• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2006.tde-01082007-151819
Documento
Autor
Nome completo
Ana Louise de Toledo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2006
Orientador
Banca examinadora
Trindade Neto, Messias Alves da (Presidente)
Albuquerque, Ricardo de
Bertechini, Antonio Gilberto
Título em português
Lisina digestível em dietas de frangos de corte nos períodos de 1 aos 11 e 23 aos 36 dias de idade: Desempenho e composição corporal
Palavras-chave em português
Aminoácido
Deposição de nutrientes
Exigência
Nutrição
Resumo em português
Rações de aves, formuladas sob o conceito de aminoácidos digestíveis, podem ter reduzidos os níveis protéicos sem prejuízos às necessidades das aves. Dois experimentos foram conduzidos com o objetivo de avaliar a exigência de lisina digestível para frangos de corte machos da linhagem Ross nos períodos de 1 aos 11 e 23 aos 36 dias de idade. Experimento1: utilizaram-se 1050 pintos de um dia, cinco dietas, isoenergéticas (2950kcal EM/kg) e isoprotéicas (23% PB), com os níveis de lisina digestível: 1,12; 1,17; 1,22; 1,27 e 1,35%. Adotou-se o delineamento em blocos ao acaso com sete repetições e a unidade experimental foi composta por 30 aves. Realizou-se o abate comparativo para determinar a deposição de nutrientes corporais. Observaram-se efeitos (P<0,05) lineares descendentes nas variáveis peso final, ganho em peso, ganho em peso relativo e consumo de ração, indicando, provável excesso de aminoácidos na dieta. As variáveis de composição química corporal, não apresentaram diferenças estatísticas. A exceção ocorreu na variável matéria mineral no sangue e vísceras que apresentou resposta (P<0,01) quadrática. Nas taxas de deposição de nutrientes observou-se efeito linear descendente da deposição de água na carcaça. Nas condições vigentes o nível ótimo de lisina digestível para frangos de corte machos de 1 aos 11 dias de idade deve ser igual ou inferior a 1,12%; entretanto, novos estudos devem ser realizados com níveis abaixo, do menor aqui estudado. Experimento 2: utilizaram-se 1050 frangos de corte machos da linhagem Ross de 23 aos 36 dias de idade. Foram testadas cinco dietas experimentais isoenergéticas (3050kcal EM/kg) e isoprotéicas (19% PB) com os níveis de lisina digestível: 0,95; 1,00; 1,05; 1,10 e 1,15%. O delineamento adotado foi em blocos ao acaso, com sete repetições e trinta aves por unidade experimental A técnica de abate comparativo foi utilizada para determinar deposição de água, proteína, extrato etéreo e matéria mineral nas vísceras e sangue, carcaça e corpo vazio. Não houve efeito do nível de lisina no consumo de ração.Verificou-se efeito quadrático dos tratamentos nas variáveis peso final, ganho em peso, ganho em peso relativo e conversão alimentar. Nas variáveis de desempenho, onde ficaram caracterizados efeitos da concentração dietética de lisina, o nível estimado como ótimo do aminoácido foi 1,09%. As variáveis de rendimento de carcaça e cortes não apresentaram diferenças estatísticas. Observou-se efeito quadrático para nível de lisina nas variáveis peso de carcaça e peso vivo reconstituído. As demais variáveis da composição química não apresentaram diferenças significativas. As variáveis deposição protéica e lipídica na carcaça e corpo vazio não tiverem diferenças significativas. A deposição de água na carcaça e corpo vazio apresentaram resposta quadrática e indicaram como ótimo o nível de 1,09% de lisina. De acordo com os resultados de desempenho, composição química e deposição de nutrientes corporais estima-se a exigência em 1,09 % de lisina digestível para frangos de corte machos dos 23 aos 36 dias de idade.
Título em inglês
Digestible lysine levels in broiler chicken diets from 1 to 11 and 23 to 36 days of age: performance and body composition
Palavras-chave em inglês
Amino acid
Nutrient depositions
Nutrition
Requirement
Resumo em inglês
Poultry diets formulated under digestible amino acids concept can be reduced in terms of protein levels without decreasing poultry requirements. Digestible lysine requirement for Ross line broilers was evaluated in two experiments conducted at chicks from 1 to 11 days of age and from 23 to 36 days of age, respectively. In the first trial, 1050 one day chicks were used, five isoenergetic (2950kcal ME/kg) and isoproteic (23% CP) diets, with digestible lysine levels of 1.12, 1.17, 1.22, 1.27 and 1.35%. Randomized bloc design was adopted with seven replications of 30 birds in each experimental unit. Comparative slaughtering was conducted in order to determine body nutrients depositions. Decreasing linear effects (P<0.05) in final average weight were observed, as well as mean weight gain, relative weight gain and average feed intake, suggesting a probable amino acid excess in diet. The body chemical composition analysis had shown no statistical differences. Squared response was observed in blood and offal mineral matter analysis (P<0.01). Carcass and empty body nutrient deposition ratios had shown decreasing linear effect in water content. In the given conditions of the trial, digestible lysine optimal levels for broilers ranging from 1 to 11 days of age must be the same or lower than 1.12%, however further researches must be conducted in order to determine effects of lower lysine levels than the ones used in this trail. In the latter, 1050 Ross male broilers from 23 to 36 days of age were fed five experimental isoenergetic (3050 kcal ME/kg) and isoproteic (19% CP) diets with digestible lysine levels of 0.95, 1.00, 1.05, 1.10 and 1.15%. Randomized bloc design was adopted with seven replications of 30 birds in each experimental unit. Comparative slaughtering was conducted in order to determine water content, protein, lipid and mineral matter in blood and offal, carcass and body weight. No statistical difference of lysine levels in feed intake was observed, although a squared response was verified due to treatments on final weight, weight gain, relative weight gain and feed: gain variables. On performance broiler the optimal digestible lysine estimated was 1.09%. Carcass yield and parts had not shown statistical differences. Squared effect was observed for lysine levels in carcass weight and reconstituted live weight variables. Variables such as body chemical composition had not shown differences. The protein and lipid deposition in carcass and body weight have not shown differences, but water content in carcass and empty body had showed squared response, at 1.09% level of digestible lysine. According to perfomance results, chemical composition and body nutrient deposition results, digestible lysine optimal levels can be estimated at 1.09% for male broilers from 23 to 36 days of age.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Ana_Louise_Toledo.pdf (1,009.82 Kbytes)
Data de Publicação
2007-08-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.