• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2006.tde-24072007-080723
Documento
Autor
Nome completo
Lara Borges Keid
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Richtzenhain, Leonardo José (Presidente)
Dias, Ricardo Augusto
Gregori, Fabio
Pinheiro, Eliana Scarcelli
Vasconcellos, Silvio Arruda
Título em português
Avaliação de métodos diretos e indiretos de diagnóstico da brucelose em cães naturalmente infectados
Palavras-chave em português
Brucelose canina
Cães
Cultivo microbiológico
Reação em cadeia pela polimerase
Sorodioagnóstico
Resumo em português
Foram comparados procedimentos laboratoriais diretos e indiretos aplicados ao diagnóstico da brucelose canina causada por Brucella canis. Foram examinados 196 cães, os quais foram classificados em infectados, suspeitos e não infectados, de acordo com resultados obtidos no cultivo microbiológico em amostras de sangue, sêmen e swab vaginal, no exame clínico e de acordo com dados epidemiológicos. Os resultados obtidos nos exames laboratoriais foram correlacionados com os resultados dos exames clínicos. As técnicas laboratoriais empregadas foram soroaglutinação rápida (SAR), soroaglutinação rápida com emprego do 2-mercaptoetanol (SAR-2ME), imunodifusão em gel de ágar (IDGA), cultivo microbiológico e PCR em amostras de sangue, sêmen e swab vaginal. Foram observados 41,83% de positivos pela SAR, 14,28% pela SAR-2ME, 28,14% pela IDGA, 32,14% pela hemocultura, 19,6% pelo cultivo microbiológico de sêmen, 4,82% pelo cultivo microbiológico de swab vaginal, 33,16% pela PCR em sangue, 33,33% pela PCR em sêmen e 26,89% pela PCR em swab vaginal. Os valores de sensibilidade das provas de SAR, SAR-2ME, IDGA, PCR em sangue e PCR em swab vaginal foram respectivamente de 81,25%; 42,18%; 75%; 89,06% e 54%. A especificidade dos métodos de SAR, SAR-2ME, IDGA, PCR em sangue e PCR em swab vaginal foram respectivamente de 81,25%; 100%; 100%; 97,21% e 97,14%. Nos cães machos, as proporções de resultados positivos diagnosticados pelo cultivo microbiológico de sêmen foram semelhantes às observadas pelos demais métodos de diagnóstico utilizados. As proporções de resultados positivos obtidos pelas técnicas de SAR, SAR-2ME, IDGA, hemocultura, PCR em sangue e cultivo de swab vaginal foram maiores dentre os animais que apresentaram sinais clínicos sugestivos de brucelose. Não houve associação entre a presença de sinais clínicos de brucelose e resultados positivos pelo cultivo microbiológico de sêmen e PCR em amostras de sêmen e swab vaginal.
Título em inglês
Evaluation of direct and indirect methods of diagnosis of brucellosis in naturally infected dogs
Palavras-chave em inglês
Canine brucellosis
Dogs
Microbiological culture
Polymerase chain reaction
Serodiagnosis
Resumo em inglês
Nine laboratory tests used for Brucella canis infection diagnosis in 196 dogs were evaluated: rapid slide agglutination test (RSAT), 2-mercaptoetanol rapid slide agglutination test (2ME-RSAT), agar gel immunediffusion test (AGID), microbiological culture of blood, semen and vaginal swab and PCR in blood, semen and vaginal swab samples. The results of the laboratorial tests used were compared to the results of clinical examination. A total of 41,83% of positives were detected by rapid slide agglutination test, 14,28% by 2-mercaptoetanol rapid slide agglutination test, 28,14% by agar gel immunediffusion test, 32,14% by blood culture, 19,6% by culture of semen, 4,82% by vaginal swab culture, 33,16% by PCR in blood samples, 33,33% by PCR in semen and 26,89% by PCR in vaginal swab samples. The sensitivity of RSAT, 2ME-RSAT, IDGA, PCR in blood and vaginal swab samples was respectively 81,25%; 42,18%; 75%; 89,06% and 54%. The specificity of RSAT, 2ME-RSAT, IDGA, PCR in blood and vaginal swab samples was respectively: 81,25%; 100%; 100%; 97,21% e 97,14%. In male dogs, the proportion of positive results detected by microbiological culture of semen was similar to the proportion of positive results detected by RSAT, AGID and blood culture, but the proportion was lower than that detected by PCR in semen. A higher proportion of positives were detected by RSAT, 2ME-RSAT, AGID, blood culture, PCR in blood samples and culture of vaginal swab, in animals presenting clinical signs of brucellosis. No association was observed between the presence of clinical signs of brucellosis and positive results by culture of sêmen and PCR in semen and vaginal swab samples.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Lara_Borges_Keid.pdf (914.23 Kbytes)
Data de Publicação
2007-07-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.