• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2005.tde-09042008-131819
Documento
Autor
Nome completo
Andre Luis Fernandes dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Larsson, Maria Helena Matiko Akao (Presidente)
Camacho, Aparecido Antonio
Lucas, Silvia Regina Ricci
Título em português
Dosagem sérica da enzima creatinafosfoquinase-isoenzima MB (CK-MB) e de troponina I (cTnI) de cães eletrocardiograficamente normais e naqueles com desníveis (infra e supra) do segmento ST, utilizando ensaio imunométrico por quimioluminescência
Palavras-chave em português
Cães
CK-MB
Creatinafosfoquinase
Segmento ST
Troponina I
Resumo em português
Ao contrário do homem, as cardiopatias de natureza hipóxica/isquêmica são pouco relatadas nos cães. Raros são os relatos de infarto agudo do miocárdio (IAM) nesses espécimes; entretanto, existem achados eletrocardiográficos que indicam hipóxia/isquemia miocárdica, como os desníveis (infra e supra) do segmento ST. Com o intuito de constatar algum dano nas células do miocárdio em condições de má perfusão, utilizaram-se 38 cães, dos quais 20 com traçados eletrocardiográficos normais e 18 com desníveis (infra e supra) do segmento ST, na derivação DII, velocidade de 50 mm/s e sensibilidade N. Nos animais normais (grupo 1), a dosagem sérica da enzima creatinafosfoquinase isoenzima MB (CK-MB) e da troponina I (cTnI) destinou-se à obtenção dos valores de referência (em ng/mL). Estes valores de referência foram confrontados com os obtidos de cães portadores de desnível (grupo 2), permitindo confirmar ou não a injúria miocárdica. Em relação à CK-MB, os cães do grupo 1 apresentaram média de 0,54 ng/mL e desvio-padrão de 0,89 ng/mL e os do grupo 2 apresentaram média de 0,44 ng/mL e desvio-padrão de 1,106 ng/mL. A média e o desvio-padrão foram, respectivamente, de 0,16 ng/mL e 0,110 ng/mL e de 0,20 ng/mL e 0,111 ng/mL, nos grupos 1 e 2. Houve 18 valores nulos de CK-MB, igualmente distribuídos entre ambos os grupos. O grupo 1 apresentou três valores nulos para cTnI. Houve diferença marcante em relação à idade, sendo o grupo 1 constituído por animais, preponderantemente, abaixo de 7 anos; o contrário ocorreu no grupo 2. São significativas, ao nível de significância de 5%, as associações da variável CK-MB com as variáveis idade, massa e CK-T (creatinafosfoquinase total) no grupo 1, e com a variável CK-T no grupo 2. A variável cTnI não apresentou evidências de associação, ao nível de significância de 5% , com as variáveis idade, massa, CK-T e nível sérico de potássio, para cada um dos níveis da variável grupo. Tanto para a variável CK-MB quanto para a cTnI, não houve diferenças significativas, ao nível de 5%, entre os grupos 1 e 2. Conclui-se que é possível a utilização do "kit" de ensaio imunométrico quimioluminescente humano para a espécie canina e que a hipóxia/isquemia, revelada pelo desnível do segmento ST, não acarreta dano miocárdico, ou que este é mínimo.
Título em inglês
Serum determination of creatinephosphokinase-isoenzyme MB (CK-MB) enzyme and of troponin I (cTnI) in electrocardiographic normal dogs and in those with ST deviation (elevation or depression) by a chemiluminescent immunometric assay
Palavras-chave em inglês
CK-MB
Creatinephosphokinase
Dogs
ST segment
Troponin I
Resumo em inglês
Although very often in men, hypoxic and ischemic heart diseases are poorly documented in dogs. There are few reports of acute myocardial infarction (AMI) in this species. However, some electrocardiographic findings may suggest myocardium hypoxia/ischemia, like ST segment elevation or depression. In order to investigate myocardial cells injury in poor perfusion conditions, 38 dogs, being 20 with normal electrocardiogram and 18 with ST segment elevation or depression in lead II, at a paper speed of 50 mm/sec and N sensibility (1 mV = 1cm), were included. Serum measurement of creatinephosphokinase isoenzyme MB (CK-MB) enzym and troponin I (cTnI) in normal dogs (group 1) determined reference values (in ng/ml). These values were compared to those obtained in dogs with deviation (group 2), which allowed confirmation or not of myocardial injury. CK-MB mean values obtained from dogs in groups 1 and 2 was 0,54 ng/mL (SD±0,54 ng/mL) and 0,44 ng/mL (SD±1,106), respectively. Mean cTnI values in groups 1 and 2 was 0,16 ng/mL (SD±0,110 ng/mL) and 0,20 ng/mL (SD±0,111 ng/mL) respectively. Three cTnI null values were found in group 1. There was a marked difference concerning to age, being group 1 composed, mainly, by animals ageing under 7 years, on the contrary of group 2. At a significance level of 5%, was significant the relation of CK-MB with age, mass and total creatinephosphokinase (CK-T) in group 1 and with CK-T in group 2. There is no relation, at a significance level of 5%, of cTnI with age, mass, CK-T or serum potassium concentration, for each level of group variable. Both CK-MB and cTnI variables showed no difference, at 5% level, between groups 1 and 2. In conclusion, it is possible to use the human chemiluminescent immunometric assay kit in canine species and that hypoxia/ischemia revealed by ST segment deviation does not mean significant myocardium injury.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-04-15
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • SANTOS, A.L.F. Dosagem sérica de troponina I em cães com desnível dosegmento ST utilizando quimioluminescência. Arquivos Brasileiros de Medicina Veterinária e Zootecnia, 2011, vol. 36, n. 6, p. 1330-1336. http://www.scielo.br/pdf/abmvz/v63n6/08.pdf.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.