• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2011.tde-29082012-160647
Documento
Autor
Nome completo
Sabrina Funari
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2011
Orientador
Banca examinadora
Gobesso, Alexandre Augusto de Oliveira (Presidente)
Albuquerque, Ricardo de
Etchichury, Mariano
Título em português
Avaliação da suplementação com dimetilglicina sobre o desempenho atlético de cavalos de enduro
Palavras-chave em português
Creatina
Equino
Exercício
Lactato
Resumo em português
O exercício de enduro é caracterizado por um esforço aeróbico prolongado, de intensidade variável em que o cavalo é submetido a um trabalho permanente o qual exige dos sistemas orgânicos a manutenção da homeostasia. A habilidade dos músculos em gerar energia rapidamente via produção de lactato, é essencial para o desempenho em exercícios de elevada intensidade. Entretanto, a produção de lactato pode também suprimir muitos dos processos vitais necessários pra sustentar a atividade muscular. A associação de lactato com a fadiga muscular tem levado à busca de suplementos alimentares que reduzem o acúmulo de lactato. N,N-Dimetilglicina (DMG), um intermediário do metabolismo da colina, é um suplemento atualmente comercializado, porém não há dados consistentes na literatura sobre sua eficácia para equinos atletas. Objetivando avaliar o efeito da DMG, utilizou-se 12 animais em treinamento para provas de enduro, dos quais seis receberam suplementação oral; utilizou-se delineamento inteiramente casualizado, com medidas repetidas no tempo. Foram coletadas amostras de sangue em sete tempos diferentes, a cada 15 dias; dessas amostras obteve-se valores das enzimas creatina quinase e aspartato aminotransferase e também valores de glicose e lactato, além de medições de freqüência cardíaca e respiratória. Após 30 dias da última amostragem, realizaram-se coletas de sangue em intervalos curtos de tempo, após exercício, a fim de se realizar uma curva de lactato, e também comparar dados analisados em laboratório com analisados via lactímetro. Dos dados analisados, houve interação entre tempo e aumento da enzima creatina quinase, o que pode ser justificado pelo aumento da demanda muscular durante exercício físico constante. A enzima aspartato aminotransferase diminuiu com o passar do tempo, em ambos os grupos, porém oscilou dentro da normalidade, o que pode caracterizar baixa permeabilidade da membrana celular, comum em animais condicionados. A alteração da glicose foi a mesma ao longo do tempo para ambos os grupos. As médias de lactato não diferiram no grupo suplementado, mas sua variação dentro do grupo não suplementado sugere que a suplementação com DMG pode influenciar na manutenção da integridade muscular. Em comparação entre as formas de dosagem do lactato plasmático, pode-se concluir que o lactímetro é uma ferramenta eficaz na obtenção de dados a campo, pois suas médias não diferiram das médias de lactato obtidas através de análise laboratorial. A suplementação oral com dimetilglicina não influenciou o desempenho atlético de cavalos em treinamento para enduro equestre.
Título em inglês
Evaluation of dimethylglycine supplementation on athletic performance in endurance horses
Palavras-chave em inglês
Creatine
Equine
Exercise
Lactate
Resumo em inglês
The exercise endurance is characterized by a prolonged aerobic work, of varying intensity in which the horse is subjected to a permanent job which requires organ systems maintain homeostasis. The ability of muscles to generate energy quickly via production of lactate is essential for the performance of high intensity exercise. However, the production of lactate may also suppress many of the vital processes necessary to sustain muscle activity. The combination of lactate in muscle fatigue has led to the search for dietary supplements that reduce the accumulation of lactate. N, N-dimethylglycine (DMG), an intermediate in the metabolism of choline, is a supplement currently marketed, but there is no consistent data in the literature on its effectiveness for equine athletes. In order to evaluate the effect of DMG, we used 12 animals in training for endurance events, of which six received oral supplementation, we used a completely randomized design with repeated measures on time. Blood samples were collected in seven different times, every 15 days, these samples gave values of the enzymes creatine kinase and aspartate aminotransferase values as well as glucose and lactate, and easurements of heart rate and breathing. After 30 days the last sampling, there were blood samples at short intervals of time after exercise in order to perform a lactate curve, and also compare data analyzed in laboratory and analyzed via lactimeter. Of the data analyzed, there was interaction between time and increased the enzyme creatine kinase, which can be explained by increased demand constant muscle during exercise. The enzyme aspartate aminotransferase decreased over time in both groups, but varied within the normal range, which can characterize low permeability of the cell membrane, which is common in animals conditioned. The change in glucose was the same over time for both groups. The mean lactate did not differ in the supplemented group, but the variation in the unsupplemented group suggests that supplementation with DMG can influence the maintenance of muscle integrity. In comparison dosage forms of lactate, it can be concluded that the lactimeter is an effective tool for getting data into the field, because their means did not differ from average lactate obtained through laboratory analysis. Oral supplementation with dimethylglicine did not influence athletic performance of horses in training for endurance riding.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
SABRINA_FUNARI.pdf (3.33 Mbytes)
Data de Publicação
2012-09-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.