• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2007.tde-17012008-162818
Documento
Autor
Nome completo
Alessandra Soares
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2007
Orientador
Banca examinadora
Gobesso, Alexandre Augusto de Oliveira (Presidente)
Albuquerque, Ricardo de
Gomes, Thiago Luiz de Salles
Título em português
Minerais orgânicos na alimentação de potros
Palavras-chave em português
Biopsia óssea
Cavalos
Densitometria óssea
Minerias
Quelatos
Resumo em português
O objetivo do trabalho foi avaliar o uso de minerais orgânicos na alimentação de potros, avaliando a deposição óssea de Cálcio e Fósforo, através de biopsia e densitometria óssea, além das medidas de crescimento, de altura da cernelha e da garupa, perímetro torácico, joelho, canela e ganho de peso. Foram utilizados dez potros com idade entre 10 e 13 meses e peso aproximado de 221 kg, distribuídos aleatoriamente em dois tratamentos: dieta formulada com minerais orgânicos e dieta formulada com minerais inorgânicos, com cinco repetições por tratamento. A dieta foi composta de 40% de volumoso, feno de gramínea e 60% de concentrado, a qual foi adicionada 3% da mistura mineral orgânico ou inorgânico. Não foi observada diferença entre os tratamentos em relação ao consumo da deita, medidas de crescimento, e deposição óssea de cálcio e fósforo. No entanto, a deposição óssea dos animais do tratamento orgânico foram maiores quando comparada com as médias do tratamento inorgânico. Entretanto para a variável densitometria, a deposição óssea dos potros alimentados com fonte orgânica foi maior aos 90 dias, quando comparado com todos os animais do tratamento com fonte inorgânica. Os animais do tratamento orgânico apresentaram melhor ganho de peso médio e diário em relação aos animais que receberam mineral inorgânico.
Título em inglês
Organic mineral in diet of foals
Palavras-chave em inglês
Bone biopsy
Bone densitometry
Chelated
Horses
Mineral
Resumo em inglês
The aim of this study was to evaluate the effects of mineral organic in the diet of foals, evaluating the bone mineral deposit of calcium and phosphorus, throughout biopsy and bone mineral density, measures of growing was also did measuring height withers and croup, thoracic circumference, knee, cannon and weight gain. Ten foals which approximated 10 and 13 months and almost 221 Kg weight each one were spread randomly into two treatments: diet with organic mineral and diet with inorganic mineral both with five repetitions for treatments. The diet were composed by 40% of roughage and 60% for concentrate, with was addition 3% of mixed mineral organic or inorganic. It was not detected any for consumption of diet, either for measures of growing and bone mineral concentration of calcium and phosphorus. Nevertheless, the average bone mineral concentration for organic treatment was better than mineral inorganic supplementation. However, the concentration in bone mineral was greater for organic treatment which was better for bone mineral density and weight. The bone deposition was better in 90 days of treatment. Therefore, the diet with organic mineral for foals probably better for bone mineral density and weight gain.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Alessandra_Soares.pdf (1.44 Mbytes)
Data de Publicação
2008-03-07
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • CAZES, Ricardo Luiz, et al. Efeito da suplementação com minerais orgânicos sobre o desenvolvimento ósseo e o crescimento de potros. In II Simpósio de Pós Graduação da Faculdade de Medicina Veterinária e zootecnia da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Anais do II Simpósio de Pós Graduação da FMVZ/USP., 2006. Resumo.
  • PREZOTTO, Lígia Dias, GOBESSO, A. A. O., e SOARES, Alessandra. Efeito da suplementação com minerais orgânicos sob a deposição óssea em potros. In 15 Simpósio Internacional de Inicicação Científica, Pirassununga, 2007. Anais do 15 Siímpósio internacional de Iniciação Científica USP., 2007. Resumo. Dispon?vel em: http://www.usp.br/siicusp.
  • PREZOTTO, Lígia Dias, GOBESSO, A. A. O., e SOARES, Alessandra. Efeito da suplementação com minerais orgânicos sobre a densitometria óssea em potros. In 15 Simpósio Internacional de Iniciação Científica, Pirassununga, 2007. Anais do 15 Simpósio Internacional de Iniciação Científica USP., 2007. Resumo. Dispon?vel em: http://www.usp.br/siicusp.
  • SOARES, Alessandra, et al. EFECTO DE LA SUPLEMENTACION CON MINERALES ORGANICOS SOBRE LA DENSIMETRIA OSEA EN POTRILLOS. In XXIX Congreso Anual AMMVEE 2007 "MVZ Carlos Guzmàn Clark", Veracruz/MX, 2007. Anais do XXIX Congreso Anual AMMVEE 2007 "MVZ Carlos Guzmàn Clark"., 2007. Resumo. Disponible en Internet: http://xxx.ammvee.mx.
  • SOARES, Alessandra, et al. Efeito da suplementação com minerais orgânicos sobre o desenvolvimento ósseo e crescimento de potros. In II Simpósio de Pós Graduação da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, São Paulo/SP, 2006. Anais do II Simpósio de Pós Graduação da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo., 2006. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.