• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Guilherme Gomes da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2017
Orientador
Banca examinadora
Rennó, Francisco Palma (Presidente)
Gandra, Jefferson Rodrigues
Verdurico, Lenita Camargo
Título em português
Utilização de óleos funcionais associado à enzima amilolítica na alimentação de vacas em lactação
Palavras-chave em português
Amilase
Eficiência Produtiva
Ionóforo
Óleos Funcionais
Resumo em português
Foram realizados dois experimentos para comparar os efeitos da Monensina (MON, DSM Nutritional Products Ltd.), uma mistura de óleos funcionais (OF; Crina® Ruminants, DSM Nutritional Products Ltd.) isoladamente ou associado com enzima amilolítica (OFA; Crina- Ronozyme Rumistar™) em dietas de vacas em lactação. No experimento 1, oito vacas holandesas multíparas (576 ± 100 Kg peso corporal, e 146,5 ± 35,1 dias em lactação e 35.1 ± 4,0 kg/d de produção de leite no início do experimento) canuladas no rúmen foram distribuídas em quadrado latino replicado com períodos experimentais de 21 dias para determinar os efeitos da MON, OF e OFA sobre a digestibilidade dos nutrientes, fermentação ruminal, síntese de proteína microbiana, metabolitos sanguíneos, produção e composição do leite, utilização de energia e nitrogênio de vacas em lactação. Os tratamentos nos experimentos foram: controle (CON), sem aditivo; monensina (MON), adição de 13mg/Kg MS de monensina; óleos funcionais (OF), fornecimento de 44 mg Crina/Kg MS e óleos funcionais associado a enzima amilolítica (OFA), adição de 44 mg Crina/Kg e 330 KNU de enzima com atividade amilolítica por Kg de MS. Os dados foram analisados através de contrastes ortogonais para avaliar o efeito de aditivos (C1), comparar ionóforo com óleos funcionais (C2) e óleos funcionais isolados ou combinados com enzima amilolítica (C3). Embora não tenha sido encontrado efeito sobre a ingestão de nutrientes, os aditivos tenderam a aumentar (P=0,058) a digestibilidade da proteína bruta. No entanto, MON tendeu a aumentar (P=0,085) a digestibilidade da fibra em detergente neutro em comparação a OF e OFA. Os aditivos diminuíram (P=0,026) a concentração de nitrogênio amoniacal (NH3-N) no rúmen, notadamente a MON e OFA. Os tratamentos contendo OF apresentaram menor pH (P=0,017) e maior NH3-N no rúmen (P=0,004). Não foram encontradas diferenças na produção e composição do leite, mas o fornecimento de aditivos melhorou a eficiência produtiva (P= 0,004). No experimento 2, trinta vacas multíparas da raça holandesa (574±68 Kg peso corporal, 30.9±4,1 Kg/dia de produção de leite e 152,2 ± 54,1 dias em lactação no início do experimento) foram distribuídas em um delineamento em blocos ao acaso em três tratamentos: MON, OF e OFA, previamente descrito no experimento 1. Os tratamentos foram proporcionados ao longo de 9 semanas. Contrates ortogonais foram utilizados para comparar MON com óleos funcionais isolados ou com amilase. Não foram observadas diferenças na ingestão de nutrientes e digestibilidade quando comparado MON com os tratamentos com OF. No entanto, tratamentos contendo óleos funcionais tendem a aumentar (P=0,062) a ingestão de MS das vacas. Não foi observado efeito de interação tempo tratamento. Os tratamentos contendo óleos funcionais apresentaram menor teor de lactose e proteína no leite (P≤0.039) em comparação a MON. Concluindo, todos os aditivos tiveram pequeno efeito sobre a digestibilidade e ingestão de nutrientes, sem alterar a produção de leite das vacas. Contudo, os aditivos diminuíram a concentração de amônia ruminal, em especial a MON. Não foi encontrado efeito sinérgico quando se combinou óleos funcionais com enzima amilolítica.
Título em inglês
Use of functional oils associated with the amylolytic enzyme in feeding lactating cows
Palavras-chave em inglês
Amylase
Functional Oils
Ionophore
Productive Efficiency
Resumo em inglês
Two experiments were carried out to compare the effects of monensin (MON, DSM Nutritional Products Ltd.,), a blend of functional oils (FO; Crina® Ruminants, DSM Nutritional Products Ltd.) alone or associated with amylolytic enzyme (FOA; Crina- Ronozyme Rumistar™) in a dairy cow diet. In experiment 1, eight multiparous Holstein cows (576±100 kg LW, 146±35 DIM, and 35.1±4.0 kg/d milk yield at the start of experiment, cannulated in the rumen were assigned into a replicated Latin square experiment design with 21-d periods in order to determine the effects of MON, FO or FOA on nutrient digestibility, ruminal fermentation, microbial protein synthesis, blood metabolites, milk yield and composition, energy and nitrogen utilization of dairy cows. Treatments in experiments were: control (CON), with no additive; MON, addition of 13 mg monensin/kg diet DM; FO, provision of 44 mg Crina/kg diet DM and FOA, addition of 44 mg Crina and 330 KNU of enzyme with amylolytic activity per kg diet DM. Data were analyzed through orthogonal contrasts to evaluate the effect of additives (C1), compare ionophore with functional oils (C2), and contrast functional oils alone or with amylolytic enzyme (C3). Although no effects were found on nutrient intake, additives tended to increase (P=0.058) crude protein digestibility. Yet, MON tended to increase (P=0.085) neutral detergent fiber digestibility in comparison with FO and FOA. Additives decreased (P=0.026) ammonia nitrogen concentration (NH3-N) in rumen, notably due to MON and FOA. Treatments containing FO showed lower (P=0.017) pH and higher (P=0.004) NH3-N in rumen. No differences were found on milk yield and composition, but the provision of additives improved (P=0.04) productive efficiency (kg milk ÷ kg DM intake) of cows. In experiment 2, thirty multiparous Holstein cows (574±68 kg LW, 152,2±54,1 DIM and 30.9±4.1 kg/d milk yield at the start of experiment) were assigned to a randomized block design experiment and distributed to three treatments: MON, FO or FOA, as previously described in Experiment 1. Treatments were provided throughout 9 weeks. Orthogonal contrasts were also used to compare MON with functional oils (C1) and essential oils alone or with amylase(C2). No differences were detected on nutrient intake and digestibility when comparing MON with FO-treatments. However, treatments containing functional oils tended to increase (P=0,062) DM intake of cows. No treatment by time interaction effect was observed. Treatments containing functional oils had lower (P≤0.039) lactose and protein content in milk than MON. In conclusion, all additives had small effect on nutrient intake and digestibility, without altering milk production of cows. Nonetheless, feed additives decreased ammonia concentration in rumen notably because of MON. No synergetic effect was found when combining FO with amylolytic enzyme.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-12-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.