• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Daniel Augusto Barroso Lessa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2003
Orientador
Banca examinadora
Fernandes, Wilson Roberto (Presidente)
Benesi, Fernando Jose
Gomes, Thiago Luiz de Salles
Libera, Alice Maria Melville Paiva Della
Saraiva, Elvira Maria Breier
Título em português
Doença Inflamatória das Vias Aéreas (DIVA) em eqüinos de policiamento na Cidade do Rio de Janeiro, RJ: estudo clínico e da atividade macrofágica alveolar
Palavras-chave em português
eqüinos
fagocitose
lavado broncoalveolar
macrófagos alveolares
Resumo em português
Objetivou-se caracterizar clinicamente a Doença Inflamatória de Vias Aéreas (DIVA) assim como verificar o comportamento da atividade dos macrófagos alveolares destes animais. Utilizaram-se 17 eqüinos adultos machos e fêmeas, com idade variando entre 11 e 24 anos, sendo oito do Regimento Escola de Cavalaria Andrade Neves (grupo Controle) e nove da Polícia Militar do Rio de Janeiro (grupo Doente, com DIVA). Estes animais não apresentavam história pregressa recente (dois meses) compatível com doença respiratória, nesse período não foram submetidos a nenhum tipo de tratamento e apresentavam resultados de leucogramas e determinações de fibrinogênio plasmático dentro da normalidade. Realizaram-se exames físicos, endoscópicos, mensurações da diferença de pressão intrapleural máxima (Ventigrafia), e citologia broncoalveolar. Para o grupo Controle os animais foram selecionados levando-se em conta os resultados de normalidade nos exames executados. O grupo Doente foi selecionado considerando-se achados de anormalidade compatíveis com alterações inflamatórias pulmonares no mínimo em dois exames, sendo obrigatórios os exames endoscópicos e de citologia broncoalveolar. Para a avaliação da atividade macrofágica, macrófagos alveolares obtidos através de lavagem broncoalveolar foram cultivados a 37ºC em atmosfera de 7% CO2, aderidos em lamínulas de vidro estéril, de 13 mm de diâmetro em placas de 24 poços contendo 300 µL de RPMI 1640 enriquecido com 10% de Soro Fetal Bovino inativado pelo calor. Realizaram-se testes de fagocitose de Zymosan (por uma hora) e de interação com Promastigotas de Leishmania braziliensis cepa 3456 (por uma até 48 horas pós infecção). A análise das funções vitais e das mensurações da diferença de pressão intrapleural máxima revelou, ainda que dentro de valores fisiológicos, diferenças significativas apenas para a temperatura corpórea e freqüência cardíaca. Para os achados do exame do exame físico, não foi detectada diferença estatística entre os grupos. Com relação ao lavado broncoalveolar, o grupo Doente apresentou aumento na contagem celular total, moderado aumento na porcentagem de neutrófilos, discreta redução na porcentagem de macrófagos, porém com aumento no número de macrófagos espumosos e de células epiteliais além de discreto aumento na porcentagem de eosinófilos. Não observou-se diferença, entre os grupos, na capacidade fagocítica com relação ao Zymosan. Porém, uma diferença significativa na capacidade fagocítica após uma hora de interação e redução do índice de sobrevivência de L. braziliensis após 48 horas de cultivo no grupo Doente foi observada. Os resultados demonstraram que a DIVA nos animais de policiamento apresentou caráter assintomático e que os macrófagos alveolares provenientes destes animais, quando comparados aos do grupo Controle, não apresentaram alteração em sua capacidade fagocítica para Zymosan, mas sim para L. braziliensis e um maior estado de ativação, caracterizado pela maior redução no índice de sobrevivência deste parasita após 48 horas de cultivo.
Título em inglês
Inflammatory airway disease (IAD) in equines of the Police of Rio de Janeiro City, RJ: clinical and alveolar macrophagic activity evaluation
Palavras-chave em inglês
alveolar macrophages
bronchoalveolar lavage
equines
phagocytosis
Resumo em inglês
The objectives were to characterize clinically the inflammatory airway disease (IAD), as well as to verify the behavior of the alveolar macrophages activity in the horses. Seventeen adult horses, from both sexes, from 11 to 24 years old, were used, eight from the Regimento Escola de Cavalaria Andrade Neves (Control group) and nine from the Polícia Militar do Rio de Janeiro (Diseased group, with IAD). These animals did not present recente previous history (two months) compatible with respiratory disease. In this period the horses did not undergo any kind of treatment and presented leucogram and plasmatic fibrinogen determination results under normality. Physical and endoscopic examination, measurement of the maximal intrapleural pressure (Ventigraphy) and bronchoalveolar cytology were done. For the Control group, the animals were selected considering the normal results of the exams. The Diseased group was selected considering abnormal findings compatible with inflammatory pulmonary alterations at least in two exams, obligatory the endoscopic examination and bronchoalveolar cytology. To evaluate the macrophagic activity, alveolar macrophages obtained through bronchoalveolar lavage were cultured under 37oC in a 7% CO2 atmosphere, adhered to 13 mm diameter sterile glass cover slips , in 24 wells polystyrene plates containing 300µL of RPMI 1640 enriched with 10% Foetal Calf Serum inactivated by heat. Assays for phagocytosis of Zymosan (for 1h) and for promastigotes of Leishmania braziliensis strain 3456 binding (for one until 48 hours post-infection) were done. The vital functions and the measurement of the maximal intrapleural pressure measurement analyses showed, even under physiological values, significant differences for body temperature and heart rate. There was not statistical difference between the groups for the physical examination findings. In relation to the bronchoalveolar lavage, the Diseased group presented an increase in total cell count, a moderate increase in neutrophil percentage, a discrete reduction in macrophage percentage, but with a higher number of foamy macrophages and epithelial cells, and also a discrete increase of eosinophil percentage. It was not observed any difference between groups in the phagocytic capability in relation to Zymosan. However, a significant difference in the phagocytic capability after one hour interaction and a reduction of the survival index of L. braziliensis after 48 hours of culture in the Diseased group was observed. The results demonstrated that IAD in the police horses presented an asymptomatic characterization and that the alveolar macrophages from these horses, when compared to the Control group, did not present alteration in their phagocytic capacity for Zymosan, but did for L. braziliensis, and a greater activation status, characterized by a greater reduction of the survival index of L. braziliensis after 48 hours of culture.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
daniellessa.pdf (1.27 Mbytes)
Data de Publicação
2004-06-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.