• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Wanessa de Andrade Pacheco
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Genovez, Margareth Elide (Presidente)
Ferreira Neto, José Soares
Silva, Lilia Marcia Paulin
Título em português
Excreção de Brucella abortus, estirpe B19 pelo leite e urina de fêmeas bovinas de diferentes faixas etárias vacinadas contra brucelose e sua relação com o ciclo reprodutivo
Palavras-chave em português
Brucelose. Vacina B19. Ciclo reprodutivo. Reação em cadeia por polimerase. Bovinos
Resumo em português
O Programa Nacional de Controle e Erradicação de Brucelose e Tuberculose (PNCEBT) proposto pelo MAPA (Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento) adotou como medida central à vacinação com a B19 de todas as fêmeas das espécies bovina e bubalina, entre três e oito meses de idade. Embora a B19 seja capaz de conferir 65 a 70 % de proteção contra a maioria dos níveis de exposição de fêmeas bovinas, se utilizada na dose correta e na idade recomendada, o período de excreção e seu efeito sobre animais comunicantes e suscetíveis, incluindo o homem ainda são pouco conhecidos e por se tratar de uma vacina viva e virulenta deve-se atentar para o papel zoonótico no manejo dos animais excretores. O presente estudo avaliou a excreção da estirpe B19 pelo leite e urina, de 14 fêmeas bovinas de diferentes faixas etárias, que foram imunizadas dos três aos oito meses de idade, provenientes de um rebanho de exploração leiteira, empregando-se o diagnóstico bacteriológico e PCR, correlacionando-os com as fases hormonais de um ciclo reprodutivo completo. Todas as amostras positivas na PCR para Brucella spp. foram confirmadas como sendo da estirpe vacinal B19, sendo sua excreção predominantemente no momento do cio aos 150 dias de gestação e no pós-parto imediato (30 dias), ou seja, independentemente da fase hormonal. A persistência e excreção de B19 foi observada em fêmeas bovinas de até nove anos de idade.
Título em inglês
Excretion of Brucella abortus, B19 strain in milk and urine samples from female bovine of several ages, vaccinated against brucellosis and your relation with reproductive cycle
Palavras-chave em inglês
Bovines
Brucellosis
Polymerize chain reaction
Reproductive cycle
Vaccine B19
Resumo em inglês
The National Program of Brucellosis and Tuberculosis Control and Eradication (PNCEBT) designed by MAPA (Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento) adapted as the central of vaccination by law with B19 the of all females of bovine and bubaline species, between three and eight months of age. However the B19 should be capable of verifying 65 - 70% of protection against a large number of levels of exposition of bovines if utilized in the correct dose and age recommended the period of excretion and your effect about communicant animals and bound to included men but are still not well known and for the subject of biovaccines of a high infectious should be watchful for the role of zoonotic in the handling of animals that?s eliminate these vaccines. This studies evaluated the excretion of B19 strain in milk and urine of 14 bovine females the different ages that was immunized at three and eight months of age originated from heads of milky exploration, based on the bacteriologic tests and polymerize chain reaction (PCR) diagnoses correlated with hormonal fases of complete reproductive cycle. All of positive samples in PCR for Brucella spp. was confirmed for B19 strain being its excretion predominantly at moment of cio about 150 pregnant days and the pos parturition (30 days) or else independently the hormonal fase. The persistence and excretion of B19 was observed in bovine females until nine years old.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-09-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.