• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2005.tde-06112006-160520
Documento
Autor
Nome completo
Jennifer Anne Coggan
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Benites, Nilson Roberti (Presidente)
Oliveira, Clair Motos de
Ribeiro, Márcio Garcia
Título em português
Estudo microbiológico de conteúdo intra-uterino e histopatológico de útero de cadelas com piometra e pesquisa de fatores de virulência em cepas de E.coli e o potencial risco à saúde humana
Palavras-chave em português
Escherichia coli
Fatores de virulência
Piometra animal
Resumo em português
A piometra canina, também denominada como complexo hiperplasia-cística-endometrial, é uma enfermidade da cadela adulta caracterizada pela inflamação do útero com acumulação de exsudatos, que ocorre na fase lútea do ciclo estral e que pode acometer vários sistemas do organismo. Ocorre em decorrência de alterações hormonais e geralmente está associada a infecções bacterianas. A incidência de piometra na cadela é alta, sendo a doença reconhecida como uma das causas mais comuns de enfermidade e morte desta espécie animal. A piometra é uma das condições patológicas mais comuns que acomete o trato genital dos cães. A bactéria mais freqüentemente isolada do conteúdo uterino de cadelas com piometra é Escherichia coli. Algumas cepas de E.coli são comprovadamente patogênicas para o homem e/ou animais. No homem, o microrganismo tem sido associado a severos distúrbios gastrintestinais, além de infecções extra-intestinais, com referência especial às infecções urinárias, meningites do recém-nascido e septicemias. Para a realização deste trabalho foi realizado o isolamento microbiológico das bactérias presentes no conteúdo intra-uterino de 100 cadelas com piometra, a contagem de unidades formadoras de colônias por ml, antibiograma das bactérias isoladas, exame histopatológico do útero, e pesquisa de fatores de virulência nos isolados de E.coli. O trabalho foi realizado na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, e as amostras coletadas de animais submetidos à cirurgia de ovário-salpingo-histerectomia no Setor de Obstetrícia do Hospital Veterinário. O presente estudo confirmou a ocorrência da Escherichia coli como sendo o principal agente envolvido na piometra em cadelas, bem como permitiu verificar a presença de fatores de virulência nas cepas isoladas. Estatisticamente quanto maior o número de unidades formadoras de colônias/ml, maior a intensidade do processo inflamatório. Observou-se uma maior sensibilidade de E.coli aos antimicrobianos norfloxacina, polimixina B, sulfazotrin, cloranfenicol, enrofloxacina, e gentamicina e uma maior resistência aos antimicrobianos cefalotina e ampicilina. Nas cepas isoladas de bactérias Gram negativas houve maior sensibilidade aos antimicrobianos norfloxacina e polimixina B e maior resistência aos antimicrobianos ampicilina, cefalotina, cefoxitina, cefalexina, e tetraciclina. Nas cepas isoladas de bactérias Gram positivas houve maior sensibilidade aos antimicrobianos vancomicina, cefalexina, norfloxacina, sulfazotrin, gentamicina, e polimixina B e maior resistência aos antimicrobianos penicilina, oxacilina e ampicilina. Foram identificados fatores de virulência em 98,0% das cepas de Escherichia coli avaliadas, demonstrando uma alta freqüência de E.coli potencialmente patogênica.
Título em inglês
Microbiological study of intrauterine contents and histopathology of uterus of bitches with pyometra and research of virulence factors in E.coli isolates and the potential risk to human health
Palavras-chave em inglês
Animal pyometra
Escherichia coli
Virulence factors
Resumo em inglês
Canine pyometra, also known as cystic endometrial hyperplasia complex, is a disease of the adult dog characterized by the inflammation of the uterus with accumulation of purulent discharge, that occurs in the luteus phase of the estrus cycle and that can affect various systems of the organism. It occurs in result of hormone alterations and generally is associated with bacterial infections. The incidence of pyometra in the bitch is high, being the disease recognized as one of the most common illness occuring in this animal species and one of the most common cause of death. Pyometra is one of the main pathological condition that affects the genital tract in dogs. The bacterial species most frequently isolated from the uterine contents of dogs with pyometra is Escherichia coli. Some strains of E.coli are proven to be pathogenic for the man and/or animals. In man, the microrganism has been associated with severe gastrintestinal diseases, as well as extra-intestinal diseases, with special reference to the bladder infections, septicemias and neonatal meningitis. This study consisted of microbiological isolation of the bacteria from the intrauterine contents of 100 dogs with pyometra, the counting of number of units forming colonies in 1ml, antibiogram of the isolated bacteria, histologic examination of the uterus, and research of virulence factors in the E.coli strains. The study was carried out in the Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia of the Universidade de São Paulo, and the samples obtained from the animals submitted to surgery of ovariohysterectomy in the Sector of Obstetrics of the Veterinarian Hospital. The present study confirmed the occurrence of Escherichia coli as being the main agent involved in pyometra in bitches, as well as verified the presence of virulence factors in the strains isolated. Statistically the bigger the number of unit forming colonies/ml the greater the intensity of the inflammatory process. One observed more sensitivity of E.coli to the antimicrobial substances norfloxacin, polimixin B, sulfazotrin, chloranfenicol, enrofloxacin, and gentamicin and more resistance to the antimicrobial substances cefalotin and ampicilin. In the strains of Gram negative bacteria there was more sensitivity to the antimicrobial substances norfloxacin and polimixin B and a greater resistance to the antimicrobial substances ampicilin, cefalotin, cefoxitin, cefalexin, and tetraciclin. In the strains isolated of Gram positive bacteria there was a greater sensitivity to the antimicrobial substances vancomicin, cefalexin, norfloxacin, sulfazotrin, gentamicin, and polimixin B and a greater resistance to the antimicrobial substances penicillin, oxacilin and ampicilin. Virulence factors were identified in 98,0% of the strains of Escherichia coli evaluated, demonstrating a high frequency of potentially pathogenic E.coli
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
JenniferAnneCoggan.pdf (768.18 Kbytes)
Data de Publicação
2006-12-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.