• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Yasmin de Sales Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2017
Orientador
Banca examinadora
Gobesso, Alexandre Augusto de Oliveira (Presidente)
Fernandes, Claudia Barbosa
Gonzaga, Iaçanã Valente Ferreira
Título em português
Determinação do dia do parto de éguas e relação materno-filial
Palavras-chave em português
Coloração mucosa
Comportamento maternal
Edema de vulva
pH
Secreção mamária
Resumo em português
A presente dissertação foi elaborada em dois experimentos. No primeiro experimento objetivou-se determinar o dia do parto através de alterações físicas e circulatórias locais, e avaliar o pH da secreção da glândula mamária comparando dois métodos em éguas no pré-parto. Foram utilizadas 30 éguas gestantes sem raça definida (SRD), durante duas estações de monta (2015 e 2016), com idade de 10±4 anos, e peso corporal de 560±57 kg. Foram observadas possíveis alterações na área pélvica, abdominal, edema vulvar e a coloração da mucosa vaginal até o dia do parto através de fotográfias sequênciais, e as fotos foram analisadas individualmente e classificadas usando um sistema de escore. Para mensuração do pH, foi utilizado o peagâmetro portátil (Quimis®) e o teste de pH em fita (Fusion®). As colheitas iniciaram a partir de 310 dias de gestação. Para às mensurações do pH, foi utilizado um modelo misto sendo a égua o efeito aleatório e o tempo como efeito fixo. As associações entre as diferentes mensurações de pH foram avaliadas por meio de correlação de Momento-produto de Pearson. Para avaliar o escores físicos e circulatórios locais os dados foram analisados pelo teste de razão de Probabilidade Qui-Quadrado e por regressão, para observar a frequência dos escores 1, 2 ou 3 até o dia do parto. O nível de significância utilizado foi de 5%. O pH da secreção mamária pode ser utilizada para determinar o dia do parto, independente do método utilizado. A coloração de mucosa vaginal e edema vulvar podem auxiliar na predição do dia do parto, porém não devem ser utilizados como único método. No segundo experimento, o objetivo foi estudar o relacionamento entre a égua e e sua cria no primeiro dia pós-parto, e relacionar o fator progênitor sobre o comportamento do potro. Foram utilizadas 22 éguas multíparas e seus respectivos potros em duas temporadas de parto (2015 e 2016). Os progenitores eram formados por jumento e equinos. O etograma foi delineado considerando-se os comportamentos característicos apresentados por éguas e potros, e divididos em atividades de interação entre égua e produto, atividades do produto, postura e outros comportamentos. As observações foram realizadas no primeiro dia pós-parto durante 10 horas a cada 2 minutos, através de observação direta com rota de amostragem focal da égua e sua cria. Foi realizada a análise de frequência dos comportamentos ao longo do tempo, considerando cada par (égua/potro) como uma unidade experimental. As frequências dos comportamentos de interação, postura e outros comportamentos das éguas foram analisadas pelo teste de Qui-Quadrado para proporções iguais. Para dependência do comportamento do potro sobre o tipo de progênitor foi realizado o teste de Qui-Quadrado de Pearson. O nível de significância utilizado foi 5%. Concluí-se que no primeiro dia pós-parto as éguas buscam auxiliar a mamada, enquanto os potros mamam e descansam. Potros e muares apresentam diferenças na postura.
Título em inglês
Determination of the day of parturient and mare and foal bond
Palavras-chave em inglês
Mamary secretion
Maternal behavior
pH
Staining mucosa
Vulva edema
Resumo em inglês
The present dissertation was elaborated in two experiments. The first experiment aimed to determine the day of birth through local physical and circulatory changes, and to evaluate the pH of the mammary gland secretion comparing two methods of mares in preparturient. Thirty non-defined pregnant mares (SRD) were used during two mating seasons (2015 and 2016), aged 10 ± 4 years, and body weight of 560 ± 57 kg. Possible alterations in pelvic, abdominal, vulvar edema and vaginal mucosa staining until the day of delivery were observed through sequential photographies, and the photos were analyzed individually and classified using a scoring system. For pH measurement, the portable pHmeter (Quimis®) and the pH strip test (Fusion®) were used. Crops started at 310 days of gestation. For the pH measurements, a mixed model was used, the mare being the random effect and the time as a fixed effect. The associations between the different pH measurements were evaluated through Pearson's Moment-product correlation. In order to evaluate the local physical and circulatory scores, the data were analyzed by the chi-square probability and regression test to observe the frequency of scores 1, 2 or 3 until the day of delivery. The level of significance was 5%. The pH of the mammary secretion can be used to determine the day of delivery, regardless of the method used. The coloration of vaginal mucosa and vulvar edema may aid in the prediction of the day of delivery, but should not be used as the sole method. In the second experiment, the objective was to study the relationship between the mare and her offspring on the first postpartum day, and to relate the progenitor factor to the foal behavior. Twenty - two multiparous mares and their respective foals were used in two calving seasons (2015 and 2016). The parents were formed by donkeys and horses. The etogram was delineated considering the characteristic behaviors presented by mares and foals, and divided into activities of interaction between mare and product, product activities, posture and other behaviors. The observations were performed on the first day postpartum for 10 hours every 2 minutes, through direct observation with the focal sampling route of the mare and her offspring. The behavioral frequency analysis was performed over time, considering each pair (mare / foal) as an experimental unit. The frequencies of the interaction behaviors, posture and other behaviors of the mares were analyzed by the Chi-square test for equal proportions. For the dependence of the behavior of the foal on the type of progenitor was carried out the test of Chi-Square of Pearson. The level of significance was 5%. It was concluded that on the first day postpartum the mares seek to assist the feeding, while the foals suck and rest. Foals and mules show differences in posture.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-06-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.