell culture. Both groups were fed with the same quality of colostrum (immunoglobulin concentration 70-120 g/L). The cell concentration of fresh colostrum that was provided to COL+ group was 1.895.849 cells/mL. It was not possible to detect differences in vital functions concerning the experimental groups. The system specific examination reveled one case of bronchopneumonia, three cases of umbilical inflammation and major rates of diarrhea score 3 in group COL-. Clinical alterations were reflected in calves erythrogram. It was found lower mean value for hemoglobin (HGB) in M3 for COL-. Regarding age, a gradual reduction in mean values for erythrocytes, HGB, HCT (hematocrit) and hematimetric rates were observed in the first month of life. The frequency of anemic heifers was higher in COL- group at moments M4 and M5. Regarding leukogram, it was observed difference between groups for lymphocytes in M0 and M2 with higher values in COL-. Concerning moments, it was possible to detect leukocytosis by neutrophilia from M0 up to M1 and inversion of neutrophil:lymphocyte relation from this moment. Values of CD45+CD45RO- was higher in M0 for COL-, furthermore, increase of cellular memory marker expression CD45RO+ was observed from M0 to M1 in both groups. The CD3+gamma-delta- increased during the study. On the other hand, CD3+gamma-delta+ were lower in M5 in relation to M0-M3. Increase of CD14+MHCII+ values were also detected in the first month of life, indicating maturation of antigen presenting cells. Regarding cytokine production by mononuclear cells of heifers blood, it was possible to identify higher concentration of IFN-gamma in M4 when cells of COL- were stimulated with S. aureus (1 mononuclear: 10 inactivated bacteria). The concentration of IL-17 detected from COL+ cells was higher in M3, when cells were stimulated with ConA. Based on these results, it can be concluded that: a) COL- heifers presented higher frequency and intensity of diseases that evolved to anemia of inflammation; b) COL- heifers presented higher lymphocyte absolute number, represented specially by CD3+gamma-delta+ subsets in episodes of higher frequency of diarrhea; c) memory lymphocytes CD45RO+ increased after colostrum intake in both groups, suggesting that other acellular colostrum components can present fundamental role in development of immunological response in newborn heifers; d) the subset of CD3+gamma-delta- and the cells CD14+MHCII- and CD14+MHCII+ increased during the first month of life, indicating immunological maturation; e) heifers mononuclear cells did not respond for herpes virus bovine type 1, however, responded for bacterial stimulus, specially Escherichia coli. The interpretation of leukogram with the variation of presented analyses for inflammatory cytokines IFN-gamma and IL-17, allow to state that heifers presented delayed inflammatory response and of lesser magnitude in COL-.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-09-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.