• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2019.tde-12112018-142633
Documento
Autor
Nome completo
Cristian Hernando Martinez Garcia
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2018
Orientador
Banca examinadora
Andrade, André Furugen Cesar de (Presidente)
Fantinato Neto, Paulo
Ruiz, Urbano dos Santos
Título em português
Adição de ractopamina à nutrição de fêmeas suínas gestantes: quais os impactos sobre o neonato?
Palavras-chave em português
Fibra muscular
Gestação
Progênie
Ractopamina
Suínos
Resumo em português
A ractopamina (Rac) tem sido utilizada durante a gestação de fêmeas suínas gestantes, com objetivo de melhorar o aporte nutricional ao feto, sendo considerada como repartidor de nutrientes, promovendo a lipólise e a retenção de nitrogênio, e a síntese proteica. O aumento no fluxo de nutrientes pode apresentar impactos positivos na condição corporal da fêmea gestante e o desenvolvimento do feto. O presente trabalho avaliou os efeitos da inclusão de 10 e 20 mg/kg de ractopamina na ração de fêmeas suínas gestantes, entre os dias 25 a 50 da gestação, sobre o desempenho produtivo, reprodutivo, parâmetros fisiológicos, hemograma e bioquímica sanguínea das fêmeas e sobre a vitalidade, hemograma, bioquímica sanguínea, número de fibras musculares no músculo semitendinosus e estado metabólico dos leitões. Foram utilizadas 41 fêmeas de linhagem comercial híbrida, DB 90 (DB-Genética Suína, Patos de Minas, MG), divididas de acordo com a ordem de parto em 3 tratamentos: Controle: sem ractopamina; Rac10: 10 mg/kg de ractopamina; Rac20: 20 mg/kg de ractopamina. O tratamento foi administrado diariamente via top dressed durante os 25 a 50 dias de gestação. As avaliações e as coletas de amostras foram realizadas nos 25, 37, 50, 107 dias de gestação e nos 1, 7, 14 e 21 dias da lactação. Para a avaliação da vitalidade foi utilizado o teste de pontuação Apgar modificado por Motta-Rojas (2005). A suplementação de ractopamina durante a gestação não influenciou o desempenho reprodutivo das fêmeas, dos leitões até o desmame e no número de fibras musculares no músculo semitendinosus ao nascimento. Houve um aumento na frequência cardíaca e de leitões com vitalidade baixa nas fêmeas suplementadas com Rac. Houve alterações no hemograma, bioquímica sanguínea das fêmeas, mas não nos leitões. Os resultados obtidos a partir das análises do hemograma e bioquímica sanguínea indicam ação da ractopamina sobre o metabolismo lipídico e proteico das fêmeas sem reflexos importantes nos valores observados nos leitões. O presente trabalho concluiu que a suplementação de Rac durante os 25 a 50 dias da gestação não influencia negativamente no metabolismo das fêmeas e sua progênie até o desmame. Por outro lado, a suplementação de Rac aumenta a frequência cardíaca sem aumento de frequência respiratória e temperatura retal das fêmeas, no entanto, pode ser considerado ainda dentro dos parâmetros fisiológicos normais durante a gestação. O aumento no número de leitões de vitalidade baixa 10 pode estar relacionado a um aumento numérico do peso ao nascimento dos leitões. Contudo, a suplementação de Rac durante os 25 50 dias da gestação não influencia negativamente no desempenho produtivo das fêmeas e sua progênie até o desmame.
Título em inglês
Ractopamine addition to the nutrition of pregnant sows: What are the impacts on the neonate?
Palavras-chave em inglês
Gestation
Muscle fiber
Pigs
Progeny
Ractopamine
Resumo em inglês
The ractopamine (Rac) has been used in pregnant sows, aiming to improve the nutritional contribution to the fetus, being considered as nutrient delivery, promoting lipolysis and retention of nitrogen and protein synthesis. Increased nutrient flow may have positive impacts on the body condition of sows and fetal development. The present study evaluated the effects of the inclusion of 10 and 20 mg / kg of ractopamine in the diet sows from 25 to 50 days of pregnancy. Assessing possible effects on productive, reproductive performance, physiological parameters, complete blood count and blood serum biochemistry of females and on vitality, complete blood count, blood serum biochemistry, number of muscle fibers in the semitendinosus muscle and metabolic status of their piglets. Forty one sows of hybrid commercial line, DB 90 (DB-Genetics Swine, Patos de Minas, Minas Gerais),were used and divided according to the order of parity in 3 treatments: Control: No ractopamine; Rac10: 10 mg / kg ractopamine; Rac20: 20 mg / kg ractopamine. The treatment was administered daily via top dressed during the 25 to 50 days of gestation. The evaluations and sample collections were performed at 25, 37, 50, 107 days of gestation and at 1, 7, 14 and 21 days of lactation. Assessment of vitality was used the apgar score test modified by Motta-Rojas (2005). The supplementation of ractopamine during gestation did not influence the female reproductive performance, piglets performance until weaning and muscle fibers in the semitendinosus muscle at birth. There was an increase in heart rate and low vitality in females supplemented with Rac. There were alterations in the complete blood count, blood serum biochemistry of the females, but not in the piglets. The results obtained from the hemogram and blood biochemistry analysis indicate the action of ractopamine on the lipid and protein metabolism of the females without significant reflexes in the piglets values. The present study concluded that the supplementation of Rac during the 25 to 50 days of gestation does not negatively influence the metabolism of the females and their progeny until weaning. On the other hand, supplementation of Rac increases the heart rate without increasing respiratory rate and rectal temperature of the females, however, this can still be considered within the normal physiological parameters during gestation. The increase in the numbers of low-vitality piglets may be related to a numerical increase in the birth weight of the piglets. However, Rac 12 supplementation during the 25-50 days of gestation does not negatively influence the productive performance of the females and their progeny until weaning.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-01-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.