• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2010.tde-12062012-144132
Documento
Autor
Nome completo
Rísia Lopes Negreiros
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Amaku, Marcos (Presidente)
Ferreira Neto, José Soares
Ferreira, Fernando
Gonçalves, Vitor Salvador Picão
Homem, Valéria Stacchini Ferreira
Título em português
Caracterização e análise da rede de movimento de bovinos no Estado de Mato Grosso
Palavras-chave em português
Bovinos
Epidemiologia
Mato Grosso
Propriedade rural
Transporte de animais
Resumo em português
O objetivo deste trabalho é analisar os dados de movimentação de bovinos, gerando informações úteis à vigilância epidemiológica do Estado de Mato Grosso. Analisou-se, para 2007, a distribuição de rebanhos nas propriedades, a movimentação por ecossistema de origem e destino, por finalidade (engorda, abate ou reprodução), e por época do ano. Observou-se que 81,54% do rebanho está concentrados em 20% das propriedades, indicando a existência de poucas propriedades com intensa comercialização para abate, engorda ou reprodução e muitas propriedades com pouca comercialização. Das 72.149 propriedades (de um total de 112.924) que realizaram algum tipo de movimentação, 65.773 movimentaram bovinos. A maioria das movimentações ocorreu internamente em cada ecossistema (Pantanal, Cerrado e Amazônia). O Pantanal recebeu o menor número de bovinos (4,98% dos animais recebidos, incluindo movimentação interna) e o Cerrado foi o que mais recebeu bovinos provenientes dos outros ecossistemas e o que enviou o menor número de bovinos (318.253, 25,79% do total de bovinos enviados a outro ecossistema). Observou-se uma redução do movimento em maio e novembro (vacinação contra febre aftosa), janeiro e fevereiro (férias dos frigoríficos e estação chuvosa) e setembro (manejo de natalidade, ausência da safra do boi gordo e desmama de bezerros). O percentual de movimentação interestadual foi de 2,65% dos animais movimentados, predominando as movimentações intraestaduais. Na análise de 539.526 documentos em 76.277 estabelecimentos calculou-se o grau de comercialização entre os estabelecimentos, para o semigrau interior a média e mediana foram (1 e 3) e para o semigrau exterior(2 e 3) respectivamente. As distâncias médias para movimentação de bovinos provenientes das propriedades da fronteira internacional e daquelas sabidamente positivas para brucelose foram 73,75 e 60,43 km respectivamente. Distâncias médias para movimentos destinados a frigoríficos, propriedades e eventos agropecuários foram inferiores a 116,70 km mostrando movimentação proveniente do próprio Estado. Em redes com características livre de escala supõe-se que a distribuição de grau P(k) pode ser ajustada pela lei de potência, no entanto observou-se que alguns estabelecimentos não seguiram o previsto para redes livre de escala. O ajuste de P(kin) mostrou que estabelecimentos que compraram maior quantidade de bovinos ultrapassaram o esperado pela lei de potência, o que pode estar relacionado ao comportamento de compra por frigoríficos e confinamentos. Para o ajuste de P(kout), a proporção de propriedades que venderam para muitos estabelecimentos (por exemplo, próximo a 100 estabelecimentos) está abaixo do previsto pela lei de potência, como também aquelas que venderam para menos de 10 outros estabelecimentos. As propriedades de subsistência, que movimentam poucos animais, influenciaram os valores de P(kin) e de P(kout) para valores baixos de kin e kout, respectivamente. Observou-se uma correção negativa (r= -0,54) entre o grau médio dos primeiros vizinhos e o grau do estabelecimento mostrando que estabelecimentos com grau elevado (volume elevado de compra e/ou venda) comercializam com estabelecimentos cujo grau é em média baixo (volume baixo de compra e/ou venda) e vice-versa. Essa característica da rede de movimentação de bovinos pode ter implicações no espalhamento de doenças infecciosas nos rebanhos, em função do contato entre grandes e pequenos estabelecimentos.
Título em inglês
Characterization and analysis of the network of animal movements in the Mato Grosso State
Palavras-chave em inglês
Animal transport
Cattle
Epidemiology
Farms holdings
Mato Grosso
Resumo em inglês
This study has as objective to analyze the movement data of bovine, generating useful information for epidemiologic surveillance for Mato Grosso State. It was analyzed, for 2007, the herds distribution in the farm holdings, the movement according to origin and destination ecosystem, for purpose (fattens, slaughters or reproduction), and for year's time. It was observed that 81.54% of the herd was concentrated on 20% of the farm holdings, indicating the existence of few farm holdings with intense commercialization for slaughters, fattens or reproduction and many farm holdings with little commercialization. Of the 72.149 farm holdings (of a total of 112.924) that accomplished some type of movement, 65.773 moved bovine. Most movements occurred internally in each ecosystem (Pantanal, Cerrado and Amazônico). The Pantanal received the smaller number of bovine (4,98% of the received animals, including internal movement) and the Cerrado received most bovine from of the other ecosystems and sent the smaller number of bovine (318.253, 25.79% of the bovine sent to other ecosystem). It was observed a decrease in movement in May and November (vaccination against Foot and Mouth Disease), January and February (slaughterhouse vacation and rainy station) and September (birth rate handling, absence of cattle for slaughterhouse and weaning calves). The percentage of interstate movement was 2.65% of the animals moved, predominating the movements within the state This factor associated to the difficulty of maintaining updated records in complex territory motivated of the characterization of cattle network making available to the defense's service and epidemiological vigilance a tool that makes possible retrospective and prospectively the measures application adapted in specific situations. In the analysis of 539.526 documents in 76.277 establishments it calculated the commercialization degree between establishments. For indegree the average and median were (1 and 3) and for outdegree (2 and 3) respectively. Average distances for bovine movement with origin in the farms holdings of the international border and the farms holdings known positive for brucellosis were 73.75 and 60.43 km respectively. Average distances from farm holdings to slaughter establishments, farms holdings and agricultural events were lower than 116.70 km showing movement originating within the state. In scale-free networks, the degree distribution P(k) it can be fitted by the power law, however some establishments do not follow the foreseen for networks free-scale. The fitting of P(kin) showed that establishments that buy larger quantity of bovine overtake what is expected for power law, what can be related to purchase behavior for slaughter establishments and confinements. For the fitting of P(kout), the proportion of the farms holdings that sell for lots of establishments (for example, near to 100 establishments) is below the expected by the power law, as well as those that sell for less than 10 other establishments. The subsistence farms holdings, that move few animals, influence the values of P(kin) and of P(kout) for low values of kin and kout, respectively. A negative correlation (r= -0.54) was observed between the average degree of nearest neighbors and the degree of establishments, showing that establishments with high degree of purchase and/or sells, commercialize with establishments whose degree is, on average, low (low quantity of purchase and/or sells) and vice versa. This characteristic of the network of bovine movement may have implications in the spread of infectious diseases within the herds, depending on the contact between big and small establishments.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-10-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.