• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2009.tde-22042009-102538
Documento
Autor
Nome completo
Mauricio Cabral Dutra
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Moreno, Andréa Micke (Presidente)
Calderaro, Franco Ferraro
Moretti, Anibal de Sant'Anna
Título em português
Perfil de eliminação de agentes infecciosos envolvidos em rinite na espécie suína
Palavras-chave em português
Cytomegalovirus
PCR
Rinite
Suíno
Resumo em português
As doenças respiratórias estão entre as maiores causas de prejuízo para a indústria suinícola, seja pelo retardo no crescimento e ganho de peso, mortalidade de animais ou pelos gastos com vacinas, medicamentos e assistência veterinária. Neste contexto os quadros de rinite têm apresentado uma contribuição significativa. O presente estudo propõe a determinação dos perfis de eliminação de agentes envolvidos em rinite nos suínos avaliando diferentes faixas etárias em nove propriedades de ciclo completo com histórico de lesão em cornetos e que utilizem diferentes formas de prevenção e controle destas manifestações. Foram avaliados suabes de tonsilas de 12 animais, nas seguintes faixas etárias: matrizes, leitões de 20, 40 e 60 dias, suínos de 90, 110 e 140 dias, totalizando 84 animais por propriedade e 756 amostras em todo o estudo. As amostras foram submetidas à pesquisa de P. multocida tipo capsular A e D, gene codificador de toxina dermonecrótica de P. multocida, B. bronchiseptica e cytomegalovirus suíno através da reação em cadeia pela polimerase (PCR). Apesar do histórico de lesões em corneto em todas as propriedades apenas um animal foi positivo para presença de P. multocida tipo A e todos foram negativos para a presença do gene codificador da toxina dermonecrótica. Dentre os 756 animais 22 (2,9%) foram positivos para presença de B. bronchiseptica e 198 (26,1%) para detecção cytomegalovirus suíno. A presença B. bronchiseptica apresentou associação estatisticamente significativa com as fases de maternidade e terminação. A maior freqüência de cytomegalovirus suíno apresentou associação estatisticamente significativa com a fase de creche. Observaram-se matrizes eliminando B. bronchiseptica nos três tipos de granjas avaliadas, indicando que a fêmeas tem participação ativa na infecção dos leitões pelo agente. O mesmo não foi detectado na disseminação do cytomegalovirus suíno. Maiores estudos devem ser realizados para esclarecer a baixa eliminação de P. multocida e o verdadeiro impacto do cytomegalovirus nos rebanhos suínos.
Título em inglês
Elimination profile of infectious agents related with rhinitis in swine specie
Palavras-chave em inglês
Cytomegalovirus
PCR
Rhinitis
Swine
Resumo em inglês
Respiratory diseases are one of the largest cause of economic losses in swine industry, it is related with grown and weight gain reduction, mortality, vaccines and medicaments costs, veterinary assistance. In that context, rinithis cases have been a major contribution. The present study propose the determination of elimination profile of agents related with rhinitis evaluating different ages in nine swine herds with history of cornet lesions and that uses different ways to control and prevent this problem. There were examined tonsils swabs from 12 animals in the following ages: sows, piglets of 20, 40 60 days and pigs of 90, 110 and 140 days, totalizing 84 pigs for farm. The swabs were searched to P. multocida capsular type A and D, dermonecrotic toxin gene from P. multocida, B. bronchiseptica and porcine cytomegalovirus through polymerase chain reaction (PCR). Despite de turbinate bones lesions present in all herds P. multocida type A was detected in only one pig and none were positive to dermonecrotic toxin gene. From 756 animals, 22 (2.9%) were positive to B. bronchiseptica and 198 (26.1%) to porcine cytomegalovirus detection. The presence of B. bronchiseptica presented statistical association with the farrowing and finishing times. Larger number of animals positive to cytomegalovirus show statistical association with the post weaning pigs. Sows carrying B. bronchiseptica in the three types of herds examined, suggesting that sows have an active participation in piglet infection by this agent. The same was not observed in porcine cytomegalovirus spread. More projects were need to clarify the low detection of P. multocida and to understand the impact of cytomegalovirus in swine production.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-04-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.