• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2018.tde-17082018-160304
Documento
Autor
Nome completo
Débora Dias de Carvalho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Sucupira, Maria Claudia Araripe (Presidente)
Araujo, Carolina Akiko Sato Cabral de
Viana, Rinaldo Batista
Título em português
Sensibilidade à insulina e metabolismo oxidativo em cordeiros provenientes de ovelhas suplementadas com vitamina E no período pré-parto
Palavras-chave em português
Alfa-tocoferol
Colesterol
Perfil metabólico
RQUICKI
TTG
Resumo em português
O objetivo deste trabalho foi estudar os efeitos da administração parenteral de vitamina E no desempenho produtivo e na sensibilidade à insulina de cordeiros nascidos de ovelhas suplementadas ou não com vitamina E no 108º dia de gestação. Foram utilizados 28 cordeiros em delineamento de blocos casualizados, considerando o sexo dos cordeiros e tipo de gestação, se única ou gemelar; com planejamento fatorial 2X2, em que foram considerados cordeiros de ovelhas que receberam ou não vitamina E e cordeiros que receberam ou não vitamina E na dosagem de 60 UI/kg PV até 24 horas após o nascimento, distribuindo em quatro grupos: EE: Cordeiros e ovelhas que receberam vitamina E; EC: Cordeiros que receberam veículo oleoso (controle) nascidos de ovelhas que receberam vitamina E; CC: Cordeiros e ovelhas que receberam veículo oleoso; CE: Cordeiros que receberam vitamina E nascidos de ovelhas que receberam veículo oleoso. Para detecção da sensibilidade à insulina, aos 28 dias de vida (T1) os cordeiros foram submetidos ao teste de tolerância à glicose (TTG). Foram determinados aos dois (T0) e aos 28 (T1) dias de vida as atividades de CK, AST, GGT, SOD, GSH-Px; o status antioxidante total (TAS); a habilidade de redução do ferro plasmático (HRFP), as substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARs); as concentrações de ácido úrico, glicose, ácidos graxos não esterificados (AGNE), betahidroxibutirato (BHB), triglicerídeos, colesterol, cálcio total, cálcio ionizável, proteína total, albumina, ureia, creatinina e a concentração plasmática de vitamina E (alfa-tocoferol). Foram calculados os valores de RQUICKI e de RQUICKI BHB em T0 e em T1. Semanalmente foram acompanhados o peso e o escore de condição corporal dos cordeiros (ECC). Os dados foram analisados utilizando-se o pacote estatístico STATISTICAL ANALYSIS SYSTEM (SAS) e para todos os testes foi adotado o nível de significância de 5%. A administração parenteral de 60 UI/kg de vitamina E em ovelhas no 108o dia de gestação e/ou nas primeiras 24 horas de vida de cordeiros não influenciou as concentrações de cálcio total, proteína total, ureia, albumina, TAS, cortisol, insulina; as concentrações plasmáticas de glicose, colesterol, triglicérides, AGNE, HRFP; as atividades de AST, GGT, GSH-Px e SOD; e os valores de RQUICKI, peso e ECC. Foi observada diminuição da sensibilidade à insulina e concentração de alfa tocoferol no T0 para cordeiros nascidos de ovelhas suplementadas com vitamina E. A suplementação dos cordeiros melhorou o status antioxidante no T0 e a produção de BHB no T1. A suplementação com alfa tocoferol não influenciou no peso vivo e no ECC até a quarta semana de vida do cordeiro.
Título em inglês
Insulin sensitivity and oxidative metabolism in lambs born from ewes supplemented with vitamin E in the peripartum period
Palavras-chave em inglês
Alpha-tocopherol
Cholesterol
GTT
Metabolic Profile
RQUICKI
Resumo em inglês
The objective of this work was to study the effects of parenteral administration of vitamin E on the productive performance and insulin sensitivity of lambs born from ewes supplemented or not with vitamin E on the 108th day of gestation. Twenty-eight lambs received intramuscularly 60 UI/kg BW of vitamin E or oily vehicle until 24 hours after birth and were distributed according to their sex and type of pregnancy (single or twin) into four groups using a 2x2 factorial design: EE: lambs and ewes treated with vitamin E; EC: Lambs that received oily vehicle (control) born from ewe treated with vitamin E; CC: Lambs and ewe that received oily vehicle; EC: Lambs that received vitamin E born from ewe treated with the oily vehicle. At 28 days old, all lambs were submitted to the glucose tolerance test (GTT). At 28 days old, all lambs were submitted to the glucose tolerance test (GTT) to detect insulin sensitivity. The activities of CK, AST, GGT, SOD, GSH-Px; total antioxidant status (TAS); the ability to reduce plasma iron (HRFP), thiobarbituric acid reactive substances (TBARs); the concentrations of uric acid, glucose, non-esterified fatty acids (NEFA), betahydroxybutyrate (BHB), triglycerides, cholesterol, total calcium, ionizable calcium, total protein, albumin, urea, creatinine and plasma concentration of vitamin E (alpha-tocopherol) were determined at 2 (T0) and at 28 (T1) days of life. The RQUICKI and RQUICKI BHB values were calculated in T0 and T1. The body condition score (BCS) and the live weight were measured every week. The data were analyzed using the statistical package STATISTICAL ANALYSIS SYSTEM (SAS) and for all the tests was adopted the level of significance of 5%. Parenteral administration of 60 IU / kg vitamin E in sheep on the 108th day of gestation and / or during the first 24 hours of lamb life did not influence the concentrations of total calcium, total protein, urea, albumin, TAS, cortisol, insulin; plasma concentrations of glucose, cholesterol, triglycerides, NEFA, FRAP; the activities of AST, GGT, GSH-Px and SOD; and the RQUICKI, weight and BSC values. There was only effect related to the age of the lambs for these variables. Decreased insulin sensitivity and increased alpha tocopherol concentration was observed in T0 for lambs born from ewe supplemented with vitamin E. The supplementation of the lambs improved the antioxidant status in T0 and the BHB production in T1. Alfa Tocopherol supplementation did not influence the live weight and BSC until the fourth week of life of the lambs.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-10-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.